ao.mpmn-digital.com
Novas receitas

Qual é o melhor food truck da América? Responda a nossa pesquisa

Qual é o melhor food truck da América? Responda a nossa pesquisa



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


Ajude-nos a decidir quais food trucks são os melhores da América.

Qual cozinha móvel serve o melhor alimento na América? É uma pergunta fácil de fazer, mas com a infinidade de food trucks fenomenais em nossa grande nação, não é tão fácil de responder. Agora, precisamos de sua ajuda para classificá-los.

Participe da pesquisa The Daily Meal's para os 101 melhores food trucks da América 2015

Para nossas listas anteriores dos melhores food trucks da América - de 2014, 2013, e 2012 - contamos com pesquisas e opiniões de editores e personalidades da indústria alimentícia. Este ano, queremos que seja tudo sobre as escolhas das pessoas. Afinal, se alguma vez existiu uma lanchonete que é para o povo, feita pelo povo, é um food truck.

Algumas notas: Apenas caminhões Será considerado. Se for um trailer ou um carrinho, se não tiver quatro rodas e não puder se mover por conta própria da multa para a vaga, não será considerado. Algumas cidades (especialmente a muito amada Portland, Ore.) Nos atormentam: muitos de seus "caminhões" de alimentos não vão sobreviver porque não estão bem, caminhões. Além disso, esta é uma lista de Comida caminhões. Caminhões que fazem apenas cupcakes ou café são caminhões de cupcakes ou café, não caminhões de alimentos. Caminhões de sobremesas também não serão considerados.

Dê uma olhada no ano passado 101 melhores food trucks da Américae nos ajude a melhorar nossa classificação. Este ano, a lista está em suas mãos.


Os segredos dos melhores sanduíches da América

Há um lugar em Austin, Texas, chamado Noble Pig, e todos esses caras têm treinamento em restaurantes finos, e eles estão tão longe da estrutura corporativa e do beijo de bunda, e eles fundaram este lugar. Eles assam seu próprio pão e a única coisa que não fazem são as batatas fritas. Eu tinha ido lá experimentar o pastrami de pato. Eu disse: "O que vocês amam?" E eles disseram: “A língua de boi tostada”. Eu disse: "Sério?" Mas eles fazem. Eles assam por sete a nove horas, e é extraordinário. Aí pegam a cebolinha e jogam no defumador, e fumam junto com o pato e a barriga de porco, para caramelizar. Nunca pensei em fazer cebola verde defumada. E eu estou tão cansado, eu estou tipo, Oh, eu tive aquele sabor, tanto faz. Mas não há nada igual no planeta. E no pão caseiro? É ridículo.

Quando tive a ideia, Eu meio que sabia para onde queria ir, mas havia alguns lugares onde eu havia passado um tempo limitado. Não vou mentir para você & mdash houve pressão da rede. Eu realmente acho que, como anfitrião, sua palavra e sua integridade & mdash esse é o seu negócio.

Garantido, Eu realmente não vejo meu abdômen desde cerca de '93.

É engraçado. As descrições dos menus enganam. Eu experimentei este único sanduíche & mdash não quero jogar o lugar debaixo do ônibus & mdash onde eu disse: "Oh, é isso", e foi um dos piores sanduíches que já comi. Tinha literalmente todas as coisas que adoro: abacate, ovo frito e esses ingredientes fantásticos, untuosos e deliciosos. Crap-o-rama.

Dos nossos três finalistas, Não acho que haja mais de cinco ingredientes em cada sanduíche. Um sanduíche tem três ingredientes. A carne, porém, leva mais de um dia para preparar & mdash a salmoura, o tempero, a pompa e as circunstâncias.

As três maiores falhas do show & mdash e eu acho que é um show muito bom, mas vou ser honesto & mdash não tivemos a chance de fazer um sanduíche de café da manhã. Não fizemos um Banh Mi & mdash e esse pode ser meu tipo favorito de sanduíche. E não conseguimos derreter o atum. Não é como se eu achasse que essas coisas quebrassem o acordo, mas eram clássicas.

A outra grande chatice é que havia um lugar que eu queria fazer na Costa do Golfo e queimou, tipo, duas semanas antes de virmos. Era um lugar chamado Shed em Ocean Springs, Mississippi. Foi tão bom. Eles tinham outras localizações, mas não era a mesma coisa. Eles fazem um sanduíche de costela com sua salada caseira, e é a essência do churrasco da Costa do Golfo. Doce o suficiente, esfumaçado o suficiente, um pouco de calor.

Temos sanduíches BLT lá, Temos queijo grelhado, bifes de queijo, carne de porco desfiada, peito. E então temos algumas merdas estranhas.

