ao.mpmn-digital.com
Novas receitas

Salada de Beterraba Dourada e Jicama com Creme Fraîche

Salada de Beterraba Dourada e Jicama com Creme Fraîche


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


Não há necessidade de cozinhar a beterraba em fatias muito finas. Renee Erickson e Marie Rutherford, do restaurante The Whale Wins, de Seattle, os amadurece com um bocado de creme fraiche.

Ingredientes

  • 1/2 xícara de azeite, dividido
  • 3 limões, as raspas removidas com um descascador de vegetais, polpa definida para outro uso
  • 2 colheres de chá de sementes de cominho
  • 1/2 chalota média, finamente picada
  • 3 colheres de sopa mais 1 colher de chá de vinagre de champanhe ou vinagre de vinho branco
  • Sal Kosher e pimenta-do-reino moída na hora
  • 2 beterrabas douradas médias (cerca de 1 libra), esfregadas e cortadas em fatias finas em uma mandolina
  • 1 pequena jicama (cerca de 1 libra), descascada, cortada ao meio, cortada em fatias muito finas em uma mandolina
  • 1/2 xícara de pequenos raminhos de endro, dividido

Preparação de Receita

  • Aqueça 1/4 de xícara de óleo em uma panela pequena em fogo médio-alto. Trabalhando em 2 porções, adicione as raspas de limão e cozinhe até amolecer e enrolar nas bordas, cerca de 30 segundos por lote. Transfira as raspas de limão para um prato forrado com papel toalha e deixe esfriar; corte em tiras compridas. Transfira o óleo de limão para uma tigela pequena; Deixe esfriar. Deixou de lado.

  • Torre as sementes de cominho em uma frigideira pequena em fogo médio-alto, mexendo sempre, até que cheirosos e levemente mais escuros (1-2 minutos); deixou de lado.

  • Bata a chalota, 3 colheres de sopa de vinagre, mostarda Dijon e 1 colher de chá de sementes de cominho torradas em uma tigela pequena. Gradualmente, acrescente o restante 1/4 de xícara de azeite e o óleo de limão resfriado. Tempere o vinagrete com sal e pimenta.

  • Combine a beterraba e o vinagrete em uma tigela grande e misture bem; deixe descansar por cerca de 15 minutos para amolecer. Adicione a jicama, 1/4 de xícara de raminhos de endro e metade das raspas de limão reservadas para as beterrabas e misture bem.

  • Enquanto isso, bata a 1 colher de chá restante de vinagre e o crème fraîche em uma tigela pequena para misturar. Tempere com sal. Coloque uma colherada da mistura de crème fraîche no centro de cada prato, dividindo igualmente. Com as costas de uma colher, espalhe levemente a mistura de crème fraîche em um pequeno círculo no fundo de cada prato.

  • Coloque a salada de beterraba sobre a mistura de crème fraîche e polvilhe a metade restante das raspas de limão, 1/4 de xícara de raminhos de endro e 1 colher de chá de sementes de cominho entre os pratos.

Receita de Renee Erickson, Marie Rutherford,

Teor Nutricional

6 porções, 1 porção contém: Calorias (kcal) 260 Gordura (g) 21 Gordura Saturada (g) 4 Colesterol (mg) 5 Carboidratos (g) 18 Fibra Alimentar (g) 7 Açúcares Totais (g) 8 Proteína (g) 2 Sódio (mg) 170 Seção de revisões

Salada de pera assada com gorgonzola e molho balsâmico de bordo

Detalhes
  • 2 TB de chalota picada
  • Vinagre balsâmico 2 TB
  • 2 TB de xarope de bordo
  • 1 colher de chá de mostarda dijon
  • 1 colher de chá de sal kosher
  • 1/2 xícara de azeite de oliva extra virgem
  • 4 peras, cortadas ao meio, sem núcleo
  • 1 TB de azeite virgem extra
  • 1 colher de chá de suco de limão
  • 8 xícaras de rúcula bebê
  • 2 xícaras de radicchio picado
  • 1/2 xícara de queijo gorgonzola esfarelado
  • 1/2 xícara de nozes cristalizadas

Instruções: Para fazer o molho: Misture a chalota, o vinagre, o xarope de bordo, a mostarda Dijon e o sal


Receitas Vegan de Ação de Graças

Couve, batata-doce, abóbora, erva-doce e cranberries são apenas alguns dos alimentos da estação que contribuem para esta coleção de receitas veganas. Com pratos principais ricos, acompanhamentos satisfatórios, saladas refrescantes e sobremesas doces, você não perderá nada servindo uma refeição à base de plantas.

Esta salada aparece com cor e textura de frutas cítricas suculentas, abacate cremoso e jicama crocante. Couve escura e acidentada se encaixa no clima, mas você pode substituí-la pela alface que desejar. Adoramos o tom rosa das laranjas Cara Cara na salada, mas um umbigo normal ou mesmo laranjas vermelhas (de acordo com o tema assustador) também funcionam. A couve lacinato resistente ficará perfeitamente macia quando vestida e deixada em temperatura ambiente. Revestir o abacate com o molho primeiro irá impedi-lo de dourar enquanto você se diverte.


4 de julho Receitas para Foodies

Esta refeição ecoa as cores patrióticas do feriado, começando com uma salada frisée com beterraba vermelha assada, jicama, queijo azul Rogue River e framboesas pretas. Em uma noite de verão, o cardápio se refresca com uma sopa gelada de pimenta vermelha torrada no leite de coco, com um toque de curry vermelho para dar o toque, servido com uma pitada de creme fraîche de coentro e microgreens. A entrada é uma truta arco-íris grelhada, que pode ser servida quente, em temperatura ambiente ou fria - dependendo do seu humor ou do clima. O peixe crocante é colocado em cima de grãos azuis cremosos (trazidos de avião durante a noite, recém-chegados de Charleston), com molho de milho e ameixa, coentro e purê de milho. Para a sobremesa, um pão-de-ló de frutas cítricas com coalhada de limão, amoras frescas, framboesas e morangos é guarnecido com um delicado macaron de morango.

Para ideias sobre como projetar a mesa ao ar livre perfeita para sua festa patriótica, clique aqui.

Salada de Beterraba Assada e Frisee

Ingredientes

  • Frisee crocante
  • 4-6 onças Rogue River Blue Cheese (deve ser embrulhado em papel alumínio e produzido em Oregon, disponível no Fresh Market)
  • 2 beterrabas vermelhas de tamanho médio, com cerca de 3-4 polegadas de diâmetro
  • 1 litro de amoras grandes
  • 1 peça de jicama
  • Azeite
  • Raspas de um limão
  • Vinagre balsâmico branco
  • Sal e pimenta para temperar

Lave a beterraba, tempere com sal e pimenta e regue cada uma com uma colher de sopa de azeite. Embrulhe-os frouxamente em papel alumínio, coloque-os em uma assadeira e leve ao forno a 325 graus por 1,5 horas. Desembrulhe e deixe esfriar. Quando você puder tocá-los sem que estejam muito quentes, puxe a pele e retire-a com cuidado. Leve à geladeira por cerca de quatro horas. Descasque a jicama e corte em cubos de ½ polegada.

Quando estiver pronto para servir, misture o frisee com as raspas de um limão, um fio de vinagre balsâmico branco e ½ xícara de azeite. Corte a beterraba em fatias finas e coloque por cima das verduras. Enfeite cada salada com amoras, queijo azul esfarelado e cubos de jicama. Sirva com pimenta moída fresca.

