ao.mpmn-digital.com
Novas receitas

O que esperar no Park Kitchen, inaugurado em 17 de dezembro em Nova York

O que esperar no Park Kitchen, inaugurado em 17 de dezembro em Nova York


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


O Park Central Hotel foi reaberto após uma grande reforma em setembro, e o que antes era uma parte do lobby foi transformado em um novo bar e restaurante atraente. O bar abriu para negócios, mas o restaurante, ligou Cozinha de parque, será inaugurado em 17 de dezembro. Tivemos a oportunidade de visitar o espaço e falar com o chef Nathaniel Eckhaus, que é o chefe de todos os restaurantes do hotel e anteriormente cuidava da cozinha do Essex House e já trabalhou com Danny Meyer, e ele preencheu nos informamos sobre o que podemos esperar.

O restaurante terá 70 lugares, sendo 15 no bar. A área do lounge bar funcionará como um business center durante o dia, mas à noite os plugues do laptop serão removidos. O teto do espaço foi levantado e a impressão geral é leve e arejada, embora não haja janelas. O piso de madeira escura, as paredes cor de creme, as cabines recuadas, os lustres maciços e as mesas de mármore conferem um ar glamoroso.

A comida servida será o mais "acessível" possível, de acordo com Eckhaus, com entradas para o jantar custando cerca de US $ 30. O café da manhã será servido em estilo buffet (utilizando um prato de indução de arenito e um prato frio), e o menu do almoço incluirá saladas de entrada, incluindo uma com camarão grelhado, frisée, endívia, avelã e vinagrete de avelã; outro com frango, bacon, alface americana e rancho; um César com couve frita, pistache cristalizado e pecorino; e uma salada de bife "panzanella" com pão, pepino, tomate cereja e bife de diafragma. Outras ofertas de almoço incluem um hambúrguer com Cabot Clothbound Cheddar, tomate confit e alface Bibb, e peixe com batatas fritas com molho walleye tártaro Old Bay.

Os aperitivos do jantar incluirão pizzeta de carne de porco e carne bovina com ricota salvatore defumada e pepperoncini, asas de frango Sriracha, tacos de atum tártaro com mousse de abacate, beterraba assada com burrata no crostini, ervilhas com prosciutto La Quercia e um prato de queijo desenhado por Saxelby Cheesemongers bem como um prato de presunto com presunto de La Quercia, Edwards e outros produtores artesanais.

As entradas incluirão o hambúrguer mencionado acima, frango frito (em salmoura por 24 horas, dragado em leitelho e mergulhado duas vezes em empanados, servido com molho picante e mel pela metade ou inteiro) e um lombo com osso esfregado com especiarias com purê de batata e espinafre com creme de ricota (a US $ 42, o item mais caro do cardápio). Haverá também uma seleção de "lanches", que inclui uma panela de picles da Rick’s Picks e "torradas PB&J", com barriga de porco e geleia de pimenta vermelha no brioche.

O restaurante abrirá para café da manhã e jantar em 17 de dezembro.º, com almoço a seguir a 22 de dezembro. O serviço de quarto também está em obras.


Os melhores mercados de férias abrem em Nova York este ano

Comprar presentes de Natal para o seu clã pode ser estressante, então você também pode se divertir enquanto aumenta o saldo do cartão de crédito. E você vai, contanto que consiga presentes de vendedores nos melhores mercados de férias de Nova York. Embora vitrines sofisticadas de Natal possam seduzi-lo, esses bazares de inverno oferecem muitas vantagens, como patinação no gelo de entrada gratuita, guloseimas de dar água na boca para compra, apoio a pequenos negócios locais este ano e muito mais, além de presentes únicos para o seu entes queridos.

RECOMENDADO: Guia completo para o Natal em Nova York


Sexta-feira de abertura

ANGELIKA FILM CENTER Nas últimas duas décadas, os Angelika Film Centers surgiram em todo o país, mas a localização original da Houston Street, administrada pela rede Reading International, será reaberta na sexta-feira. Assim como os outros dois teatros do Reading na cidade, o Cinema 1, 2, 3 e a Village East, que foram incorporados à marca Angelika e agora vendem ingressos no mesmo site.

“Acreditamos fortemente que a reabertura de nossos cinemas, embora com capacidade reduzida, começa a trazer de volta as pessoas aos nossos cinemas”, disse Scott Rosemann, gerente da divisão leste de Reading, mesmo que operar agora possa não gerar lucros por um tempo.

Quando você faz uma compra online ou em um quiosque, os assentos ao redor do seu serão automaticamente bloqueados para manter a distância social. O teatro e seu café permanecerão sem dinheiro por enquanto para reduzir os pontos de contato. Todas as exibições terão “saudações pré-show” para lembrar aos cinéfilos sobre os protocolos.

Neste fim de semana, o Angelika mostrará os prováveis ​​candidatos ao Oscar “Minari” e “Nomadland”, enquanto Village East mostrará “Tenet” no filme de 70 milímetros.

CENTRO IFC O teatro Greenwich Village abre na sexta-feira com uma programação robusta que inclui títulos de primeira exibição ("My Salinger Year", "La Llorona", "The Vigil") oportunidades para assistir a filmes da Netflix como "Da 5 Bloods" e "Mank" teatralmente e série de dois meses, uma chamada What'd We Miss, apresentando títulos aclamados do ano passado (“Collective”, “Kajillionaire”), e outra comemorando o 20º ano da IFC Films.

“Acho que todos foram pegos de surpresa pelo momento do anúncio” pelo governador, disse John Vanco, o vice-presidente sênior e gerente geral do centro. A expectativa, disse ele, era que os cinemas abririam no final da primavera ou no verão, e grande parte da programação veio junto na última semana.

Algumas das regras são semelhantes às de outros cinemas. Mas a IFC manterá seu estande de concessão fechado. Além disso, alguns horários de exibição terão ingressos mais baratos para incentivar os espectadores a comparecerem em horários fora do palco.