Sanduíches de café da manhã são a cura para a ressaca tanto quanto são uma forma de começar o dia. Meu diretor e eu tivemos esse diálogo sobre eles. Comemos bacon, ovo e queijo em um rolo Kaiser, batatas fritas. Na verdade, tudo se resumia à escolha da bebida. Eu disse fonte de Coca. Ele disse: "Não, deve ser uma Água Vitamina." Eu estava tipo, Não consigo nem falar mais com você.

Essa é a coisa bonita sobre crescer em Nova York. Com o bacon, o ovo e o queijo, às vezes é quanto mais gorduroso a grelha, quanto mais sombreado o lugar, melhor, onde eles têm um pouco de peso de bacon que parece uma espátula que eles jogam no bacon como um tijolo, e o bacon tem há muito desistiu do fantasma. Não é nem mesmo queijo americano & mdash diz "comida de queijo" ali ou algo assim.

O sanduíche pornô Eu acumulei neste telefone.

Nem sempre consegui escolher os sanduíches Eu queria, simplesmente do ponto de vista da produção. Encontrei um sanduíche incrível em Austin, mas era de um carrinho de comida que cabia [apontando] do final desta mesa até a parede, então tentei imaginar seis membros da minha equipe, duas câmeras e os instrumentos de iluminação em um caminhão a lenha em Austin no final de maio. Por que eu simplesmente não os mato?

Eu recebo ofertas de pessoas fazer parceria em restaurantes, esquerda, direita e centro. Não vou colocar minha cabeça na guilhotina ainda porque, tendo trabalhado na indústria desde os treze anos, agora sei que ter um restaurante é. É pior do que ter um chihuahua. Provavelmente uma metáfora que nunca foi feita, mas quero dizer, você tem que estar no topo dessa coisa.

No fim do dia, Descobri que, na melhor das hipóteses, o sanduíche é a sua imaginação ligada a dois pedaços de pão.


Melhor cozinheiro da América e # 039

Dezesseis dos melhores cozinheiros amadores do país chegam a Nova York por sua chance de US $ 50.000 e o título de Melhor Cozinheiro da América. Mas primeiro, eles devem competir para representar sua região, em um dos dois lugares na equipe de um Superstar Chef Mentor. O Iron Chef Michael Symon escolherá do Norte, o Iron Chef Cat Cora vai para o Sul, o Iron Chef Alex Guarnaschelli está liderando o Leste e o Chef Tyler Florence, estrela da Food Network, está representando o Oeste. Os Mentores escolherão com sabedoria, pois também estarão fora da competição se os dois cozinheiros forem eliminados.

Os jogos começam

Agora que os mentores selecionaram suas equipes, a verdadeira competição começa. Em seu primeiro desafio, os cozinheiros são encarregados de elevar os clássicos da cozinha. A jurada convidada, a Chef Anne Burrell, decidirá quais cozinheiros irão para o desafio de eliminação, A Panela de Pressão, onde eles devem transformar um peito de frango simples em um prato incrível se quiserem permanecer na competição.

Sugar Rush

Esta semana, os sete cozinheiros restantes enfrentam o desafio mais temido em competições de culinária - a sobremesa. O chef Ron Ben-Israel se juntará como juiz convidado, mas a ida de um cozinheiro ao pronto-socorro também pode determinar quem vai para casa.

Mentor Meltdown

Esta semana, os cozinheiros enfrentam a tendência alimentar mais quente, o brunch, e seu juiz mais intimidante, o Iron Chef Geoffrey Zakarian. Um dos mentores tem uma reação muito forte quando um cozinheiro ignora sua orientação durante o desafio.

Sete Pratos Mortais

A apenas uma semana do final, os cinco cozinheiros restantes na competição são desafiados a cozinhar com ingredientes intimidantes que podem confundir até chefs profissionais, como codornas, polvos e fígados de frango. O juiz convidado, Chef Marcel Vigneron, determinará quem será eliminado.

Final Thunderdome

Os quatro cozinheiros finalistas competirão em três desafios para determinar quem é o Melhor Cozinheiro da América e ganharão o grande prêmio de $ 50.000. Após cada desafio, o jurado convidado Chef Bobby Flay eliminará um cozinheiro até que apenas um cozinheiro e um mentor sejam vitoriosos.


Boston

Uma nova safra de chefs do campo ao garfo deu vida a uma cena gastronômica antes limitada a alguns franqueadores corajosos em meio aos restaurantes de sopa. O esconderijo de salas de jantar descoladas de Cambridge inclui Shepard (na foto) com seu menu sazonal em constante mudança Jason Bond's Twinkly, 28 lugares Bondir e Alden & amp Harlow, onde o chef Michael Scelfo mostra sagacidade autoconsciente com sua “Ubiquitous Kale Salad. ” Uma refeição com vários pratos de pratos modernistas o aguarda no Somerville’s Tasting Counter, propriedade do clássico Peter Ungár e sua esposa Ginhee. Se todo o rebuliço e requinte fazem você ansiar por um clássico simples de Beantown, vá até a favela James Hook + Co. à beira-mar para um pãozinho amanteigado de lagosta (o melhor da cidade, por Boston revista).