Sopa De Coco Resfriado E Pimenta Vermelha Assada

Ingredientes

  • 3 potes grandes de pimentão vermelho torrado cortado
  • 8 dentes de alho picados
  • 1 xícara de champanhe
  • 3 colheres de sopa de pasta de curry vermelho
  • 1 lata de Coco Lopez Coconut
  • 4 xícaras de caldo de vegetais
  • 2 xícaras de iogurte branco puro
  • Nata
  • Coentro seco
  • Folhas de coentro ou hortelã
  • Molho Sriracha, sal e pimenta branca para temperar

Refogue pimentões vermelhos torrados cortados com alho picado por cerca de 10 minutos em fogo baixo. Deglaze a panela com champanhe e cozinhe por cerca de cinco minutos. Misture com a pasta de curry vermelho e cozinhe por mais cinco minutos.

No liquidificador, em velocidade alta, bata os pimentões vermelhos com o coco, o caldo de legumes e o iogurte. Adicione sal e pimenta branca a gosto. (Você também pode adicionar um pouco de Sriracha para apimentar.) Para uma cor bonita, sirva gelado em uma tigela branca com um pouco de creme de leite misturado com coentro seco. Enfeite com algumas folhas de coentro ou hortelã.

Truta arco-íris grelhada com grãos azuis tradicionais

Pegue um 6-8 onças. pedaço de truta e polvilhe levemente com farinha temperada (você pode adicionar tempero sal, alho sal, pimenta, cebola em pó e / ou pimenta caiena para temperar). Pegue uma frigideira antiaderente e aqueça em médio a alto. Adicione uma colher de sopa de óleo. Quando o óleo estiver quente o suficiente (após cerca de um minuto), sele a truta de cada lado, virando-a apenas uma vez para obter uma boa cor dourada. Depois de virá-lo, esprema o suco de um limão na panela para descascá-lo e dar sabor.

Molho de ameixa de milho

Grelhe duas espigas de milho até que fiquem um pouco carbonizadas e, em seguida, corte o milho dos talos. Misture o milho com ½ colher de chá de raspas de limão, quatro folhas de hortelã picadas, 10 folhas de coentro picadas, duas pequenas ameixas cortadas em cubos de 1/4 de polegada, um pouco de azeite de oliva e uma colher de sopa de geléia de pimenta vermelha. Tempere a gosto. (Isso se tornará o enfeite fresco e brilhante em cima do peixe.)

Asse quatro espigas de milho (ou uma lata pequena) com sal e pimenta no forno a 400 graus por 15 minutos. Retire o milho dos talos e cozinhe em fogo médio com duas xícaras de creme de leite, uma chalota picada e dois bulbos de alho picado até que o milho esteja bem macio e crie cor na panela. Coe o milho e bata com duas colheres de sopa de mascarpone. Adicione um toque de tempero de urucum para dar cor, e o molho deve estar liso e brilhante depois que você terminar de purê-lo.

Heirloom Blue Grits

* Os grãos da Anson Mills são feitos especialmente com grãos de herança. Disponível online, o milho é cultivado nas montanhas das Carolinas e, quando cozido aos poucos, tem sabor doce e um pouco nozes. Você sempre enxágue primeiro e cozinhe lentamente, como um risoto.

Pegue uma xícara de grãos e cubra em uma panela com 2,5 xícaras de água e deixe descansar em sua bancada durante a noite. Depois de retirar a palha residual do topo, coloque a panela em fogo médio - mexendo sempre até que fiquem “amiláceos” - por cerca de sete minutos. Reduza o fogo e a cada 10 minutos mexa e veja se consegue colocar a colher de pau que está usando para ficar na posição vertical. Quando isso acontecer, adicione cerca de ½ xícara de água. Faça isso por cerca de quatro vezes diferentes. Quando os grãos ficarem cremosos, acrescente um pouco de manteiga de verdade e sirva sob a crocante truta dourada, guarneça com molho de frutas de milho e regue com purê de milho amarelo cremoso.

Bolo Esponja Cítrico com Coalhada de Limão e Bagas

Use uma receita básica de pão de ló e misture com duas colheres de sopa de suco de laranja, ½ colher de chá de raspas de limão e ½ colher de chá de raspas de limão. Pegue a massa e asse os bolos de esponja individuais no fundo de formas grandes de muffin.

Misture dois ovos, ½ xícara de açúcar, uma colher de sopa de raspas de limão e 1/3 xícara de suco de limão e bata em uma panela. Coloque a panela sobre água fervente morna e bata em quatro colheres de sopa de manteiga, uma colher de sopa de cada vez, tomando cuidado para não queimar ou coalhar a mistura. Se demorar muito, parecerá ovos mexidos. Deve ser liso e brilhante. Retire do fogo e leve à geladeira.

Ponha colheradas de sopa de coalhada de limão no meio de cada pão de ló, cubra com as frutas vermelhas, polvilhe com açúcar de confeiteiro e decore com um biscoito doce de morango comprado na loja.


Lista para impressão

HÁ algo ao mesmo tempo inocente e empolgante em um piquenique, mesmo que você esteja empacotando apenas algumas coisas no último minuto e descendo a rua em direção ao parque. Pode não ser nada mais sofisticado do que mortadela ou salada de atum com pão branco, mas ainda é provável que você se divirta, e é provavelmente por isso que muitos de nós continuamos devotados aos mesmos alimentos de piquenique que comemos durante toda a vida.

Mas, em algum momento, você pode sentir vontade de variar um pouco o menu. Com isso em mente, gostaria de fazer algumas - ou, na verdade, 101 - sugestões, que vão de lanches a sobremesas. Com algumas compras, um pouco de esforço e 20 minutos ou menos para a montagem, você pode criar o tipo de comida para viagem que envergonhará as lojas de comida preparada local, enquanto economiza uma pequena fortuna. Não importa o quão fiel você seja aos seus antigos favoritos, aposto que você encontrará algo intrigante aqui.

1 SALADA DE BETERRABA Descasque as beterrabas e rale-as (um processador de alimentos manterá o suco contido). Adicione o vestido de pistache ou avelã com as raspas e suco de laranja e azeite de oliva. Adicione pedaços de queijo de cabra e salsa picada.

2 ROLOS DE FRANGO PESTO Tempere e grelhe as costeletas de frango. Pincele o pão lavash ou qualquer outro tipo de embrulho com uma camada de pesto com o frango, os tomates secos ao sol e a rúcula enrolados e corte no viés.

3 SALADA DE OVO CURRIADO Faça salada de ovo com ovos cozidos, maionese, curry em pó, mostarda Dijon, suco de limão fresco, sal, pimenta, coentro, cebola roxa e, se quiser, maçã em cubos.

4 TOMATES E PÊSSEGOS Misture os tomates com sementes e os pêssegos em fatias, junto com a cebola roxa em fatias finas e o coentro ou o alecrim picados. Regue no último minuto com azeite, sumo de limão, sal e pimenta.

5 CARNE ASSADA E AZUL Comece com rolos de grãos inteiros. Passe queijo azul de um lado e raiz-forte preparada do outro. Adicione a cebola roxa e rosbife em fatias finas, porco ou cordeiro. Pacote! alface e tomate ao lado. Batatas fritas são obrigatórias.

6 MORDIDOS DE FRANGO COM MILHO Corte os peitos de frango desossados ​​em pedaços pequenos. Mergulhe no leite ou leitelho e, em seguida, drene as migalhas de flocos de milho moídas e temperadas, fubá ou panko. Frite em óleo, escorra, deixe esfriar e coma frio com aipo, com molho de rancho ou queijo azul para mergulhar.

7 UVAS E QUEIJO Misture cubos de queijo feta e uvas verdes (ou tomate uva ou pedaços de melancia). Adicione hortelã, sal, pimenta e azeite. Um pouquinho de chili fresco picado também é bom.