Em seu ajuste de pandemia talvez mais característico, o teatro optou por iniciar suas apresentações precisamente no horário de exibição listado se você quiser assistir os trailers e um curta-metragem, chegar mais cedo. “Queremos apenas que as pessoas tenham algum tipo de controle”, disse Vanco. “Você pode ver em nosso site a duração de um filme. Rodamos um curta-metragem antes de cada longa e rodamos trailers como outros cinemas fazem, e adoraríamos que você visse isso. Mas se você só quiser entrar e sair ”, isso agora é possível.

TIMES EVENT Em 29 de abril, os assinantes podem explorar a reabertura do teatro da Austrália e aulas para a Broadway, com conversas e músicas de "Moulin Rouge !," "Frozen", "Come From Away" e muito mais.

NITEHAWK CINEMA Esses cinemas no Brooklyn - em Prospect Park e Williamsburg - estão reabrindo como cinemas na sexta-feira, mas já reabriram como restaurantes. “É por isso que, mesmo com o curto prazo, conseguimos acelerar para abrir para os cinemas, porque realmente não é preciso muito mais gente para começar a servir nos cinemas”, disse Matthew Viragh, do Nitehawk fundador e diretor executivo. Outra vantagem: a vacina está disponível para trabalhadores de restaurantes.

Todas as outras filas foram bloqueadas, disse Viragh, "e, então, dentro das filas ativas, se você selecionar um assento e comprar os ingressos, dois assentos de cada lado serão bloqueados". No maior Nitehawk Cinema Prospect Park, apenas cinco das sete telas estarão operacionais, para tornar a higienização do espaço mais fácil, e ambos os locais serão fechados às segundas-feiras para limpeza profunda adicional. Os clientes estarão sujeitos a verificações de temperatura, algo que Viragh disse que os cinemas vinham fazendo para refeições em ambientes fechados. Qualquer pessoa com febre ou indisposição pode receber um crédito.

QUAD CINEMA Este teatro de Greenwich Village reabrirá sexta-feira com "My Zoe", "Night of the Kings", "Supernova" e "The World to Come". A programação do revival, que o Quad costumava exibir em uma de suas quatro telas, virá mais tarde, disse Charles S. Cohen, o incorporador imobiliário dono do cinema.

As precauções seguirão as recomendações do governo e serão “muito semelhantes ao que qualquer outro teatro está fazendo”, acrescentou. As concessões estarão disponíveis.

Cohen também é dono da rede nacional Landmark, que estreou nos cinemas em agosto. (The Landmark em 57 West em Manhattan fechou para sempre durante a pandemia, um fechamento que Cohen atribuiu a uma combinação de causas.) Os problemas de capacidade no curto prazo não o perturbam. “Há filmes que precisam atingir um público e estamos fazendo o que podemos para apresentar à comunidade que vai ao cinema aqueles filmes que achamos que gostam muito de ver no cinema”, disse ele.

Ainda assim, outro de seus empreendimentos, a distribuidora Cohen Media Group, tem uma carteira de 10 filmes. O assalto? Esperando o retorno dos cinemas em Los Angeles.


O que saber sobre a visita a Nova York nesta temporada

por Ryan Krogh, AARP, 16 de novembro de 2020 | Comentários: 0

En español | Os turistas em Nova York costumam apontar duas desvantagens para visitar: multidões em todos os lugares e preços altos. Bem, a pandemia ajudou em ambos: trouxe multidões mais escassas e barganhas em abundância. Até os metrôs estão menos congestionados. Em viagens recentes neste outono, todos os pilotos tinham assentos, eram espaçados e até seguravam portas uns para os outros. E nunca pareceu tão limpo.

Enquanto isso, com a ocupação dos hotéis caindo 65%, a tarifa média diária dos quartos despencou 55%, para US $ 140, de acordo com os últimos dados da NYC & amp Company. E muitos restaurantes estão oferecendo ofertas especiais, oferecendo sobremesas gratuitas ou outras vantagens.

Mas a cidade, duramente atingida pela COVID-19 nos primeiros dias da pandemia, levou o surto muito a sério. Depois de um recente aumento nacional de casos positivos, agora exige que todos os viajantes de fora do estado - exceto New Jersey, Pensilvânia, Connecticut, Massachusetts e Vermont - tenham teste de COVID-19 negativo antes de chegar e, em seguida, façam outro teste três dias após a chegada. Você precisará ficar em quarentena por esses três dias antes de seu segundo teste. Você também precisa preencher um Formulário de Saúde do Viajante antes ou na chegada. Todos com mais de 2 anos devem usar máscara facial em público se o distanciamento social não puder ser mantido (o governador emitiu uma ordem permitindo que empresas neguem a entrada de qualquer pessoa que não use máscara).

A exigência de quarentena provavelmente esmagará o desejo de muitos americanos de visitar a Big Apple nas próximas semanas - mas isso é intencional. As autoridades estão tentando manter a taxa relativamente baixa de infecção da cidade. Em 13 de novembro, Manhattan tinha uma taxa de positividade de 1,8% entre os testados para COVID-19 (em comparação com Dakota do Sul, por exemplo, que tem uma taxa de positividade atual de 58,42%, de acordo com o Johns Hopkins Coronavirus Research Center).

Aqui está o que você deve saber sobre as visitas à Big Apple nesta temporada.

Eventos de férias: cancelamentos e adaptações

Alguns dos eventos festivos mais famosos da cidade ainda estão no calendário, embora com mudanças de distanciamento social. A Parada do Dia de Ação de Graças da Macy's (26 de novembro na NBC, das 9h ao meio-dia), a 88ª edição anual Rockefeller Tree Lighting (2 de dezembro na NBC, das 19h às 22h) e o Times Square Ball Drop de Véspera de Ano Novo (31 de dezembro ) será praticamente virtual este ano para evitar aglomeração. Você ainda pode ver a árvore de perto após o seu acendimento. Os shows de Natal do Radio City Rockettes foram cancelados, assim como todas as produções de teatro indoor, mas ainda há muitas outras atividades de inverno ao ar livre para desfrutar.