Esta é a rede de fast food mais odiada da América

Apesar de sua onipresença, os americanos dizem que este é o restaurante de conveniência que menos gosta.

Shutterstock / frantic00

Os americanos discordam em inúmeras questões, da política aos esportes e à pronúncia correta da palavra "caramelo". No entanto, há uma questão em que os americanos estão mais do que dispostos a se unir: proclamar seu desdém por um restaurante fast food particularmente difamado. Uma nova pesquisa, que foi compilada com dados do The Daring Kitchen, verificou menções de restaurantes fast food odiados em mais de 180.000 tweets com geo-tags. Os resultados, postados pela KUTV, afiliada da CBS, descobriram que havia uma rede de fast food em particular que atraiu a maior reação dos clientes: Burger King. Na verdade, a rede de hambúrgueres, que tem mais de 7.200 locais nos EUA, foi considerada a rede de fast food mais odiada em 15 estados diferentes.

No entanto, o Burger King estava longe de ser a única rede de fast food a ganhar uma ira considerável de seus clientes. A pesquisa rastreou menções a Burger King, McDonald's, Taco Bell, Wendy's, Arby's, KFC, Jack in the Box e White Castle, revelando qual rede obteve as notas mais baixas em cada estado. Continue lendo para descobrir qual rede de fast food é a menos popular onde você mora. E para quem fica mais frustrado com a loja, confira Esta loja tem o pior atendimento ao cliente da América.

Leia o artigo original em Melhor vida.

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

iStock

Rede de fast food mais odiada: Jack in the Box

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Arby's

iStock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

E para mais histórias excelentes entregues diretamente em sua caixa de entrada, inscreva-se em nosso boletim informativo diário.

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Arby's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Arby's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Wendy's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Arby's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Wendy's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: KFC

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Criativo Shutterstock / janela real

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

iStock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

iStock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Wendy's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Wendy's

iStock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

iStock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

iStock

Rede de fast food mais odiada: Castelo Branco

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: KFC

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

iStock

Rede de fast food mais odiada: KFC

E se você está se perguntando onde as pessoas podem ter um desejo sério por alguma comida reconfortante, este é o estado mais chapado da América.

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: taco Bell

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: KFC

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: McDonald's

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Burger King

Shutterstock

Rede de fast food mais odiada: Wendy's

Shutterstock

America & rsquos Best Cities for Foodies 2015

Quando ela está visitando Los Angeles, a restaurateur Elizabeth Blau & mdashrecentemente nomeada para o prêmio James Beard & mdashnão se preocupa com os lugares da lista A em restaurantes. & ldquoA primeira vez que fui a Gjelina & rdquo, ela diz sobre o aclamado café de Veneza & eacute & ldquowe comprava pizza e saladas na área para viagem e depois as comia sentado em caixas de leite no beco. Foi tão bom. & Rdquo

Sem surpresa, Blau diz que planeja viagens por restaurantes, padarias e mercados, embora muitos Viagem + Lazer os leitores atestariam que você não precisa ser dono de restaurante para viajar pelo estômago. Como parte da pesquisa de cidades favoritas da revista Magazine & rsquos America & rsquos, os leitores classificaram 38 cidades por qualidades como ruas para caminhar, apelo histórico e galerias de arte & mdash que, para alguns viajantes, são apenas agradáveis ​​matadores de tempo entre as refeições.

Os leitores também classificaram as 10 características mais desejáveis ​​de uma cidade, desde as indulgências de custo relativamente baixo de comida de rua, café e padarias até mercados gourmet especializados, bares de vinho e restaurantes sofisticados dirigidos por chefs. (E servindo muitos hambúrgueres, pizza, cervejas artesanais e sanduíches.)

Entre os vencedores - alguns talvez impulsionados nas pesquisas por seus entusiastas locais & mdashwe encontramos vários vencedores e indicados de James Beard, bem como algumas reviravoltas fabulosamente criativas em clássicos: & ldquohot chicken & rdquo em Nashville, bison tartare em Minneapolis e pratos de degustação de picles em Chicago.