8 MACARRÕES DE AMENDOIM Cozinhe macarrão de ovo chinês ou espaguete normal. Escorra e enxágue. Misture com óleo de gergelim, manteiga de amendoim (ou tahine), açúcar, molho de soja, gengibre, vinagre, pimenta do reino (lotes) e óleo de pimenta (opcional). Embale separadamente pepino com sementes desfiadas, camarão cozido e cebolinha picada.

VEGETAIS CRUS

9 Para o gaspacho, misture alguns quilos de tomates maduros, um de pepino, uma ou duas fatias de pão, azeite, vinagre, alho, sal e pimenta no liquidificador. Refrigere e despeje em uma garrafa térmica.

10 Misture os tomates e o pepino no liquidificador com o capim-limão (só a parte mais tenra), o coentro, o molho de peixe e o limão. Voilà: gazpacho tailandês.

11 Misture cenouras descascadas e raladas com tâmaras picadas, cominho, pimenta picada, suco de limão ou lima, hortelã ou coentro.

12 Corte alguns bulbos de erva-doce e algumas maçãs azedas, corte um pouco de jicama. Misture com o estragão picado na hora, manjericão ou cerefólio (se puder), azeite, sal, muita pimenta e suco de limão. O aipo também é bom nisso, assim como as laranjas e os queijos, especialmente os de ovelha.

13 Guacasalsa: amasse um abacate (não vai ficar marrom) em um pouco de molho, mesmo em boiões, se necessário. Não se esqueça dos chips.

14 Corte o pão crocante do dia anterior em cubos de 2,5 cm. Antes de sair de casa, misture com tomates picados (as sementes são OK), pepino picado, cebola roxa picada e manjericão fresco. Embale o molho separadamente: azeite, vinagre de vinho tinto, anchovas picadas, alcaparras, sal e pimenta. Chame isso de panzanella.

15 Misture o pão sírio torrado com azeitonas, salsa e hortelã, sal e pimenta, pedaços de limão picado (cascas e todo limão em conserva é ainda melhor), tomates com sementes picadas, pepinos com sementes picadas e pimenta vermelha picada. Pegue o azeite de oliva para o molho de última hora.

16 Corte em fatias finas o repolho Savoy ou Napa. Misture com a cebola roxa em fatias finas, meio jalapeño em cubos e punhados de coentro picado. Tempere com azeite, suco de limão, vinagre de vinho branco, sal e pimenta.

17 Corte os tomates cereja pela metade e misture pedaços iguais de tofu defumado ou normal e molho de soja, óleo de gergelim, vinagre de vinho de arroz, cebolinha e uma pitada de açúcar (ou mirin, se tiver). Adicione manjericão tailandês picado e / ou coentro e / ou hortelã antes de comer.

18 Misture o cuscuz cozido com azeite, salsa picada, azeitonas pretas picadas, alcaparras, cebola roxa, sal e pimenta. Retire os tomates de tamanho médio e recheie com a mistura. Embale com cuidado.

19 Processe uma ou duas xícaras de castanha de caju, um chili ou dois, um pouco de alho, um pouco de molho de soja e água suficiente para fazer o processador de alimentos dobrar em coentro picado ou cebolinha. Preencha os palitos de aipo e leve à geladeira. Este é o melhor enchimento de aipo desde o cream cheese.

VEGETAIS COZIDOS

20 Cozinhe alguns quilos de folhas verdes escuras, como couve, couve ou espinafre. Escorra, deixe esfriar, esprema e pique. Em seguida, misture com óleo, sal e bastante suco de limão. Sirva com mais limão, azeite, sal e pimenta. Chame de horta.

21 Brown os grãos de milho frescos em óleo quente com pimenta picada e alho, sal e pimenta. Retire do fogo e misture com o coentro e bastante suco de limão.

22 Cozinhe a berinjela inteira com a casca em uma frigideira quente e seca, virando de vez em quando, até ficar macia e seca. (Ou grelhe, ou asse, ou segure com um garfo sobre uma chama aberta.) Enquanto está esfriando, misture o tahine, o suco de limão, o sal, a pimenta, o alho e a salsa em uma tigela. Pique a polpa da berinjela (deixe a casca para trás) e amasse mais ou menos na tigela. Adicione flocos de pimenta vermelha, se desejar. Sirva com pita.

23 Cozinhe uma parte de azeite, duas partes de vinagre de vinho tinto e quatro partes de água com ervas, sal e pimenta. Adicione os vegetais picados, do mais firme ao mais macio - talvez primeiro as cenouras, depois a couve-flor e depois os pimentões - e cozinhe até ficarem macios. Retire do fogo e leve à geladeira durante a noite no líquido. É giardiniera.

24 Corte as abobrinhas em pedaços grandes e asse ou grelhe com azeite de oliva (e, se quiser, dentes de alho inteiros). Combine com tomates picados com sementes, suco de limão, endro, sal e pimenta.

25 Misture os floretes da couve-flor com azeite, sal e pimenta e leve ao forno quente até dourar e cozinhar ainda quente, misture com curry em pó e um punhado de passas. Despeje o suco de limão.

26 Mergulhe wakame ou outra alga marinha em água quente até que escorra suavemente e esprema. Misture com aipo picado, óleo de gergelim, molho de soja, mirin (ou mel) e vinagre de vinho de arroz. Enfeite com sementes de gergelim torradas.

27 Limpe um monte de cogumelos mistos em quarto dos grandes. Cozinhe por cerca de cinco minutos. Quando ainda quente, misture com as cebolas cortadas, azeite, alho, sal e pimenta, sementes de coentro rachadas, coentro fresco picado, vinagre de xerez e mais azeite se necessário.

28 No liquidificador ou processador de alimentos, misture o gengibre, meia xícara ou mais de missô light, um pouco mais do que o de nozes e molho de soja suficiente para fazer um molho. Misture com o feijão verde cozido ou a berinjela.

29 Cozinhe no vapor ou ferva um punhado de fatia de aspargos no enviesamento. Misture com os gomos de laranja, as raspas e o suco, um pouco de azeite, sal e pimenta. Enfeite com sementes de gergelim. Adicione um pouco de camarão ou caranguejo ralado, lagosta ou frango, se desejar.

30 Cozinhe o feijão verde ou uma fatia de aspargos no vapor ou ferva. Misture com a cebola roxa em fatias finas, pedaços de presunto do tamanho de palito de fósforo (ou lardo se você estiver em Colonnata), azeite, suco de limão, uma pitada de flocos de pimenta vermelha, sal e pimenta.

SALADA DE FEIJÃO, ARROZ E GRÃOS

31 Combine feijão preto cozido ou enlatado (e escorrido), feijão e grão de bico. Adicione pimenta vermelha e verde em cubos, alguns grãos de milho e um jalapeño picado. Tempere com suco de limão, manjerona picada ou orégano, sal e pimenta.

32 Cozinhe as lentilhas com alho, cebola e tomilho. Misture com sal, pimenta e ervas frescas picadas: manjerona, estragão, cerefólio ou manjericão. Vestido com vinagrete feito com azeite, vinagre e mostarda.

33 Misture o feijão branco cozido ou enlatado com o tomate com sementes picado, anchova picada, azeitonas picadas, óleo, suco de limão, muita pimenta do reino, sal se necessário e salsa.

34 Edamame ou limas congelados a vapor (sem casca). Misture com os tomates picados com sementes, coentro, molho de soja e um suspeito de óleo de gergelim. Sal e pimenta.