Aldeia de inverno do Bank of America

Wollman Rink do Central Park. A pista está oferecendo suas famosas sessões de patinação no gelo (US $ 12 para adultos e US $ 5 para adultos com 65 anos ou mais).

Vila de inverno do Bryant Park. Você pode visitar a anual Bank of America Winter Village do parque, com sua própria pista de patinação no gelo (operando em capacidade reduzida), e sua feira ao ar livre, com layout reconfigurado para tornar as compras nos quiosques mais seguras através do distanciamento social. O Village oferece até iglus aquecidos em cúpula que você pode alugar por 90 minutos com pequenos grupos de amigos ou familiares. Alimentos e bebidas são servidos em tendas transparentes privadas, que são cercadas por arranha-céus e pela Biblioteca Pública de Nova York (a partir de US $ 200). Patinar é grátis se você trouxer seus próprios patins (você também pode alugá-los), mas você precisa fazer uma reserva online (aberto até 7 de março de 2021).

Há também dois eventos de inverno menos conhecidos, mas talvez ainda mais intrigantes, este ano:

Festival LuminoCity. Ele estreou no ano passado, mas este festival no Randall's Island Park já se tornou uma das novas tradições de férias mais estimulantes da cidade. É um show de luz envolvente e uma exposição que reimagina “a história de dois mil anos do festival de lanternas chinesas na cidade de Nova York por meio de uma nova forma de arte de luz extraordinária”, como seus apresentadores a descrevem. Basicamente, é um passeio de 45 minutos através de uma exibição espetacular de luzes ao ar livre instalada em 10 acres, com cinco conjuntos distintos - Floresta Misteriosa, Dunas Perigosas, Ruínas Esquecidas, Terra Oculta de Hria e Terra Mística da Lua. Pense nisso como um mashup de Times Square, um cenário da Broadway e a Disneylândia. Um número limitado de ingressos está disponível para cada intervalo de tempo, portanto, certifique-se de reservar com antecedência em luminocityfestival.com (a partir de $ 38 para admissão geral e $ 32 para adultos com 65 anos ou mais, de 27 de novembro a 10 de janeiro).

Luzes natalinas do zoológico do Bronx. Este programa anual contará com luzes animadas e telas LED de animais de safári de todo o mundo. A exibição deste ano será montada em uma área maior do zoológico para ajudar a encorajar o distanciamento social, e haverá cerca de 50 lanternas de animais a mais do que em 2019. A experiência também inclui esculturas de gelo, personagens fantasiados, lembranças e guloseimas como chocolate quente e s'mores. Os ingressos são obrigatórios e podem ser reservados com antecedência em bronxzoo.com/holiday-lights ($ 34,95 para adultos e $ 31,95 para adultos com 65 anos ou mais de 20 de novembro a 10 de janeiro).

Hotéis

Como mencionado anteriormente, os hotéis da cidade estão passando por um período difícil, com as reservas diminuindo drasticamente. Muitas propriedades suspenderam temporariamente os serviços e algumas não reabrirão até a primavera. Mas aqueles que permaneceram abertos ou já reabriram estão oferecendo cortes de taxas bastante acentuados e outras vantagens, como descontos no estacionamento. O icônico Roosevelt Hotel em Midtown Manhattan tem tarifas a partir de US $ 299 e as reservas incluem uma vaga de estacionamento com desconto em uma garagem adjacente. O boutique Iroquois Hotel, que deve reabrir em 13 de dezembro, está oferecendo 20% de desconto em suas melhores tarifas (cerca de US $ 200), junto com um crédito de US $ 25 para comida e bebida. As ofertas mudam regularmente, mas é fácil verificar as ofertas mais recentes no guia New York & amp Company Neighborhood Getaways, que foi lançado após o COVID para ajudar a indústria do turismo em dificuldades.

Jantar

Nova York introduziu um programa que permite que os restaurantes funcionem ao ar livre com mais facilidade, embora agora devam fechar às 22h. para serviço de jantar (eles podem oferecer comida para viagem após 10). Alguns restaurantes, como Café du Soleil e Lucciola, ambos no Upper West Side, estão entre os muitos estabelecimentos que oferecem bolhas de plástico onde os clientes podem jantar em particular. Os invólucros são descontaminados após cada uso. Outros estão oferecendo recintos semelhantes a uma estufa, com espaço e barreiras entre os clientes (as refeições em ambientes internos ainda estão restritas a 25 por cento de ocupação). Para ajudar a atrair clientes, os restaurantes também estão anunciando muitas ofertas, como menus especiais de preço fixo ou uma taça de vinho grátis. Gran Morsi, em Tribeca, e Perrine, no Upper East Side, oferecem sobremesa de graça. Haven Rooftop, com vistas deslumbrantes de Midtown, está oferecendo uma taça de vinho de cortesia. Mais uma vez, para pesquisar as melhores ofertas, visite nycgo.com/neighborhood-getaways.

Liquidação do Dia da Memória

Entretenimento e atividades

Com a Broadway, clubes de comédia e teatros fechados em um futuro previsível, as principais atividades culturais de Nova York serão em museus como o Metropolitan Museum of Art e o MoMA, que estão operando em capacidades reduzidas e por meio de ingressos cronometrados (reserve com antecedência). Você também vai precisar de um bilhete para o High Line, o parque elevado de 2,45 milhas de comprimento no lado oeste de Manhattan que foi criado no antigo ramal da Ferrovia Central de Nova York. Os ingressos são gratuitos, mas limitados como forma de controlar o número de visitantes. Mas, com a capacidade reduzida, o parque - com vistas deslumbrantes de Manhattan e muita arte ao ar livre - foi transformado em um passeio sereno, em vez do vagabundo lotado que costumava ser antes da pandemia.

O Chelsea Market, nas proximidades, no coração do Meatpacking District, tomou conta das calçadas ao longo das ruas 15 e 16 e as transformou em uma gigantesca praça de alimentação ao ar livre, com mais de 115 mesas socialmente distantes para mais de 15 vendedores que servem de tudo, desde lagosta rolos de macarrão puxado à mão e gelato.

