ao.mpmn-digital.com
Novas receitas

Carne com cenoura assada ou ensopado de carne com cenoura

Carne com cenoura assada ou ensopado de carne com cenoura


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


Corte os pedaços de carne e desengordure se tiver uma carne mais gorda, podem ficar as partes com tendões. Lave, limpe e pique a cebola e as cenouras. Deixe cozinhar os vegetais alguns minutos com um pouco de azeite e sal.

Deixe os legumes com coloração intensa e reserve. Doure bem a carne até ficar com uma coloração bonita, depois acrescente uma colher de sopa de farinha, deglaze imediatamente com a carne marrom e leve tudo para um refratário, uso panelas de ferro fundido com tampa de forno. Leve ao forno os vegetais caramelizados, a carne bovina, o caldo de boi para passar por cima da carne, um pouco de sal e pimenta (moa no final) e a cerveja escura coloquei uma garrafa de Peltforth marrom.

Junte o bouquet garni, o dente de alho e o tomilho seco e está pronto para ir ao forno. Cubra com uma tampa e coloque no meio do forno pré-aquecido a 200 graus primeiro e depois de uma hora reduza para 180 graus.

Retire em intervalos de 30-40 minutos, verifique se o molho ficou baixo e misture levemente com uma espátula para que toda a carne penetre por igual.

Depende muito da quantidade que se prepara, mas o tempo de cozimento ideal é em torno de três horas para uma quantidade de um kg ou mais de carne. É ideal cozinhar em dois estágios no primeiro dia por 2 horas e meia e no dia seguinte por mais 30 minutos, à noite na geladeira os sabores vão amadurecer e ficar perfeitos e no dia seguinte após mais 30 minutos no forno você terá um guisado perfeito. Sabemos que é perfeito porque temos uma carne de fondant, um molho brilhante e viscoso, só precisamos de um pão fresco e de alguns amigos para saborear.

Te desejo boa sorte!


GOSTOS.

Com um certo atraso, decidi postar algumas (muito boas) receitas de bolo que fiz para as férias, mas que com certeza farei durante o ano também.
Cozinhei, como todo mundo, muitas "guloseimas", mas não postei as receitas, não tinha fotos. Com um suspiro de alívio escolhi algo, mais pelo desejo de mostrar a vocês alguns dos bolos de maior sucesso. Eles foram muito bons. O sucesso também se deve aos ingredientes utilizados - comi uma manteiga gordurosa, 85% gordura, da Plus (fabricada com a marca "Plus"), que ficou muito boa. De alguma forma, redescobri o sabor dos bolos que minha mãe fazia quando éramos crianças. Como farinha, optei pela Dobrogea - pelo bolo. Também faço pão com farinha de Dobrogea (para bolo ou 000), que sempre sai bom e bonito.
Peço desculpas pela qualidade das fotos, espero que tenham uma ideia das minhas receitas.
Fiz croissants com baunilha e nozes, receita muito comum que comia em várias casas, mas, modéstia à parte, os meus eram de longe os melhores. Não sou subjetivo, porque ao contrário, na maioria das vezes acho que os pratos feitos pelos outros são melhores do que os que eu faço (e acontece com você, não é?). Mas os croissants que fiz ficaram mais saborosos e macios (provavelmente por causa da manteiga).
Em seguida, apresento um bolo muito fino - com manteiga, geleia de damasco e cobertura de nozes. Foi louco.

Não tenha medo: alguns são loucos por doces!