35 Edamame congelado a vapor e leve à geladeira. Misture com azeite, suco de limão, uma pitada de açúcar, muita hortelã picada, sal, pimenta e quanto pecorino ou parmesão raspado quanto você quiser.

36 Misture o arroz cozido e as lentilhas cozidas com cebolas muito, muito bem caramelizadas. Adicione vinagre de xerez, sal, pimenta e, se necessário, um pouco de óleo.

37 Combine o arroz integral cozido com pequenos floretes de brócolis mal cozidos e nozes picadas ou nozes e salsa. Tempere com sal, pimenta, azeite e limão.

38 Combine o arroz Arborio cozido com pesto fino, ervilhas, pinhões torrados, sal e pimenta.

39 Mergulhe uma ou duas colheres de sopa de feijão preto em xerez ou misture vinho com arroz cozido, molho de soja, vinagre de vinho de arroz, óleo de gergelim e coentro.

40 Misture o cuscuz cozido com azeite e adicione pimentón, cominho, sal e pimenta, cebola picada ou cebola roxa, amêndoas torradas em fatias e raspas e suco de laranja. Couve-flor cozida também é boa.

41 Misture uma carga de salsa picada com um pouco de trigo cozido - digamos três para um a favor da salsa. Tomates picados com sementes, azeite, sal, pimenta e muito suco de limão. Chame isso de tabule real.

42 Faça tabule como acima e enfeite com mais vegetais - como pepinos e rabanetes - e / ou queijo feta esfarelado ou pedaços de frango cozido. Ou tofu defumado, ou bacon, o que você puder imaginar. Como você pode errar?

SALADAS DE BATATA E SALADAS DE OVO

43 Faça salada de batata com vinagrete de mostarda. Adicione aspargos cozidos picados, ervilhas, feijão verde, etc. Ou mexilhões cozidos no vapor.

44 Faça uma salada de batata com maionese e bacon esfarelado e acrescente o queijo cheddar ralado, aipo, cebola e ovo picado. Você não tem que embalar muito mais, exceto diluente de sangue.

45 Asse ou ferva a batata-doce, mas não muito mole. Faça um vinagrete misturado com um pouco de pimenta, cominho, vinagre de xerez e azeite. Embale separadamente e misture com a cebolinha e a hortelã.

46 Faça salada de ovo com óleo de gergelim e sementes, molho de soja, vinagre de arroz, cebolinha e pimenta.

47 Salada de ovo com tomate picado com sementes, manjericão e azeite virgem extra.

48 Salada de ovo com creme de leite, salmão defumado e cebolinha picada.

49 Pegue pizza fria e limão. Esprema o limão sobre a pizza. Sério.

50 Misture duas xícaras de sobras de arroz frio cozido de grãos curtos (se acontecer de você ter risoto por aí, tanto melhor) com três ovos. As bolas de forma inserem um pequeno cubo de mussarela em cada uma. Enrole em migalhas de pão e leve à geladeira se for conveniente. Frite em profundidade ou superficial até dourar. Embalados com cuidado, eles ficarão bem. Ligue para eles, telefono virtual.

51 Purê de pimentão vermelho assado (em frasco são O.K., piquillo são ainda melhores) com queijo feta, manjerona ou orégano e salsa, azeite e alho. Sirva como molho.

52 Faça burritos, usando as maiores tortilhas de farinha que você encontrar: arroz, feijão, qualquer carne cozida ou grelhada ou frango, coentro, salsa.

53 Marinar o queijo de cabra ou feta firme no azeite, com alecrim, alho, raspas de limão, pimenta vermelha e preta. Você não precisa de muito disso, mas é bom.

54 Faça uma bola de queijo: amasse partes iguais de Cheddar ralado bom, queijo cremoso e azul esfarelado, talvez diluído com um pouco de creme de leite. Forme uma bola e enrole em ervas frescas picadas e / ou avelãs. Pegue Triscuits. Você acha que as pessoas não vão comer isso?

55 Faça um xarope simples com purê de alecrim no liquidificador com melancia, rum (opcional) e suco de limão. Use mais rum e chame isso de coquetel, ou omita o rum, adicione um pouco de queijo feta e coma com uma colher. Mantenha-o frio em qualquer caso.

56 Use uma colher ou um baller de melão para fazer pedaços iguais de melancia, melada, melão ou, não sei, Charentais. Misture e polvilhe com suco de limão e sal ou (melhor ainda) pimenta, açúcar, sal e limão.

57 (A) Faça salada de frutas, como quiser embalar. (B) Pegue as metades do mamão com sementes, bem embrulhadas. Coloque (A) em (B), regue com limão e sirva.

58 Casca de casca e morangos em quarto no último minuto, misture com um pouco de estragão picado, pimenta do reino e vinagre balsâmico. Queijo de cabra também é bom.

59 Corte o melão em fatias e enrole fatias finas de presunto em volta delas. Empilhe em um recipiente, regue com um pouco de azeite e polvilhe com pimenta-do-reino. Pegue a alface romana e sirva as fatias sobre as verduras, com os sucos acumulados como molho. Funciona.

60 Misture os cubos de pão de milho com os mirtilos, o suco de limão, o azeite e as avelãs. sim.

61 Misture o camarão picado, o caranguejo ou a lagosta picados com o suco de limão, a cebolinha picada, o sal e a pimenta. Use isso para preencher as metades do abacate. (Se o abacate ficar marrom, culpe-me. Ainda terá um gosto ótimo.)

62 Ferva as batatas, os grãos de milho e os camarões, escorra e leve à geladeira. Sirva com pão crocante e rodelas de limão junto com maionese misturada com alho e açafrão esfarelado. Chame isso de salada de frutos do mar do Egeu.

63 Escorra uma lata de salmão de boa qualidade (de preferência sockeye). Misture com feijão canelini, tomate picado, cebola em cubos, azeitonas pretas ou verdes picadas, salsa picada e manjericão. Regue com azeite e sumo de limão tempere com sal e pimenta. Sirva no pão (ciabatta escavado é muito bom) ou sobre verduras.

64 Combine um punhado de agrião ou rúcula com rabanetes em fatias finas e cebola roxa e adicione truta defumada em flocos ou peixe branco. Regue no último minuto com azeite, vinagre de xerez, mostarda Dijon, sal e pimenta.

65 Corte os filés de salmão (a pele pode ser colocada ou retirada) em pedaços do tamanho de uma porção e sele-os em óleo dos dois lados até ficarem dourados. Refogue as cebolas, o alho e as pimentas frescas, se desejar, deglaze a panela com uma parte de vinagre de vinho tinto, duas partes de cada vinho tinto e água. Despeje sobre o peixe e leve à geladeira por até dois dias. Isso vai funcionar com cavala, frango, porco, etc. Chame isso de escabeche.

66 Faça o escabeche com vinho branco e vinagre, rodelas de endro e limão.

67 Cozinhe o camarão no óleo. Refogue separadamente as pimentas frescas e secas com muita cebola e alho, adicione a cerveja, reduza e despeje a cobertura sobre o camarão.

68 Misture o bom atum em lata com erva-doce em cubos, estragão, suco de limão, sal e pimenta. Sem maionese.

69 Misture o bom atum com purê de anchovas (embaladas em azeite de oliva), parmesão ralado, pedacinhos de limão e um pouco de suco de limão, azeite e talvez um dedal de Worcestershire. Sem maionese.

70 Você quer uma ideia para atum com maionese, eu sei: misture atum com maionese e mostarda, adicione alcaparras e endro.

CARNES E AVES

71 Corte as asas de frango em duas partes, misture com azeite, sal e pimenta e grelhe ou asse até ficarem crocantes e douradas. Misture a mostarda, o mel e o suco de limão e misture com as asas quentes. Relaxe durante a noite (ou coma-os e leve outra coisa para o piquenique).