Uma adaptação igualmente ambiciosa está acontecendo no Pier 17 no Seaport District. O telhado do píer, chamado The Greens - que tem vistas épicas da Ponte do Brooklyn e do Brooklyn Heights - foi o lar de uma série de concertos extremamente popular no verão. Agora está aberto para o inverno, com 28 cabines individuais para refeições. Cada cabine tem 3,6 x 3 metros, pode acomodar até 10 pessoas e vem com seus próprios aquecedores e uma lareira virtual. As caixas de vidro também terão vistas do chão ao teto do East River.

Encontre as últimas novidades sobre as Diretrizes COVID-19 de Nova York

A cidade de Nova York está constantemente atualizando suas diretrizes e restrições COVID-19 conforme surgem novos casos ou a taxa de infecção muda. A melhor fonte de informações rápidas para viajantes em potencial é a página de informações e recursos sobre o Coronavirus da New York & amp Company. O estado de Nova York também lista os requisitos atuais em seu site e criou uma linha direta para perguntas em 888-364-3065.

E no que se refere às atividades, não se esqueça de caminhar em geral. Nova York pode ser uma das cidades mais fáceis de percorrer do mundo, desde que você se concentre em um ou dois bairros em vez de em todo o lote. A cidade tornou-se ainda mais divertida com o novo programa Ruas Abertas, que restringiu o acesso de carros a determinadas ruas e as tornou apenas para pedestres. (Você pode encontrar a lista completa de ruas no site do Departamento de Transporte da cidade.)

Em Manhattan, você não pode errar saindo do metrô na West 4th Street / Washington Square e caminhando vagarosamente pelo West Village. Cada vez mais popular, também, graças às suas vistas icônicas da baixa Manhattan, é Dumbo, do outro lado do East River de Manhattan. Você pode fazer um dos passeios mais adoráveis ​​da sua vida em uma manhã quente ao longo da orla, passando por baixo das pontes de Manhattan e do Brooklyn, através do Brooklyn Bridge Park, até o bairro de Brooklyn Heights e seu famoso Promenade, depois de volta ao coração de Dumbo. Todo o circuito levará uma hora, e você verá uma dúzia de cantos diferentes e vistas da cidade.

O metrô e transporte

Em abril, o metrô parou de funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana, para que os trens pudessem ser limpos e descontaminados todas as noites (fica fechado da 1h às 5h). O resultado, em combinação com uma queda significativa no uso, é um sistema de metrô da cidade de Nova York que não é tão limpo há décadas. Existem dispensadores amarelos de desinfetante para as mãos em todas as estações, e as máscaras são obrigatórias. Os passageiros que se recusarem a usar uma podem ser multados em US $ 50. Os trens e ônibus funcionam em horários normais.

Motoristas de táxi ou serviço de transporte particular (como Uber e Lyft) e seus passageiros com 2 anos ou mais devem usar máscaras, de acordo com as ordens do governador Cuomo, que também recomendam que os operadores mantenham as janelas abertas quando possível, os passageiros fiquem no banco de trás e estranhos não cavalgar juntos.


Uma nova experiência nos parques temáticos da Disney World

A maioria das atrações estão disponíveis em cada parque temático. No Magic Kingdom Park, passeios populares incluindo Seven Dwarfs Mine Train, Space Mountain e Peter's Pan Flight estão prontos para levar sua família de sapos em divertidas aventuras. Experimente a magia da natureza no Kilimanjaro Safaris, Expedition Everest - Legend of the Forbidden Mountain e Avatar Flight of Passage no Disney's Animal Kingdom. Viaje para uma galáxia muito, muito distante em Guerra das Estrelas: Rise of the Resistance, ou torne-se parte do mundo dos desenhos animados em Mickey e Minnie's Runaway Railway no Disney's Hollywood Studios. No EPCOT, a Spaceship Earth está disponível porque seus planos de renovação estão temporariamente suspensos, junto com outros favoritos, como Test Track e Soarin 'Around the World.

Os passeios têm modificações, como barreiras para veículos de passeio entre as partes, conforme visto acima no Cruzeiro na Selva. Da mesma forma, o "Stretching Room" em Haunted Mansion não estará disponível como um pré-show para promover o distanciamento social (o que significa que você precisará recitar o discurso com sua melhor voz do Ghost Host na fila - "não há como voltar atrás agora!"). Enquanto você faz um passeio selvagem pela savana, divisórias entre as fileiras protegem grupos separados nos jipes do Kilimanjaro Safaris. Estes são apenas alguns exemplos! Cada passeio varia com suas próprias medidas de segurança.

Mesmo que desfiles, fogos de artifício e saudações de personagens individuais não estejam imediatamente disponíveis, ainda há chances de ver rostos familiares!

De cavalgadas especiais pela rota do desfile Magic Kingdom e amigos cruzando o rio Discovery, a procissões ao longo do passeio World Showcase e carreadas ao longo da Hollywood Boulevard, cada parque temático tem oportunidades especiais para ver seus amigos favoritos da Disney ao longo do dia. Mesmo que não possamos abraçá-los, nós amamos as novas experiências dos personagens, como Merida montando Angus e as meio-irmãs malvadas da Cinderela zombando dos convidados da varanda do Castelo da Cinderela.