10 alimentos americanos favoritos de todos os tempos

Aqui estão os 10 alimentos americanos mais populares de todos os tempos.Quando pensamos nos clássicos americanos, nossas mentes saltam para as opções consoladoras com as quais crescemos: cachorro-quente, frango frito e biscoitos de chocolate. Ao longo dos anos, esta cozinha deixou-nos tão marcados que parece que, numa altura ou noutra, toda a gente tem um pequeno caso de amor com ela. Com o respingo de larvas americanas por toda parte, ele também se transformou de delicioso em glorioso na Índia. E neste fim de semana de 4 de julho, um banquete totalmente americano é exatamente o que você precisa para celebrar as infinitas criatividades culinárias do país. Apresentamos nossa lista dos 10 alimentos mais deliciosos de todos os tempos. Esta seleção cobre uma gama de alimentos básicos para o verão a favoritos de comida caseira. (Você pode querer ler isto com um hambúrguer na mão). ('Comida reconfortante' acalma, mas à custa da saúde)10. Salsicha de Café da ManhãAdora acordar com o cheiro de salsicha pela manhã? Sem dúvida, é a melhor maneira de começar o dia. Convidando todos os amantes de carne de porco, este alimento básico americano vai bem com maçãs, cebola, mostarda, repolho e tomate. Ele surgiu como uma forma de os fazendeiros usarem o máximo possível de seu gado, com sálvia seca como ingrediente principal, junto com uma variedade de especiarias. Com pouco esforço, mas luxuoso, é perfeito para um farto café da manhã ou um brunch de domingo. Cuidado com: Salsichas Frutadas, Sucatas, Salsichas com Ovos Esfarelados ou Molho(Salsichas grelhadas)9. Biscoitos de chocolate“Uma alimentação balanceada é um biscoito em cada mão”. Então, vamos agradecer a Ruth Wakefield, de Massachusetts, que teve a brilhante ideia de adicionar chocolate aos biscoitos de manteiga em algum momento da década de 1930. Se você é louco por biscoitos como nós, asse uma fornada de biscoitos crocantes e crocantes para obter sua dose de chocolate e leve esta guloseima reconfortante a um nível totalmente novo. Você pode sentir a liberação de serotonina?Cuidado com: Nosso Biscoitos de chocolate8. S’moresPegajoso, derretido, quente e doce - nada evoca férias em família e acampamentos despreocupados sob as estrelas como esta comida americana clássica. Os marshmallows são basicamente marshmallows torrados e uma camada de chocolate prensada entre 2 pedaços de biscoito. É a mais simples das sobremesas, bagunçada e de dar água na boca. Mais, por favor! (Apostamos que você não se cansa.) Então, afie esses palitos de marshmallow e comemore o aniversário da América.Cuidado com: Hershey’s S’mores e Pop Tarts(marshmallows)7. CronutO que você ganha quando você cruza um croissant com um donut? Apresentando: Cronut. A atual mania gastronômica do cronut o torna o petisco mais procurado do mundo! Feito com massa laminada, é primeiro fermentado e depois frito em óleo de grainha de uva a temperatura controlada. A massa frita é então adoçada, recheada e glaceada. O cronut foi uma criação única do chef pasteleiro francês Dominique Ansel e foi lançado em maio de 2013 em Nova York. Com a crocância dos croissants e a bondade dos donuts, não fica melhor do que isso.Cuidado com: os cronuts clássicos do chef Dominique Ansel(Um Crodough Com Seu Chá? Londres come uma nova mania de assados)6. Frango e WafflesMuitos anos atrás, algum gênio desconhecido decidiu combinar todas as melhores partes de um jantar de frango frito com todas as melhores partes de uma pilha de waffles para criar este alimento básico doce e saboroso para o café da manhã. Sua ideia continua a deliciar estômagos em todo o mundo. Originado na América, o frango frito é a coisa mais crocante e mais deliciosa que você já colocou em cima de waffles. Um deleite pecaminoso que você certamente não pode perder!Cuidado com: frango frito combinado com waffles, manteiga e xarope (muito popular em Baltimore, Maryland)(Waffles no café da manhã e mais)5. PanquecasQuando se trata de café da manhã americano típico, há um favorito: panquecas. As variações são abundantes, mas você não pode errar com uma pilha pequena de panquecas fofas. As panquecas são basicamente bolos planos, geralmente finos e redondos, preparados com manteiga à base de amido e cozidos em superfície quente. Eles podem ser complementados com uma variedade de condimentos como xarope de bordo, frutas, bacon, ovo e, claro, molho de chocolate. Sim, as panquecas fazem as pessoas felizes.Cuidado com: Panquecas de Leitelho, Panquecas de Banana e Nutella, Panquecas Americanas de Blueberry(As melhores panquecas do mundo)4. Mac and CheeseÉ cremoso, é queijo, é absolutamente divino - é macarrão com queijo. Esta caçarola assada no forno é considerada o melhor alimento de conforto da América. Dica: Use uma boa mistura de diferentes queijos para obter o macarrão com queijo mais saboroso. Além disso, finalize com uma raspa de parmesão. Tão delicioso e bom demais para ser verdade, macarrão com queijo é uma mistura perfeitamente complementar. Ganhou popularidade depois de ser introduzido por Thomas Jefferson nos Estados Unidos. Embora nenhum inventor possa reivindicar a receita clássica de macarrão com queijo, todos têm uma versão favorita do prato.Fique atento a: Macarrão e queijo com vegetais (brócolis, couve-flor, ervilha e cenoura), Macarrão e queijo com presunto(Adora macarrão com queijo? Dicas para fazer a coisa certa)3. Cachorros quentesNão fica mais americano do que um cachorro-quente básico, ensanduichado entre um pão fatiado, coberto com um rabisco de ketchup e mostarda. A salsicha foi criada no final de 1600 por John Geoghehner, um açougueiro da Alemanha. Eles foram popularizados em Chicago em 1893. O cachorro-quente favorito de todos é basicamente uma salsicha cozida que é tradicionalmente grelhada ou cozida no vapor. Enfeite com mostarda, ketchup, maionese, cebola, condimentos, queijo e pimenta.Cuidado com: cachorros-quentes de Nova York com pimenta e salada, cachorros-quentes(Como comer: cachorro-quente)2. bolo de queijoCremoso, suave, divino… Sim, os adjetivos que descrevem o sabor de um cheesecake provocam fome. Esta sobremesa que derrete na boca traz um final brilhante para qualquer refeição. Graças a Deus por William Lawrence, que "acidentalmente" fez cream cheese. A base de biscoito amanteigado coberta com cream cheese e toneladas de condimentos vai deixar você com saudade de mais. Enfeite com frutas, chantilly, nozes ou até calda de chocolate.Cuidado com: Cheesecake de Nova York, Cheesecake de Blueberry, Cheesecake de Filadélfia1. HambúrguerEssa é a prova de que Deus nos ama e quer que sejamos felizes. Vamos enfrentá-lo - quem não deseja um hambúrguer realmente bom e suculento em um pão fresco? Está no menu de quase todos os restaurantes americanos. Possui queijo pegajoso, tomate, alface e um molho de picles rápido. Peça que a carne esteja mal passada e personalize seus recheios do jeito que você gosta, com cebolas caramelizadas, mostarda, maionese e temperos. Os americanos afirmam ser os primeiros a combinar duas fatias de pão e um bife de carne moída em um ‘sanduíche’ de hambúrguer.Cuidado com: hambúrguer de cordeiro, cheeseburger, hambúrguer de frango, hambúrguer de tofu(O que torna o hambúrguer perfeito?)