72 Combine partes iguais de molho de soja, mirin e saquê com um pouco de açúcar e óleo de gergelim ferva por um minuto. Use isso para alinhavar coxas de frango, porco ou boi enquanto você grelhar ou grelhar. Polvilhe com sementes de gergelim e / ou cebolinha picada - gengibre e / ou limão também são bons - antes de servir. Chame isso de teriyaki. Funciona com cavala e outros peixes escuros também.

73 Faça frango teriyaki como acima, depois misture com um pouco de maionese e talvez mais soja. Impressionante.

74 Cozinhe o frango e pique ou desfie. Misture com suco de limão, azeite e ervas de sua escolha.

75 Embale em três recipientes: fatiado de vaca ou porco grelhados, com seus sucos de agrião ou rúcula misturada com hortelã, manjericão e / ou coentro um molho de suco de limão, óleo de gergelim, peixe ou molho de soja e açúcar. As verduras temperam tudo com carne e seus sucos.

76 Fatie a perna de cordeiro grelhada em fatias finas e misture com os tomates cereja, azeite, hortelã, queijo feta e cebola roxa picada.

77 Moa pedaços de ombro de cordeiro em um processador de alimentos com cebola, salsa, sal e pimenta. Faça pequenas almôndegas e refogue ou asse. Sirva em fatias com fatias de pita ou em pita, com limão e uma colherada de iogurte ou tapenade.

78 Divida galinhas pequenas ou galinhas da Cornualha grelhadas ou grelhadas rapidamente, com muito sal e pimenta. Leve-os inteiros para o piquenique com rolos de sanduíche, bom molho de churrasco (ok e maionese) e picles. Escolha a carne e vá em frente.

79 Corte a codorna ao meio ou não deixe marinar com sal, pimenta, alho picado, sálvia e óleo pelo tempo que puder - pelo menos cinco minutos. Grelhe por 10 a 15 minutos.

80 Pique vários salames, mortadela, etc. e combine com provolone picado, parmesão, pimentão, cebola roxa e orégano fresco. Vista-se pesadamente em vinagrete. Pegue a alface romaine picada para jogar. E pão, obviamente.

81 Faça salada de azeitonas picadas (gosto de cebola, tomilho, alcaparras, um pouco de alho). Esvazie um pão redondo de tamanho médio ou alguns pãezinhos. Coloque salada de azeitonas e carnes curadas de sua escolha: presunto, presunto, salame, mortadela, qualquer coisa e provolone. Chame isso de muffuletta.

82 Corte uma boa baguete e recheie-a com frango cozido picado ou ralado, temperado com molho de peixe, pimenta, açúcar, limão, alho, cebolinha e manjericão tailandês (ou, em uma emergência terrível, normal).

83 Frite o bacon picado até a metade, adicione tiras de frango desossado e cozinhe até embalar. Pegue as pitas, o tomate com sementes picado, o abacate, a cebola roxa fatiada e a alface ralada. Monte sanduíches no local, vestido com azeite e vinagre barato.

84 Escalde os feijões de fava congelados em água e sal. Bata no processador de alimentos com um pouco de hortelã ou salsa até ficar bem picada e tempere com sal, pimenta e suco de limão fresco. Fatie a baguete e espalhe a metade com ricota fresca e regue com azeite de oliva. Espalhe a outra metade com o feijão fava. Coloque a rúcula ali e faça um sanduíche.

85 Unte com manteiga as duas metades de uma baguete fatiada. Camada com presunto curado em fatias finas - Serrano, presunto, Bayonne, York, o que quer que seja - e muitos cornichons cortados ao meio. Chame isso de sanduíche une.

86 Corte um ou dois pepinos pela metade e retire as sementes. Corte em fatias finas e salgue um pouco se tiver tempo, de qualquer forma, esprema um pouco do líquido. Combine com frango cozido desfiado, gengibre, molho de soja, sal, pimenta e coentro. Em uma baguete, é uma reminiscência de banh mi.

87 Grelhe uma fatia de bife bem fina. Unte com manteiga uma baguete de um lado e coloque Dijon do outro lado. Empilhe o pão com bife, pimentos assados ​​(piquillos em lata são os melhores) e algo crocante, como radicchio ou erva-doce. Um pouco de queijo azul também não faria mal. Nem o abacate. (Mas não ambos.)

88 Cozinhe o camarão descascado, os pequenos são os melhores. Misture com pesto: muito. Coloque em rolos pequenos. (Na verdade: cozinhe qualquer coisa misturada com pesto: muito. Coloque em pãezinhos pequenos.)

89 Draga os filetes de peixe em fubá. Refogue em bastante azeite até ficar crocante. Deixe esfriar um pouco e depois use para fazer sanduíches, embalando os tomates separadamente.

90 Cozinhe alguns ovos em fatias. Refogue um pouco de espinafre com azeite e alho até que as costeletas estejam bem secas. Faça sanduíches de mostarda com baguetes, pãezinhos ou qualquer pão que possa absorver um pouco de óleo.

MACARRÃO FRIO

91 Cozinhe fusilli ou outra massa cortada enxágue em água fria, mas não se preocupe em esfriar. Combine com tomates picados, mussarela fresca em cubos, manjericão picado, azeite, sal e pimenta. (Boa com azeitonas também.) Não chame isso de salada de macarrão, porque salada de macarrão não é boa, e esta é.

92 Desfie as cenouras e as abobrinhas. Misture o suco de limão, o molho de soja, o gengibre ralado e o óleo de gergelim. Cozinhe o macarrão soba, escorra e lave em água fria. Misture o macarrão com os legumes e o molho.

93 Cozinhe a aletria de arroz e escorra. Misture com kimchi, muito coentro e camarão ou frango picado e cozido.

94 Cozinhe o alho no azeite de oliva até começar a chiar, acrescente as amêijoas (pode-se usar amêijoas em lata, mas não será o mesmo) e cozinhe, mexendo, até abrir. Retire, pique e misture com o alho, o óleo, o líquido da panela, o tomate picado e o macarrão cozido. Adicione mais óleo conforme necessário, com suco de limão, salsa, sal (se necessário), pimenta e orégano, se desejar.

95 Combine partes iguais de mel e açúcar mascavo com um pouco de óleo e leve para ferver misture com uma boa granola até que a mistura esteja bem pegajosa. Você pode adicionar mais nozes ou passas e, sim, OK, você pode adicionar gotas de chocolate. Forre uma assadeira com papel manteiga ou filme com óleo. Pressione a mistura na panela e deixe esfriar. Chame essas barras de granola.

96 Cozinhe alguns quilos de frutas vermelhas com um pouco de açúcar e um pouco de água até que se quebrem. Camada em um recipiente de plástico com fatias de bolo de libra bom. Despeje o restante do suco por cima. Você pode querer um pouco de creme.

97 Faça sanduíches de bolo de anjo e ganache ou compota de frutas.

98 Misture a manteiga de amendoim e o cream cheese. Espalhe entre dois biscoitos bons e faça sanduíches. Ou misture mel, raspas de limão e cream cheese. Faça sanduíches com salgadinhos de gengibre.

99 Coloque o sorbet (faça você mesmo se tiver tempo) em termos bem frios, ele estará derretido no momento em que você o abrir. Adicione um pouco de champanhe ou Gewürztraminer se quiser, talvez um pouco de hortelã, e coma como uma sopa fria.

100 Pegue um recipiente de chocolate derretido diluído em creme ou crème fraîche com morango, abacaxi ou banana para mergulhar.