Se você quiser verificar se o seu passeio favorito estará aberto, aqui está uma lista completa das atrações e experiências disponíveis que estão abertas. Também temos guias detalhados para cada parque, para que você saiba exatamente onde encontrar os melhores locais para visualização de personagens e ajustes em nossos planos de parque:

Máscara de áreas de relaxamento

Usar uma máscara no supermercado obviamente não é o mesmo que usar uma em um parque temático o dia inteiro. É por isso que existem áreas de relaxamento de máscara! Cada parque tem de dois a três locais específicos onde você pode tirar a cobertura do rosto e descansar um pouco. Embora as áreas de relaxamento tenham tecnicamente um limite de tempo de 30 minutos, os membros do elenco que monitoram essas áreas disseram que a maioria das pessoas não fica por tanto tempo. Há uma mistura de locais internos e áreas externas cobertas. Aqui está uma lista dessas áreas de relaxamento:

  • Reino mágico: Tomorrowland Terrace, Pete's Silly Sideshow (Storybook Circus) e Golden Oak Outpost (entre Adventureland e Frontierland)
  • Reino animal: Pizzafari e Upcountry Landing (em frente ao teatro UP! A Great Bird Adventure)
  • Hollywood Studios: Indiana Jones Epic Stunt Spectacular theatre e Star Wars Launch Bay
  • EPCOT: Yorkshire County Fish Shoppe (Reino Unido), Akershus Royal Banquet Hall (Noruega) e Future World (próximo ao Test Track and Mission: SPACE)

Dicas Gerais

  • Contanto que você tenha uma reserva do Park Pass e uma admissão válida, você pode sair e entrar novamente no parque que está visitando durante o dia. Então, se você quiser voltar para o hotel ao meio-dia para uma pausa, isso é toadally multar!
  • Nem é preciso dizer, mas lave ou desinfete as mãos com frequência! Os dispensadores de desinfetante para as mãos e as estações de lavagem das mãos estão disponíveis em cada parque. Você sempre pode trazer sua própria garrafa para reserva extra.
  • Tenha seus próprios toalhetes desinfetantes prontos se você planeja ir em qualquer passeio que tenha recursos de alto toque, como os canhões de corda no Toy Story Mania!
  • Traga várias máscaras para cada membro do seu esquadrão de sapos. Acredite em nós, uma máscara nova durante o meio do dia é um must-have. Uma cobertura extra para o rosto também seria útil se você lúpulo perder uma máscara em um passeio ou ser pego pela chuva. Embale um pequeno saquinho de plástico para cada máscara usada, se for reutilizável.
  • Se vocês sapo ou não traga uma cobertura facial aprovada, há máquinas de venda automática disponíveis com máscaras descartáveis ​​por US $ 2 cada fora de cada parque.
  • Tome seu tempo e beba muita água! Sem o FastPass +, você descobrirá que não terá que correr de um passeio para o outro, portanto, não há problema em desacelerar seu rolamento. Com base em nossa experiência, tendemos a ficar com mais sede enquanto usamos nossas máscaras, por isso, paramos para beber água com frequência.
  • Seja flexível! A Disney está se adaptando a cada dia e as regras podem mudar devido à fluidez da situação de saúde atual. Seja legal com os membros do elenco que estão dando o melhor de si para manter um ambiente seguro para todos nos parques.
  • Os convidados agora têm permissão para remover as máscaras ao ar livre. No entanto, coberturas faciais devem ser usadas ao entrar nos parques temáticos, bem como em todos os locais fechados, atrações, teatros e nos meios de transporte.


Reabertura de Nova Orleans

A importância de seguir as regras municipais e estaduais durante esse período não pode ser exagerada. Usar máscara ou cobertura para o rosto não é mais obrigatório na paróquia de Orleans para pessoas totalmente vacinadas, exceto em prédios do governo municipal, escolas K-12, hospitais, lares de idosos & # xA0e no transporte público.& # xA0

Atualmente, não há restrições de viagem ou requisitos de quarentena para viajantes & # xA0ou indivíduos que entram & # xA0 no estado de Louisiana.

O que é a terceira fase modificada?

A cidade de Nova Orleans está seguindo uma abordagem de várias fases para reabrir com segurança os espaços públicos durante a pandemia. & # XA0 Essas restrições modificadas garantem um ambiente saudável e seguro para os moradores e visitantes da cidade de Nova Orleans. & # XA0

Alguns & # x202Fhighlights & # x202F da Fase Modificada três para ter em mente: & # x202F

  • As reuniões internas são limitadas a 250 & # xA0pessoas e ao ar livre a 500 & # xA0pessoas & # xA0 pessoas não vacinadas devem mascarar a distância social. & # XA0
    & # xA0
  • Restaurantes, bares, cervejarias e locais de eventos podem servir bebidas alcoólicas entre 6 e # xA0a.m. e 1 da manhã (incluindo bebidas para viagem). As vendas de bebidas alcoólicas embaladas no French Quarter e no CBD & # xA0 são & # xA0 limitadas às 6h e 1h & # xA0
    & # xA0
  • Música / entretenimento ao vivo pode ser realizado em bares, restaurantes, salas de concerto, salas de música, & # xA0e & # xA0 locais de espetáculos e eventos & # xA0com uma permissão especial para eventos. Eles também devem & # xA0seguir os & # xA0limites de capacidade com base no tipo de negócio. & # XA0Adicional & # xA0safety & # xA0guidelines, incluindo & # xA0proper & # xA0ventilação, também deve estar & # xA0no lugar. & # XA0
    & # xA0
  • Os indivíduos devem continuar a praticar o distanciamento social e & # xA0lavar as mãos com frequência. & # X202F & # x202F

Empresas autorizadas a abrir & # xA0 em 100% da capacidade, com máscaras e distanciamento social necessários:

Bares com permissão AR-Conditional Restaurant & # xA0

Salões de beleza, barbearias e salões de manicure & # xA0

Locais de conferências e salas de reuniões & # xA0

Prédios de escritórios e empresas & # xA0

Salões, barbearias e casas de bronzeamento & # xA0

Serviços de tatuagem, massagem e estética

Atividades com restrições adicionais:

Cassinos, pistas de corrida e estabelecimentos de pôquer de vídeo & # xA0

Eventos ao ar livre, parques de diversões, festivais e feiras & # xA0

Salões de bilhar, pistas de boliche, pistas de patinação, parque de trampolim, centros de recreação infantil internos, playgrounds internos e fliperamas & # xA0

Espaços de recreação, complexos esportivos, parques e playgrounds

Consulte & # xA0ready.nola.gov & # xA0 para obter mais informações sobre essas atividades com restrições adicionais.