# 6: Você precisa definir sua cultura

Ao abrir um restaurante, você precisa saber que é melhor definir a cultura da sua empresa desde o início do que deixá-la evoluir com o tempo.

Por exemplo, se você deseja incutir uma cultura de atendimento ao cliente, isso precisa vir de você desde o início. Você não quer que alguns funcionários ditem isso para você.

Você também deseja decidir como tratará sua equipe. Isso é importante porque o modo como você trata sua equipe se traduz em como eles tratam seus clientes. (tweetar)

Colocar seus clientes em primeiro lugar é vital para o seu sucesso, e isso geralmente começa com sua equipe.


As tortas de nata apresentam recheio espesso com ovo que fica um pouco mais firme do que o creme de confeiteiro. Uma mistura de ovos, laticínios e açúcar coze até formar uma única crosta. Depois de resfriado, o creme é um recheio cremoso e levemente ovo que fica coeso com a crosta. Uma torta de creme é feita quando o centro ainda balança suavemente (165 graus normalmente é o ponto ideal para cozer). As tortas de creme cozidas demais podem ter recheios de borracha granulados. Às vezes, cozinhamos o creme em uma panela antes de adicioná-lo à torta para dar uma vantagem inicial, o que garante que ele cozinhe rapidamente, de modo que as bordas do creme assem demais antes de o centro endurecer. O creme pode ser infundido com praticamente qualquer sabor que você possa imaginar.

A partir da esquerda: Torta de Chocolate Angel (torta de merengue), Torta de Ameixa e Framboesa (torta) e Galette de Morango com Manjericão Cristalizado e Balsâmico (Galette).


Agora você receberá atualizações do Traveller Newsletter

Receba as últimas notícias e atualizações por e-mail diretamente na sua caixa de entrada.

Ao enviar seu e-mail, você concorda com os termos e condições e política de privacidade da Fairfax Media.