Sopa De Raiz De Inverno Torrada

Ingredientes:
1 med de cebola amarela, cortada em cubos
4 dentes de alho picados
1 cenoura, sem pele, picada
1 Pastinaga, sem pele, picada
1 nabo, sem pele, picado
1 batata doce, sem pele, picada
2 batatas picadas
2 Salsichas Kielbasa, cortadas em rodelas de 1 cm de espessura
6 xícaras de caldo / caldo de legumes
2 colheres de chá de sal
2 colheres de chá de pimenta preta
2 colheres de sopa de ervas de Provence
2 colheres de sopa de endro
2 folhas de louro
2 colheres de chá de páprica
1 colher de chá de cominho
2 colheres de sopa de azeite

  • Pré-aqueça o forno a 400 ° F.
  • Adicione todos os vegetais de raiz e Kielbasa a um forno holandês, cubra com azeite, sal e pimenta.
  • Asse por 10 minutos, mexa e depois mais 10 minutos.
  • Remova e descarte em uma panela de sopa grande.
  • Adicione o caldo de legumes e aqueça em fogo alto até ferver.
  • Adicione as ervas e especiarias restantes, reduza o fogo para fogo baixo. Cozinhe por 20 minutos ou até que os vegetais estejam macios.

NOTAS: Esta é uma receita de família do meu lado eslovaco da família, originária de Medzev, Eslováquia (antigo Metzenseifen).

When chopping the vegetables, think of bite-size/spoon size pieces. You can substitute Mushroom Broth or Chicken Stock for the Vegetable Stock. You can also utilize any other cooked Sausage instead of Kielbasa if you like.

This simple, healthy dish will keep you warm on a blustery winter night.


Multicultural Magic

A bout eight years ago, my husband and I were in the small, Delaware County town of Bovina, a &ldquodry&rdquo town that bans the sale of alcoholic beverages. The owner of the B&B where we were staying casually mentioned that a new restaurant had recently opened. We weren&rsquot expecting much, but figured it was easy and close, so we walked up the block to what turned out to be Main Street. Located on the ground floor of a small, two-story house, the restaurant had about 10 unadorned wooden tables and a solicitous owner who &ldquogave&rdquo us a bottle of wine.

Our meal turned out to be astonishingly good. So good, in fact, that we thanked the chef, Serge Madikians &mdash and through friends, we&rsquove indirectly kept up with him over the years. Madikians is now chef-owner of Serevan Restaurant in Amenia. Readers of this magazine have twice voted him the &ldquoBest Chef&rdquo &mdash and Serevan the &ldquoBest Restaurant&rdquo &mdash in the Hudson Valley.

» Read the Best of Hudson Valley reviews here: 2008, 2009

So &mdash wondering whether Madikians would just be resting on his laurels &mdash it was with more than a little curiosity that we decided to make the trip to Serevan on a Monday night, usually a fairly slow restaurant evening and all too often staffed by a kitchen clearly tired after the weekend rush. Let&rsquos just say we were not disappointed.

Palate pleaser: Serevan&rsquos seared diver scallops are served with fingerling potatoes, fresh greens, and Merguez sausage

Madikians is an Armenian whose family fled to Iran to escape the post-World War I massacre of Armenians living in what was then the Ottoman Empire. The family owned and operated restaurants throughout Iran. Madikians came to the United States to study history and philosophy, but after completing graduate studies in 1997 he decided to enroll at the French Culinary Institute. Following graduation, he worked in the kitchens of Jean-Georges Vongerichten and David Bouley, later becoming executive chef at the well-regarded New York City Moroccan restaurant Chez es Saada (which is now closed).

In 2002, Madikians moved to Bovina. There, he began to combine the flavors and ingredients of his multicultural family&rsquos cuisine the classical cuisines of his training and his own developing interest in sourcing local, seasonal ingredients. His culinary evolution culminated with the opening of Serevan in 2005.

What developed is a unique and exciting cuisine that is neither Middle Eastern nor Mediterranean. Madikians&rsquo food is simultaneously subtle and bold. In the wrong hands, multiple ingredients and seasonings can merely complicate dishes, creating hard-to-identify, often muddy, tastes. Under Madikians&rsquo deft touch, however, everything works in harmony, with ingredients clarifying and augmenting each dish&rsquos essential flavors.

Situated in a house built in the late 1800s, the restaurant has an attractive bar that opens into the dining room with its well-spaced tables and large fireplace. In season, pots of herbs adorn the hearth and hang over the counter separating the dining room from the small kitchen. Madikians&rsquo identical twin, Rouben, is in charge of the front of the house and Ian Wright, Madikians&rsquo first sous-chef and a CIA graduate, is back in the kitchen.

For Madikians, it&rsquos all about ingredients. &ldquoAs a cook,&rdquo he says, &ldquoyou can impose your will or you can make yourself available to what the ingredients suggest. I try to take what nature, with all its intricacies and nuances, offers &mdash and work with that. It is the ingredients that reign, not the chef.&rdquo

Family affair: Originally from Armenia, the family of Serge Madikians ran restaurants throughout Iran

After purchasing the building that houses Serevan, Madikians&rsquo first project was to plant a garden so he could grow herbs not easily attainable at the local farms or markets which provide most of the restaurant&rsquos produce and livestock. It provides multiple varieties of thyme, Japanese shiso, Persian tarragon, curry plants, and several types of cucumbers and heirloom tomatoes.

The judicious use of spices, oils, and unexpected ingredients made each dish that we ordered a revelation. A seemingly simple appetizer of falafel consisted of two perfectly formed and fried ground chickpea rounds flavored with a hint of coriander and cumin and surrounded by hummus, labne (a tangy cow&rsquos milk yogurt), shirazi (an Iranian salad of finely chopped tomatoes, onions, and cucumbers with lime juice and mint), marinated red cabbage, and carrots. The sweet flavor of roasted beets &mdash an item which seems de rigueur on most menus these days &mdash stands out due to Madikians&rsquo addition of tangy oranges, arugula, Greek feta, pistachios, and just enough pistachio oil to give the dish an unexpected flourish. &ldquoThese are just the best beets I&rsquove ever had,&rdquo exclaimed my friend, who has never seen a beet on a menu that he hasn&rsquot ordered.

Madikians&rsquo interpretation of lahmajoon, an Armenian pizza, was among the special appetizers he was previewing for possible inclusion on the menu. A tart shell is substituted for the traditional pita base ground lamb, which has been cooked with spices and apples, is then slathered over a layer of puréed spinach and topped with haloumi cheese (which becomes appealingly gooey and runny when baked). The accompanying house-made harrisa, a chili-like sauce, offered a fiery contrast to the mild taste of the lamb.

So often, appetizers are the highlight of the meal and the entrées are a letdown. Not at Serevan. The Chicken Bastillia (now a fixture on the menu because, says Madikians, customers used to call in advance to see if it would be featured) is a tantalizing mix of clove and cardamom-spiced chicken, braised golden raisins, and romaine wilted in an orange-curry broth, all of which is encased in a gossamer-layered phyllo dough. Diver scallops are handsomely presented with fingerling potatoes. Practically hidden in the greens on which the scallops sit are spicy rectangles of Merguez sausage and small pieces of grapefruit &mdash palate-pleasing surprises that highlight the caramelized sweetness of the scallops.

Above, Serevan&rsquos white salad, made with cauliflower, jicama, chayote, and oranges

Spaetzle (literally translated from the German as &ldquolittle dumplings&rdquo) are what one would expect to find on an Austrian, German, or Hungarian menu. Although it varies with the seasons, in late May the dish was a spring serenade, featuring fresh peas, ramps, wild mushrooms, pickled onions, and a hint of saffron. Beautiful to look at as well as to eat, it was quintessential comfort food, smooth and creamy. The evening&rsquos special, a fillet of organic salmon, was served with morels, organic Swiss chard, and Iranian zereshk &mdash a fruit resembling red currants &mdash and surrounded by caramelized honey and tahini sauce.