Não permitido:

O que posso esperar ao jantar em um restaurante? & # X202F

Os restaurantes podem operar a 100% da capacidade. & # XA0Ao planejar jantar em um restaurante de Nova Orleans, é recomendável que você faça uma reserva com antecedência.

Preciso usar uma máscara o tempo todo? & # X202F

Usar máscara ou cobertura facial não é mais obrigatório na Paróquia de Orleans para pessoas totalmente vacinadas, exceto em prédios do governo municipal, escolas K-12, hospitais, lares de idosos e no transporte público.& # xA0

Preciso de reserva para visitar uma atração ou restaurante? & # X202F

Para jantar em restaurantes dentro de Orleans Parish, uma reserva é altamente recomendável.

Quanto às visitas a museus, zoológicos, aquários e outras atrações culturais internas, a entrada será escalonada por meio de um sistema de reserva online. Ligue ou visite o site da atração & # x2019s para fazer sua reserva com antecedência. & # X202F & # x202F

Quais são as precauções de segurança que as atrações estão tomando? & # X202F

Todas as empresas e instituições devem se registrar no Corpo de Bombeiros do Estado da Louisiana para receber diretrizes específicas do setor para a reabertura e um certificado de Confirmação de Registro, que será afixado e visível em todas as entradas. Este certificado é um lembrete físico aos visitantes de que essas empresas estão seguindo todas as diretrizes governamentais para aumentar as práticas de saneamento e segurança, incluindo equipamentos de proteção individual para funcionários e protocolos de limpeza detalhados.

E as reuniões públicas?

As reuniões podem ser realizadas com até 250 & # xA0pessoas dentro de casa e até 500 & # xA0pessoas ao ar livre & # xA0 pessoas não vacinadas devem mascarar e manter distância social. & # XA0 & # xA0


Os bares e negócios irlandeses de Nova York finalmente veem alguma esperança

Nova York está lentamente abrindo suas portas novamente para músicos e fãs de música ao vivo após um ano de inferno em Covid. Debbie McGoldrick fala com alguns artistas sobre como é preparar os instrumentos para shows pessoais.

Quando você passa de cerca de 300 shows ao vivo por ano para aproximadamente 20, a realidade de Covid para o músico irlandês Allen Gogarty que mora em Nova York, a vida dá uma virada inesperada e dura.

Você tem que pagar suas contas dirigindo para Uber Eats e outros serviços de entrega de comida. Você consegue empregos aqui e ali na movimentação de móveis. A isenção do governo por meio de cheques de estímulo ou benefícios de desemprego aprimorados não está disponível porque você tem um visto de trabalho e não tem direito a uma mão oficial.

Mas você nunca desiste da esperança de um dia ouvir os aplausos ao vivo de um público novamente, não importa quão pequeno, mascarado ou socialmente distanciado.

Consulte Mais informação

E é isso que está acontecendo, muito lentamente, mas certamente, para os artistas irlandeses favoritos de Nova York que estão reaparecendo em cena conforme os locais começam a se abrir e o clima mais quente está no horizonte.

“Para ser honesto, é como um alívio abençoado”, disse Gogarty, nativo de Co. Meath, ao Irish Voice. “E eu aprecio muito mais o público ao vivo porque estamos separados há muito tempo.”

Kevin McCarthy, o acordeonista de uma das maiores bandas irlandesas-americanas, Shilelagh Law, ecoa esses sentimentos.

“Estamos batendo na porta agora. Mal podemos esperar para ver todo mundo e, por razões de saúde mental, neste momento, todos nós precisamos de uma boa noite para cantar, dançar e se abraçar ”, diz ele.

À medida que o lançamento da vacina acelera nos EUA e as restrições da Covid diminuem nos bares, restaurantes e locais de eventos de Nova York, mais locais estão abrindo suas portas e reservando música ao vivo para seus clientes de acordo com os protocolos de segurança. Para ter certeza de que é um processo longo.

Inscreva-se no boletim informativo da IrishCentral para se manter atualizado com tudo o que é irlandês!

Os artistas com os quais o Irish Voice falou expressaram otimismo para o futuro, mas não em termos imediatos. Ainda é uma batalha difícil em comparação com os bons velhos tempos.

“Normalmente, em março, eu tocaria em muitos lares de idosos e centros de idosos para a temporada de St. Patrick. Mas este ano - nenhum ”, disse o gaiteiro Robert Lynch, de Long Island, ao Irish Voice.

“Mas o Memorial Day está chegando e espero que nosso desfile ao vivo em Glen Cove aconteça. E eu estarei lá. ”

MARCH is usually manna for Andy Cooney, the Irish American musician, and entrepreneur from Long Island who is a one-man stop and shop for all things Ireland.

He hosts annual vacations and cruises to the Caribbean, Ireland and wider Europe which are chock full of Irish entertainment he and his band are live entertainment fixtures up and down the East Coast, especially during the St. Patrick’s season and he’s part of the New York Tenors group of three singers that used to regularly perform together, until Covid.

“I haven’t played an indoor show since last March,” Cooney tells the Irish Voice of his unwelcome live concert career break. “We were in the Catskills last summer outdoors at Gavin’s, and that’s where I’ll be again for St. Patrick’s long weekend.”

Gavin’s Irish Country Inn in East Durham, an all-inclusive resort in the Irish neck of the upstate New York Catskills, is a Cooney mainstay with an expansive outdoor space and an indoor venue that has hosted the most popular Irish bands throughout the years.

Consulte Mais informação

In usual months of March, Cooney would be working every night until the 22nd in a different city with his musical colleagues, playing the famous favorites like “Danny Boy” for the holiday.

But Cooney hasn’t played indoors for an audience since March 10, 2020, when he was with his band in Florida and the coronavirus was rapidly shutting the world down. Some of Cooney’s co-stars lived in Ireland, so the priority was getting them on airplanes back home before the lockdown.