As refeições mais tristes de todo o meu ano? Nada pode tocar o almoço e o jantar no bar de esportes que não consiga nem mesmo seu prato de assinatura direito. Não tenho certeza do que é mais paródia, as asas esqueléticas (escolha o seu veneno: tradicional ou desossado) ou os palitos de cenoura amadeirada que as acompanham. Os molhos variam de louros (jerk caribenho) a amargos (alho-parmesão), e não posso deixar de pensar neles como máscaras, em vez de aprimoramentos. Então, novamente, as asas desossadas fritas de fábrica precisariam de um elevador, elas têm gosto de KFC sem cada uma daquelas 11 ervas e temperos secretos, exceto pelo sal. Fica pior. Os "tacos de rua" - tortilhas de farinha macia e insípidas envolvendo borrachas grelhadas sem graça (frango, de acordo com o menu) salpicadas com molho de fazenda - prestam um péssimo serviço aos food trucks em todos os lugares. Há muitos hambúrgueres de feijão preto ruins por aí, mas este lugar leva o troféu - de pior - para o disco preto crocante que dobra quando você morde. As dezenas de TVs, a maioria voltada para esportes, obrigam você a desviar o olhar da comida, o que é bom dado o que quer que seja - principalmente bege, a maioria frito, nem pense em pedir uma salada - está na mesa. O único momento que me deu algum alívio durante a competição de resistência é quando passo por um cara usando um boné vermelho muito familiar, cuja mensagem me surpreende: "Faça os racistas ficarem com medo de novo." Resumindo: é melhor perder uma refeição do que se encontrar neste restaurante barulhento, extravagante e totalmente sem alma apenas com o nome.

Reivindique a fama: molhos e temperos que oferecem personalização sem fim.

O melhor do grupo: recebendo o cheque.

Fique longe de: tudo menos a cerveja.

Petisco: O número de TVs varia de acordo com o tamanho do galho. A maioria está equipada com 50 ou mais.

Momento decisivo: descobrir aonde ir para uma refeição de verdade depois.

9. IHOP

Uma pilha na International House of Pancakes. Foto: Alamy

Provavelmente, o melhor que pode ser dito sobre a comida em um dos cenários mais genéricos ao redor é que as panquecas são fofas (se um pouco salgadas) a omelete de vegetais é tão verde com espinafre fresco quanto amarela de ovos e lata de pão de centeio marmorizado transformar até mesmo um infeliz hambúrguer de carne e queijo mal derretido em um sanduíche bastante justo.

No final das contas, o serviço deixa um gosto melhor na minha boca, embora uma vez eu tenha que sair para encontrar meu servidor para pagar meu cheque. (Ela estava fazendo uma pausa para fumar.) Saúdo a honestidade, pois à noite pergunto sobre a sopa do dia e me dizem que é "batata, mas estamos no fim e eu não faria isso com vocês." E eu admiro um garçom que consegue ler uma mesa com pressa, enquanto um da manhã serve "um bom café quente para vocês, senhores. Parece que vocês precisam voltar para o escritório." Dois de nós pedimos o suficiente para quatro, uma seção transversal do menu de plástico. "Se você comer toda aquela comida", diz o garçom, "vou te dar um abraço." Dez minutos depois, um companheiro e eu estamos mordendo um cheeseburger seco servido em um pão de algodão, içando uma tortilha macia cheia de peixes que pareciam fritos em uma camisa de força e tentando decidir o que era mais uma bomba de sal: os finos bife frito em massa ou o molho de creme que o cobre. Nossa mesa, em outras palavras, se transformou em um campo minado. Sem abraços para nós!

Slogan: "Coma cada momento."

O melhor do grupo: Patty derretida, omelete de espinafre e cogumelo (segure o holandês raso).

Fique longe de: hambúrgueres, tacos de peixe frito, bife frito.

Petisco: Quatro xaropes (tipicamente antiquado, noz-pecã, mirtilo e morango) são sempre oferecidos. Os franqueados podem optar por trocar o xarope de bordo real e a amora.

Momento decisivo: comer panquecas e desejar estar saboreando no Denny's.

8. Outback Steakhouse

Grau: D

Deixe-me tirar isso do caminho: a peça de resistência aqui é uma das criações mais vulgares que qualquer corrente já fez. O Bloomin 'Onion traz mais gordura, mais sal, mais culpa do que qualquer outra assinatura que eu possa imaginar. Então, por que minha festa está desnudando o vegetal do tamanho de um beisebol de suas pétalas gordurosas como se estivéssemos em uma corrida, embora saibamos que depois vamos nos sentir como baleias encalhadas? Porque os americanos não resistem a comida justa exagerada, mesmo em seus restaurantes. Também porque tiras de cebola quente mergulhadas em algo fresco e cremoso (imagine maionese colorida com ketchup com uma leve mordida) é uma combinação bastante viciante.

As pessoas vêm aqui para comer um bife. Eles não deveriam. Embora a carne pareça a parte do bife que você quer cortar, os cortes que procuro são inofensivos. As alternativas à carne bovina aqui - bolinhos de siri, costelas áridas de porco - são quase tão tristes quanto. Uma exceção à regra é o frango, especificamente o frango grelhado úmido com crosta de parmesão com ervas e uma guarnição de tomates e manjericão - tudo com um sabor mais fresco do que as cenouras lenhosas montadas na espingarda. Não se deixe enganar pelo menu ou pela decoração ao ar livre. O Outback Steakhouse tem tanto em comum com a Austrália quanto o Olive Garden com a Itália. O melhor prato é a sobremesa: bolo de cenoura apimentado com fios de cenoura em cada fatia grande e uma camada de cobertura.