Desserts, made in-house by the chef, don&rsquot disappoint. The crème brûlée had a hint of rose water and was accompanied by small orange segments and berries. Rose water also formed the basis of the panna cotta, its creaminess set off by a hint of citrus and a tart rhubarb soup. The not-too-sweet toffee cake was served with chocolate caramel sauce and orange ice cream, and crème fraîche cheesecake was paired with an apricot sorbet and fresh berries.

There is a creative and well-priced cocktail menu and an interesting selection of quality wines by the glass. Bottles are reasonably priced, and each selection is accompanied by a helpful and clear description, both of the grape and of the taste.

At Serevan, Madikians has created all the elements that need to come together for a memorable and satisfying evening. First and foremost, there is the food &mdash which is outstanding. But the service is attentive and well-paced as well, and the room is conducive for conversation. Madikians is a constant presence, walking between dining room and kitchen, visibly attending to a specific dish, then &mdash a few minutes later &mdash checking on a table.


Reviews about this book

Homemade ginger ale

Lisa Is Cooking

Homemade soda is the best since you can control the level of sweetness. This ginger ale has good, spicy flavor with nice brightness from the lemon and lime. Naturally, I added rum to mine.

Gingerbread cake with crème Anglaise

Weelicious

. the rich sweetness of molasses combined with the distinctive zip of ginger in each moist bite is totally insane tasting.

Three-layer parsnip cake with cream cheese frosting

Culinary Life

Those of you who make an autumn carrot cake every year may be smacking your head and saying, “Oh, yes, that makes sense,” much like I did.

Red velvet cupcakes with orange buttercream

Cooks & Books & Recipes

The idea behind this recipe is pure brilliance: red velvet cupcakes, but made without food coloring. So you can healthify* your (cup)cake and eat it too.

  • ISBN 10 0811878376
  • ISBN 13 9780811878371
  • Publicados Sep 01 2012
  • Formato Capa dura
  • Page Count 432
  • Língua inglês
  • Países Estados Unidos
  • Editor Chronicle Books

Caribbean Chickpeas

Ingredientes
4 cups reconstituted Chickpeas
1/2 cup Black Olives, sliced
2-4 cloves Garlic
1-2 Jalapeño Peppers
4 Green Onions, diced (just the lower 2 inches), reserve the Green part
1 colher de chá de sal
1 Tbsp Curry Powder
2 tsp Turmeric
2 tsp Cumin
1 colher de chá de pimenta caiena
1 tsp ground Coriander Seed
1 colher de chá de pimenta preta
1 Tbsp Olive Oil

  • Heat a Sauce Pan on medium heat, and add the Olive Oil, Garlic, Scallion, Jalapenos, and Salt. Sweat the mixture for 1 minute, not browning anything.
  • Add the Chickpeas, and mix well. Heat thoroughly, about 2 minutes.
  • Add all remaining ingredients, and mix well. Cook for another 2-3 minutes.
  • While it is cooking, take the reserved Green part of the Green Onion, and dice for garnish.
  • Plate the Chickpeas, and garnish with the fresh Green Onion.

It's time root vegetables come out of the cellar and into the spotlight, says Andrea Chesman, who recently devoted an entire cookbook to recipes from the root cellar.

Milwaukee chef John Raymond - whose mother filled a root cellar with canned parsnips and carrots and pickled beets when he was a kid - agrees.

Raymond has happy childhood memories of parsnips roasted with pot roast or chicken.

And now, he showcases root vegetables at his Roots Restaurant and Cellar when they're in season. The restaurant celebrates the seasons, especially the vegetables Raymond grows at a Cedarburg farm he leases from a friend.

"I plant, harvest, procure the seeds, tend and preserve what's produced," Raymond says. "It's really neat to follow the entire path from seed in the ground to the smile on a customer's face."

Fall is when farmers harvest root vegetables to sell to chefs and farmers market shoppers, and they typically get top billing on restaurant menus throughout winter.

Roots, the restaurant, celebrates them not just because they reflect the establishment's name, but because they're integral in northern cuisine for their storage life and versatility when other seasonal produce is gone for the year, Raymond says.

"Root vegetables cross all cultures and cuisines," he adds. "We can travel to Mexico and the Southwest by using jicama and yucca root, (to) Europe with celeriac, parsnip and burdock. And one of Roots' favorites, the sunchoke, is a native to North America."

Café Manna in Brookfield emphasizes their healthful properties. The vegetarian restaurant draws the essence of six root vegetables, plus parsley and celery, into a soothing, warming mineral-rich tonic called Root Vegetable Potassium Broth.

Nearly two cups of root vegetables go into each 12-ounce drink ($4), providing about three servings of vegetables, says Robin Kasch, owner of the restaurant in Sendik's Towne Center.

The veggies are chopped and cooked on the stovetop for a couple of hours, which draws their nutrients, color and flavors into the water. The broth is saved while the emptied roots are thrown away, says Kasch.

"The broth is very hearty and soothing," she says, attributing this recipe to "a mentor." "You couldn't possibly eat as many vegetables as you could get in a cup of that broth. It is concentrated."

Café Manna adds Braggs Liquid Aminos - a non-fermented soy sauce available in health food stores that contains essential amino acids - to give the broth a salty flavoring.

Café Manna also juliennes carrots, parsnips, daikon radishes, yellow beets, celery root and turnips to toss into a seasonal stir-fry, with a sauce that includes sesame oil, mirin, ginger, cilantro and green onions.

You can grate raw root vegetables and dress them with olive oil, vinegar and sea salt to showcase them in a seasonal salad with greens, Raymond suggests.

Root vegetables also have a natural affinity to nuts, he says.

Most root vegetables have been around for centuries, but they fell out of favor because they didn't have the pizazz of other vegetables such as carrots and potatoes. Farmers markets have given once-forgotten root vegetables broader appeal for both chefs and home cooks, says Café Manna Executive Chef Brett Feuersthaler.

Here's a primer for those who want to give these humble roots of the earth a try:

&bull&enspBeets: They start to appear in farmers markets in mid-summer but have a long season.

Be careful when working with maroon beets they can stain your hands (and any ingredient with which they come into contact) an outlandish pink color. A popular golden variety offers the earthy flavor without the staining.

Beets are actually related to Swiss chard they originated from the same wild species in the Mediterranean.

&bull&enspCelery root: Also known as celeriac, this root arrives mid-October at restaurants and farmers markets.

It's an excellent source of soluble fiber to help lower blood cholesterol. It's also rich in iron, manganese, potassium, vitamin K and phosphorus and is a good source of vitamin C, folate and magnesium.

Celeriac's tough, furrowed, outer surface is usually sliced off because it is too rough to peel. It's often used as a flavoring in soups and stews it can also be used on its own, usually mashed, or in casseroles, gratins and baked dishes.

Chefs popularized celeriac over the past decade, Raymond says, as the local foods movement broadened the availability of lesser-known, forgotten root vegetables. Unlike other root vegetables, which store a large amount of starch, celeriac is only about 5% to 6% starch by weight.

Feuersthaler likes to mash celeriac with potatoes.

"They also make great chips, dehydrated," she says.

Other great celeriac flavor pairings she recommended: caramelized onions and celeriac in soup. Or, caramelized pears with celeriac.