“I could sit and talk about all the money we didn’t make. I hate to say all the money I lost,” Cooney says.

“I’m not the only one in this boat. Every musician is going through it.”

The shows he and his band have missed are many: a 2021 cruise to the Caribbean canceled, his annual December concert in Carnegie Hall, and so many other appearances. But Cooney remains an optimist and is buoyed by a hopefully busy summer in the Catskills that will kick off with his first live indoor shows in a year, at Gavin’s, starting on St. Patrick’s Day and continuing through Saturday, March 20.

“I’m totally fine with playing indoors and I’m starting to lean the other way with Covid,” Cooney says.

“I wear a mask always and do what I have to do to stay safe. We have to be careful, especially for our senior citizens. But has our government really known what to do? Acho que não.

“The restrictions have gone on a long time and much has been lost. I still think we are Americans and we live in a free country.”

Though he’s enjoyed the virtual shows he’s performed, there’s nothing like feedback from a live audience, Cooney says. Though his summer Catskills season is filling up, other bookings remain slow as the re-opening inches along.

Celebrate everything Irish this March with IrishCentral's global community.

Cooney’s tour of Ireland set for October of this year is still a go, so far. He’ll wait until June to see if Ireland, under a strict lockdown until April, is more open to tourists by the autumn, but his Caribbean cruise in February 2022 is already selling great – fueled, he feels, by a pent-up demand for post-coronavirus fun.

“I think by May we are going to have a huge dent against Covid,” Cooney says of the vaccines, “and people are really going to want to go out and have a good time.”

ALLEN Gogarty started playing in front of a few fans live – a very few fans – just before Valentine’s Day last month. Prior to that his last in-person feedback was a few outdoor festival appearances last summer.

For a constantly busy Irish singer and guitarist, the grinding halt to his usual routine was jarring. It ended with a slew of canceled shows just before St. Patrick’s Day 2020.

Looking for an outlet to connect, Gogarty played an impromptu Facebook concert on March 17, and was pleasantly surprised by the feedback.

“It was pretty basic and raw, but between everything we got about 4,000 people who tuned in,” he said. “So I thought that maybe there could be something in this type of connection.”

And there was, for sure – Gogarty did a series of virtual shows that eventually attracted fans from as far away as California, Texas, and Australia. Some encouraged him to utilize an online tip jar, which he did to success, but still, there was no making up for the hundreds of live shows that no longer existed, and no substitute for the in-person fan experience.

“I was actually flabbergasted by the support online, and I still do it because people look forward to it, but it’s a different thing altogether to playing live,” Gogarty says.

“There’s really nothing like being with an audience face to face. I find that I appreciate it so much more and I don’t take it for granted now. And I don’t think that the audiences do either. They are happy to be out and enjoying themselves.”

Gogarty usually purchases a 12-month diary to keep a handwritten schedule of his appearances for the upcoming year. When 2021 started he had no need “because I had nowhere to go,” he says.

But now, gigs are starting to trickle in. He’s been playing at the Wolfhound in Astoria, Keane’s in Woodlawn, and the Wild Goose in Woodside, where he’ll be on St. Patrick’s afternoon before heading up to Terry Connaughton’s Riverdale Steakhouse in the Bronx that evening.

New York’s Covid shutdown began on March 16 of 2020. That it’s more or less still in place for live venues and musicians is unbelievable to Gogarty, who initially thought, like the rest of us, that we’d be out of the woods in a matter of weeks.

“It’s a slow getting back to normal,” he says. “Things are starting to look up, but do I expect to be back playing 300 times a year? I really don’t think so, and I’m not sure that I want to be.

“Maybe it’s time to focus on smaller gigs in venues where people are coming specifically to see me perform. I’m not sure that I’m there at that level but it’s something to consider. There’s a lot to consider after Covid, but for sure, performing in front of fans live will always be tops.”

SHILELAGH Law shut down operations a year ago after its March concert at Empire Casino in Yonkers. The band members have seen each other only virtually since, and the separation is ticking them off.

“I’m an eternal optimist but this long shutdown is getting to me, seeing the old parade and concert photos on Facebook,” Shilelagh Law accordionist Kevin McCarthy tells the Irish Voice.

The mega-popular band has tentative plans to reunite within the next couple of months, but for now, given the size of their group – five members – and their hardcore following, the smaller Irish venues that are opening can’t accommodate their performances.

“What you are seeing now is the one, two or three-piece bands in places where they can spread out,” McCarthy says. “And that’s great. It’s like one eye-opening, a stretching of the legs.”

Shilelagh Law, which would have played around 50 live shows during the past 12 months that were nixed because of Covid, is hoping to re-acquaint itself to live fans in the spring.

“We have a bunch of possibilities. For sure we will be playing live,” says McCarthy, noting that the band’s usual appearance at the New York Mets Irish Heritage Night at Citi Field in Flushing is a go for Friday, August 13.

“We’ve done some virtual shows with Shilelagh Law but there’s nothing like seeing the faces in person. We really can’t wait to see our fans again,” McCarthy says.

McCarthy has played some sessions and has kept in regular contact with his accordion “because it’s not like riding a bike, you have to keep playing and practicing,” he says.

Virtual St. Patrick’s shows are planned with a number of other bands – visit Shilelagh Law NYC on Facebook for more information – but the more vaccines in arms, the quicker Shilelagh Law can get back to live business, McCarthy says.

“It’s going to be a real Roaring Twenties when everything opens and we all can finally connect again,” he feels.

THE pipes are usually calling in March for those who play the bagpipes, including Robert Lynch, a Long Island-based attorney who also moonlights as a bagpiper who specializes in Irish traditional music.

In a usual year Lynch would play at least 100 different events, “and I’d make more some weeks than being an attorney,” he laughs.

Covid wiped out at least 50 percent of his business in 2020. St. Patrick’s week, unsurprisingly, is always among the busiest, with appearances at nursing homes and senior centers booked well in advance.

But not this year. “There’s been nothing because of Covid protocols,” Lynch says.