Cozinha: Bife e uma noção fingida do que está cozinhando lá embaixo.

Reivindique a fama: Cebola Bloomin 'com 1.950 calorias e quantidade suficiente para seis.

O melhor do grupo: vinho a copo servido em jarras individuais, purê de batata com alho, frango com ervas parmesão, bolo de cenoura com especiarias.

Fique longe de: bolos de caranguejo, tacos de peixe em tortilhas de couro, costela de porco, camarão "vulcão" não tão quente e pesado.

Petisco: O tema australiano de espírito livre foi escolhido em parte com base no sucesso do sucesso de Hollywood em 1986, "Crocodile Dundee".

Momento decisivo: o pão integral grátis aparece com uma faca de carne mergulhada no pão vagamente caramelado.

7. Lagosta Vermelha

lagosta vermelha Foto: Shutterstock

A lagosta vermelha é ideal para jantares azuis, pelo menos aqui, onde a atração principal pode ser encontrada espalhada em uma pizza fina, mas pastosa, com um fichário de mussarela, e cozida no vapor e dividida para revelar frutos do mar com gosto. . . não muito sem manteiga derretida, muito. Os amêijoas também causam má impressão, sejam eles os poucos em uma tigela de sopa pastosa com batatas farinhentas ou oferecidos como tiras fritas em borracha. O salmão poderia muito bem ter vindo de um banquete. Às vezes, a parte mais náutica de minhas visitas são as guarnições nas paredes: pinturas de faróis e bandeiras de sinalização emolduradas. Talvez eu me sentisse diferente na companhia de Beyoncé, que gritou para a rede em "Formação".

As exceções me dão esperança. Se as garras do caranguejo da neve exigem algum trabalho para lidar, pelo menos sua produção é doce. E os camarões de Yucatán, entre os novos pratos "degustação" da rede, se beneficiam do abacaxi caramelizado em cubos e do calor dos jalapenos. No final, porém, as partes escolhidas de uma refeição tendem a ser os biscoitos quentes e fofos que dão início a cada refeição e a salada de repolho recém-cremosa que você pode pedir como acompanhamento. Alguém quer um sanduíche de salada?

Reivindicação à fama: biscoitos tão populares que sua mistura está à venda em supermercados.

Slogan: "Agora isso é frutos do mar."

O melhor do grupo: biscoitos de queijo, camarão de Yucatan, camarão de coco, pernas de caranguejo.

Fique longe de: Pizza de lagosta espessa, mariscos fritos, frango com cobertura de bordo que tem gosto de uma linha aérea, lagosta cozida no vapor, torta de limão dolorosamente doce e densa.

Petisco: a rede vende 395 milhões de biscoitos de cheddar por ano.

Momento definidor: "Você já se cansa dos biscoitos?" Perguntei a um garçom veterano que me disse que dançava à parte. "Eu não", respondeu ele, girando os quadris. "Porque eu tenho que tomar cuidado com isso!" ele disse, dando um tapa de brincadeira em seu traseiro.

6. Chili's Grill & Bar

Se tudo o que você fosse comer fossem as costelas que geraram um dos jingles de restaurante mais populares de todos os tempos (não comece a cantar!), Você se perguntaria do que se trata tanto barulho. Nenhuma quantidade de molho barbecue esconde o fato de que a carne está seca. (Como as batatas fritas, as costelas são um prato que as cadeias parecem ter dificuldade em acertar.) Como acontece com muitos restaurantes de alto escalão na cadeia alimentar, sua melhor aposta é abastecer antecipadamente ou focar nos aperitivos. O Chili's torna isso mais fácil com sua Triple Dipper, sua escolha de três lanches. Concentre-se nos saborosos mini-hambúrgueres, nos anéis de cebola com especiarias e nos rolinhos de ovo do sudoeste recheados com milho e feijão preto.

Em outra parte do cardápio, o Chili's tenta e não consegue entregar alguns alimentos da moda. The mushy ear of corn slathered with mayo and pops of harsh spices is a poor way to replicate the Mexican street food staple elote loco (crazy corn), and a cloying salted caramel molten cake in the shape of a volcano appears to use pancake batter in its base. As for the Cajun pasta, penne with chicken or shrimp in cream sauce is salty with Parmesan - a gummy bore. Simple is better. Rib-eye comes with a nice beefiness and a scoop of mashed potatoes loaded with bacon, cheese and scallions. Trying to eat healthfully lands you disappointments, including a "Caribbean" salad strewn with Mandarin oranges, pineapple and red bell peppers, along with a honey-lime dressing that tastes more like a dessert topping. I have to say, though, that the stinging citrus-chile sauce on the overcooked salmon, from the "Guiltless Grill" section of the menu, keeps the dish from being served DOA.

Cuisine: American with a Southwest touch.

Claim to fame: The earworm to promote Chili's baby back ribs.