&bull&enspParsnips: Like celeriac, parsnips are versatile. They're related to carrots but are paler and have a sweeter flavor

Feuersthaler sometimes substitutes parsnips for carrots in cake, bread or muffins.

The parsnip harvest begins after the first frost and continues until the ground freezes over. Parsnips can be eaten raw, but are most commonly boiled, roasted or used in soups, stews and casseroles. They also can be fried.

Parsnips will last a month in the refrigerator. Roasting brings out their sweetness. Peel and cut into ¼-inch-thick sticks and toss with olive oil, salt and pepper. Roast at 400 degrees, stirring once, until tender, about 45 minutes.

In Roman times, parsnips were believed to be an aphrodisiac. British colonists introduced them to North America, but the potato replaced the parsnip in popularity in the mid-19th century.

&bull&enspRutabaga: This root vegetable is a cross between cabbage and turnips. It can be used as a substitute for turnips, and its flavor is simultaneously sweet and slightly bitter.

The rutabaga first appeared in Eastern Europe in the 17th century, and it was one of the few vegetables to last through long Scandinavian winters, Chesman writes in "Recipes from the Root Cellar" (Story Publishing, 2010, $18.95). It was the food of the poor, valued as an important source of nutrition, she writes.

Rutabagas got a bad rap during World War I, when they became a food of last resort. In the German Steckrubenwinter (rutabaga winter) of 1916 to 1917, large parts of the population were kept alive on a diet consisting of rutabagas and little else, as grain and potato crops failed, Chesman writes. After the war, most people were so tired of "famine food," they turned against the rutabagas that had sustained them.

Rutabagas also were fed to the livestock in winter, which didn't help their image, Chesman says.

&bull&enspTurnips: Fall turnips are usually larger and of higher quality than spring turnips. So the fall crop typically is stored for winter use.

Some say their taste resembles mustard greens. They lend themselves to being mashed with potatoes. Just boil peeled turnips until tender, and mash them with heavy cream, butter, nutmeg, salt and pepper.

A turnip harvested small is interchangeable with a daikon radish and is delicious in Asian-style salads or as an addition to a crudités plate, Chesman says. An older turnip is interchangeable with a rutabaga (though not as sweet), and is best cooked because it has a stronger flavor.

The turnip dates back to the prehistoric development of agriculture, probably because it's easy to grow and store, according to Chesman. It was brought to the Americas, planted in Canada in 1541. It also was planted in Virginia by the colonists in 1609.

&bull&enspChoosing roots: Raymond advises choosing carefully when you buy root vegetables at the market. They should be firm with a heavy weight for their size and no blemishes, he says. "Don't choose larger roots because they may be too fibrous and don't work well when eaten fresh."

As turnips grow bigger, for example, they become woody and less sweet.

Receitas

Chef-Owner John Raymond of Roots Restaurant and Cellar is a fan of parsnips, and enjoys substituting them for potatoes in this classic recipe.

Parsnip Latkes Makes about 15 to 18 (3-inch) latkes

1 pound parsnips, peeled and grated

½ cup minced leek (white part only)

2 ovos grandes, ligeiramente batidos

1 tablespoon fresh chopped thyme

Freshly cracked black pepper

Season parsnips with salt, cover with a damp towel and set aside in colander for 30 minutes. This will leach out some moisture. Rinse thoroughly under cold water, drain, place on clean dry linen and ring out extra water. In stainless bowl, combine all remaining ingredients except olive oil. Heat a non-stick sauté pan to medium high heat, add olive oil. Drop about two to three tablespoons of latke mixture into hot oil, spread out mix and brown on both sides. Serve with a dollop of crème fraîche for a refreshing alternative to the common latke.

Celeriac, a less familiar root vegetable for the average home cook, is featured in this recipe from John Raymond of Roots Restaurant and Cellar.

Celery Root (Celeriac) and Aged Gouda Gratin Makes about 6 servings

1 teaspoon fresh chopped rosemary

Salt and freshly cracked pepper

4 medium celery root, peeled

2 medium russet potatoes, peeled

½ bunch green onions, chopped (green tops only)

Pré-aqueça o forno a 325 graus.

Prepare custard base in a large stainless steel bowl: Beat egg yolks, add whipping cream, fresh rosemary, salt, pepper and pepper flakes.

Thinly slice celery root and potatoes using and mandoline or sharp knife and place in custard mix. Grate Gouda cheese.

Coat an 8-by-12 inch casserole dish with olive oil spray.

Stir custard mixture to ensure that all root and potato pieces are coated. Begin by laying down one layer of roots and potatoes, chopped green onion and Gouda continue until all ingredients are used.

Pour any remaining custard over the top just to cover the vegetables.

Bake in preheated oven uncovered 1 hour. Pierce with a knife there should be no resistance from vegetables or raw custard visible. Let rest briefly and then serve.

This recipe from Café Manna in Brookfield is a versatile stir-fry. Feel free to substitute your favorite seasonal vegetables other times of the year.

Café Manna's Root Vegetable Stir-Fry Makes 4 servings

1 tablespoon diced ginger

1 to 2 tablespoons parsley

1 ½ tablespoons sesame oil

1/4 cup mirin wine (available in Asian section of supermarket)

¾ cup julienned Daikon radish

¾ cup julienned yellow beet

¾ cup julienned celery root

Hot cooked jasmine or basmati rice

To prepare sauce, place ginger, green onion, cilantro, orange juice, parsley, garlic, sesame oil and mirin in blender and puree until smooth.

Heat oil in sauté pan over high heat. Add carrots, parsnips, Daikon radish, yellow beet, celery root and turnip and quickly sauté a minute or two, keeping vegetables moving so they don't burn. Add sauce, toss a couple times, and cook another 2 minutes, keeping vegetables moving, until vegetables are crisp-tender. Sirva com arroz.

Serve this lamb stew from Andrea Chesman's "Recipes from the Root Cellar" (Storey Publishing, $18.95) with a Pinot Noir and a crusty loaf of French bread.

Lamb Stew with Root Vegetables Makes 4 to 6 servings

4 pounds lamb stew meat with bones (from neck and shoulder)

2 tablespoons chopped fresh thyme leaves (divided)

Sal e pimenta-do-reino moída na hora

¼ cup sunflower or canola oil (divided)

1 large onion, halved and thinly sliced

3 cups chicken broth or beef broth

1 pound carrots and/or parsnips, peeled and cut into 1-inch cubes

1 pound celery root, peeled and cut into 1-inch cubes

1 pound rutabagas and/or turnips, peeled and cut into 1-inch cubes

Pat lamb dry. Combine flour and 1 tablespoon of the thyme in a shallow bowl. Tempere generosamente com sal e pimenta. Add lamb and toss to coat.

Heat 3 tablespoons of the oil in a large Dutch oven over medium-high heat. Lift lamb pieces out of flour, shaking off excess, and add in a single layer to pan. Do not overcrowd pan you may have to cook in batches.

Brown meat on all sides, 5 to 8 minutes. Remove meat as it browns and set aside.

Continue browning remaining meat.

Add remaining 1 tablespoon oil and the onion to pan and sauté until soft, about 3 minutes. Add broth, wine and garlic, scraping up any browned bits from bottom of pan. Bring to a boil, then reduce heat to a slow simmer.

Return meat to pan. Partially cover pan and let simmer until meat is tender, about 2 hours.

Add carrots, celery root and rutabagas simmer until vegetables are tender, about 1 hour. Taste and adjust seasoning as needed. Servir quente.

About Karen Herzog

Karen Herzog covers higher education. She also has covered public health and was part of a national award-winning team that took on Milwaukee's infant mortality crisis.


Assista o vídeo: Salada de Beterraba Muito fácil de fazer #Shorts