Unfortunately, but not surprisingly, some of Lynch’s bookings these past 12 months have been funerals where the deceased died of Covid. He’s also played at some outdoor drive-by events booked by people looking for a little Irish to brighten their days.

“And I’ve done some Facebook things, but now that people are getting vaccinated I think we’re turning a corner,” Lynch says.

There won’t be a St. Patrick’s parade in his hometown of Glen Cove this year. But Memorial Day will, he feels, be an occasion where he can break out the bagpipes.

“I think we’ll be ready and able for it by then,” Lynch says.

Sign up to IrishCentral's newsletter to stay up-to-date with everything Irish!


What are the rules in Scotland?

Restrictions are now down to Level 2 across mainland Scotland - with the exception of Glasgow. For restaurants, bars and cafes this means:

  • Venues can open until 22:30 indoors, serving food and alcohol in line with local licensing laws
  • Customers need to book two-hour slots
  • Groups of up to six people from three households are allowed to meet indoors
  • Up to eight people from eight separate households are able to meet outdoors

Under-12s do not count towards the number of people meeting outside - but do count towards household numbers indoors.

Physical distancing must be maintained with people you don't live with and venues must collect contact details for all customers.

The hope is that hospitality venues will be able to remain open indoors until 23:00 from 7 de junho, when all areas of Scotland are expected to move to level one.


WHAT TO KNOW BEFORE YOU ARRIVE

We thank you in advance for your cooperation in practicing vital preventive measures to maintain a safe environment at our parks. We look forward to seeing you soon!

All visitors ages 3 and up require a ticket or member reservation. Purchase tickets or make reservations today online—click here for the Zoo or Safari Park.

Upon arrival, please have your advance ticket, or membership card and reservation, ready prior to entering. Expect wait times during busy peak periods. No same-day re-entry permitted.

Reservations Required at the Zoo and Safari Park

As outdoor destinations, in following the guidance set forth from the Governor's Office, both the San Diego Zoo and the San Diego Zoo Safari Park will reopen. In order to keep our community safe during this time, and in anticipation of high demand, all visitors ages 3 and up will require a ticket or member reservation to visit. Purchase tickets or make reservations today online—click here for the Zoo or Safari Park.

Upon arrival, please have your advance ticket, or membership card and reservation, ready prior to entering. Expect wait times during busy peak periods. No same-day re-entry permitted. Entrance for visitors without a reservation is subject to temporary reduced attendance limits and reservation availability.

Purchase your Zoo or Safari Park tickets and confirm reservations in advance, online

Zoo and Safari Park reservations, admission tickets, tickets for tours, Safaris, and other premium experiences should be arranged before you arrive.

All visitors ages 3 and up require a ticket or member reservation. Purchase today online—click here for the Zoo or Safari Park.

Upon arrival, please have your advance ticket, or membership card and reservation, ready prior to entering. Expect wait times during busy peak periods. No same-day re-entry permitted.

All visitors with a valid ticket or member reservation can go straight to the health screening queue

Guests will visit an entrance area to answer a few brief health screening questions before they enter the Zoo or Safari Park.

Per mandate from San Diego County and the California Department of Public Health, we require a properly worn facial covering to provide service to our guests 2 years of age or older while visiting the Zoo or Safari Park

  • All guests 2 years of age and older must wear facial coverings, even if they have been previously vaccinated against COVID-19.
  • The facial covering can be made from a variety of materials, such as cotton, silk, or linen, and cannot have holes or vents.
  • Facial coverings must have two or more layers of material that completely covers the nose and mouth, and fits snugly against the sides of the face without any gaps.
  • Facial coverings can be lowered when actively eating or drinking.
  • For the safety of our visitors, team members, and wildlife, we require that all guests age 2 and older wear facial coverings at all times during your visit. Staff members will reinforce the requirement. If you do not wear a face covering, unless a health accommodation has been granted, you will be asked to leave our parks to protect everyone’s safety.
  • Learn more about San Diego County and State of California face covering guidelines and requirements.
  • Here is additional information for guests with a medical or other condition that prevents them from wearing a facial covering.

Practice social distancing during your visit

Maintain a six-foot distance between you and other guests, team members, or wildlife. We will have team members dispersed throughout the Zoo and Safari Park to remind guests of social distancing. Please follow their directions to help keep everyone safe.

Restricted Exit and Re-entry

During this initial reopening phase, members and guests are not permitted to exit and re-enter the Zoo or Safari Park on the same day.

Some experiences, programs, and animal viewing areas may be closed

Don’t worry, you’ll discover there is still plenty to see and do!

Parking at the Zoo and Park

Zoo parking will be limited and reaches capacity on weekends, holidays, and other peak times. Please plan ahead, and consider alternate transportation. At the Safari Park, general parking is $15 per vehicle and $20 for RV parking. Preferred parking is temporarily unavailable.


Captain Thomson’s Resort (Thousand Islands-Seaway)

Credit: George Fischer

On a prime spot beside Alexandria Bay’s harbor in the Thousand Islands-Seaway region, Captain Thomson’s Resort presents splendid views from every room. Guests enjoy private balconies overlooking the St. Lawrence River and Boldt Castle, a heated outdoor pool, and warm hospitality, May through October. While not the typical all-inclusive experience, a stay here is still a one-stop vacation. 

Share your New York State adventures with us on Instagramਊnd Twitter with #iSpyNY and tag us on�ook!  


Assista o vídeo: Inside a $6,500,000 NYC PENTHOUSE with Amazing City Views. Apartment Tour


Comentários:

  1. Castor

    Que frase certa ... Super, Ideia brilhante

  2. Kagagami

    Eu entro. Foi comigo também.

  3. Waeringawicum

    Absurdo

  4. Avarair

    Eu acho que está errado.

  5. Mausar

    Você está enganado. Vamos discutir isso. Escreva para mim em PM, vamos conversar.

  6. Reynaldo

    Eu considero, que você não está certo. Eu posso provar.



Escreve uma mensagem