Croissants de baunilha muito finos - Cookies, muito finos, com baunilha


250 g de manteiga
100 g de pó velho
150 g de nozes moídas
300 g de farinha
uma pitada de sal
baunilha e açúcar em pó
Retire a manteiga da geladeira a tempo e deixe perto de uma fonte de calor, para que fique em temperatura ambiente. Misture com sal e açúcar, usando uma colher de pau. Se for macio, esfrega com muita facilidade. Em seguida, despeje as nozes moídas (se forem grandes, os croissants ficam muito melhores) e a farinha. Homogeneize tudo e deixe esfriar por cerca de 20 minutos.
Modele os croissants pegando uma bola de massa e esfregando-a entre as palmas das mãos para que fique alongada e fina nas pontas. Fazemos um arco em forma de meia-lua e colocamos na bandeja, sobre papel manteiga. Os croissants convexos são bons no meio e finos nas pontas, tendo assim um miolo delicioso. Faço essa afirmação porque tive a oportunidade de comer croissants bem chatos e finos (só a casca) e eles não eram muito bons. O que você quer, é um grande negócio. finete.
Asse no forno pré-aquecido, no fogo certo. Devem ser ligeiramente dourados na parte inferior e permanecer brancos na parte superior. Depois de esfriar um pouco, passamos (sendo quente) cada croissant pelo açúcar misturado com baunilha.
Eu fico com frio por muito tempo.

Cookies & quotZbarciogi & quot - Cookies & # 39Morel & # 39

A massa é feita com 250 g de manteiga esfregada com 250 g de açúcar e um pouco de sal: adicione 2 ovos, bicarbonato de sódio, uma colher de sopa de vinagre e farinha para fazer uma massa tipo uma torta (a massa ainda deve estar macia, e depois deixe esfriar, para endurecer).

Modele os biscoitos pegando uma bola de massa, dando-lhe uma forma alongada muito fina em uma das pontas e pressionando com um garfo a ponta que ficou mais grossa. Ele terá um formato de folha. Eu os faço afiados em uma extremidade porque assim posso colocá-los no prato em círculos sobrepostos e eles ficam muito bons. São colocados à distância quando assados, porque crescem. Tenha cuidado para não queimá-los, apenas para dourá-los no fundo.
Costumo fazer esses cookies com antecedência, alguns dias antes do evento. No entanto, devem ser enchidos pelo menos um dia antes, para que possam amolecer.
Em seguida, cole os biscoitos com geleia, dois de cada vez. Usei geléia de damasco, geléia de framboesa e geléia de ameixa. É mais divertido ver que sabor você consegue quando come um "desajeitado".
Passei então pela cobertura de chocolate amargo derretido e as nozes moídas.

Linzer London - com geléia e merengue - Linzer London - com geléia e merengue

Fiz essa receita depois da revista “Praticamente na cozinha” e tive uma grata surpresa, tendo muito sucesso.

A massa é feita com 200 g de farinha, 150 g de manteiga, 100 g de açúcar de confeiteiro, 3 gemas, 1/2 saqueta de fermento em pó. Sove uma massa que se espalhe na assadeira.
Fazendo este bolo pela primeira vez, percebi que para a grande bandeja do fogão, as quantidades devem ser duplicadas.
Com a massa resultante, você pode fazer um bolo no formato de uma torta redonda. Usei uma bandeja de fogão retangular (a chamada bandeja de bife) - a do fogão seria muito grande.
Coloque o tabuleiro com a massa no forno pré-aquecido e deixe assar ao meio - ou seja, a massa deve estar firme por cima, mas ainda não deve dourar por baixo.
Durante esse tempo batemos as claras em neve (3 claras com 100 g de açúcar - na receita havia 200 g de açúcar, mas achei que ficou muito doce - e 200 g de noz - coloco acho que uns 250 g de noz - Coloquei um prato cheio de nozes moídas). Quer dizer, reduzi o açúcar e acrescentei nozes e digo que me saí bem.
Remova a bandeja e despeje uma geléia fluida em cima - mas não a geléia, porque é muito fina. Coloquei geléia de damasco. Despeje o merengue e leve ao forno, em fogo baixo, para que não queime por baixo e o merengue endureça um pouco.
Eu o cortei em pequenos triângulos. Na revista foi recortado com um vidro, em forma de meia-lua.
A receita não é nova, já fiz esse tipo de bolo antes, mas ficou melhor que os outros.