Slogan: "Like no place else."

Best of the bunch: Southwestern egg rolls, mini-burgers, panko onion rings, rib-eye.

Steer clear of: Caribbean salad, Cajun pasta, salted caramel cake.

Tidbit: The creative director behind the chain's song (brought back this year) says he's never eaten Chili's ribs.

Defining moment: Ice-cold "tableside" guacamole is simply dropped off at, well, the side of our table.

5. Applebee's Neighborhood Grill & Bar

Eat out in enough full-service chains, and the similarities become clear: None of them can cook broccoli right. Salmon is almost always overdone. Napkins are doled out like club passes on the Strip in Vegas. Bigger is often perceived as better. (When a friend's sangria, a ringer for spiked apple juice, shows up in a glass the size of a bird bath, I hear Miss Piggy in my head: Never eat anything bigger than your head, a rule that could also apply to drinks.) Also, if you don't feel like talking, you can often play games on the tabletop tablets, a distraction that also allows you to pay, even split bills, without interacting with your server.

All of the above is true at Applebee's, which nevertheless offers sufficient choices on its multiple plastic menus in its rec-room-dressed dining rooms to keep the brand interesting for discerning eaters. Skeptics can warm up to the mildly zesty Sriracha shrimp presented on tortilla strips and agreeable chicken tacos, the filling tucked into its wonton shells with a light slaw. Forget the arid ribs with their vaguely sweet glaze and the whiskey-bacon burger, best for its fried onion ringlets. Better than you might expect are the juicy-enough steak on the surf-and-turf combo and slices of lemony grilled chicken arranged on quinoa jazzed up with dried cranberries. The latter is a rarity among the chains: something relatively healthful that you could imagine actually finishing.

Claim to fame: $1 margaritas (Dollaritas) and Long Island Iced Teas.

Slogan: "Eatin' good in the neighborhood."

Best of the bunch: Sriracha shrimp, crunchy-spicy chicken wings, steak quesadillas, skin-on mashed potatoes, grilled chicken with quinoa and cranberries.

Steer clear of: Ribs, salmon, apple chimicheesecake (caramel apples and cheesecake wrapped in a tortilla and fried).

Tidbit: The original 1980 menu included quiche and quail.

Defining moment: A server says he won't charge us for playing games on our table screen, but then adds the cost ($1.99) to our bill.

4. Olive Garden

Unlike some of its competition, Olive Garden smells as if actual cooking is going on: The scents of Parmesan and garlic hang in the air when I walk in. I'm further charmed by the honesty of the bartender when I ask her for the best white wine, and she says, "I'm supposed to say Porto Vita, our house white," then suggests an unoaked chardonnay, Seven Suns, is superior. Of all the chain restaurants I surveyed, this one aspires to a modicum of sophistication servers are more than happy to proffer tastes of wines.

Brick arches and sepia photographs play up an Italian theme, but the popular breadsticks - pillowy wands seasoned with garlic salt, brushed with margarine and palatable only when warm - are wholly American, as is the kitchen's tendency to overcook its pastas. Steer clear of the three-dishes-on-one-platter Tour of Italy, whose chicken parmigiana and gloppy fettuccine Alfredo taste like nothing I've encountered in the Old World. (The herbed lasagna on the plate makes a better port of call.) A new item, citrus-glazed salmon served on "creamy citrus" Alfredo sauce, is by turns sweet and dull. You don't have to be a vegetarian to appreciate the fresh-tasting minestrone, thick with beans and tomato, and serious comfort can be found on a plate of spaghetti and meatballs, a "create your own pasta" selection. "More salad? More soup?" the friendly severs repeatedly ask. What the restaurant lacks in finesse it makes up with generosity.

Claim to fame: Unlimited breadsticks and bottomless salad bowls.

Slogan: "We're all family here."

Best of the bunch: Gratis wine tastes, minestrone, spaghetti with meatballs, tiramisu.

Steer clear of: Sangria that tastes like Kool-Aid for adults, Tour of Italy (not!).

Tidbit: The first restaurant was opened in 1982 by General Mills.

Defining moment: The menu suggests you wash back fried lasagna bites with Blue Moon on draft.

3. Texas Roadhouse

Texas Roadhouse Photo: Shutterstock

Talk about a howdy! Country music welcomes customers even from the outside. En route to a table, diners pass a scarlet display of raw meat that primes carnivores for lunch or dinner. Buckets of in-their-shell peanuts help stave off hunger while you peruse the menu. Like a number of chains, this one makes some noise for birthday celebrants, but this pine-walled roadhouse is the only brand I know that invites them to sit on a saddle-on-wheels while they're being feted with staff-led cheering and clapping. Beef is your friend here, be it in a bowl of zippy chili, chopped steak under a cover of cheese and caramelised onions or an agreeable rib-eye cooked the colour you ask and best paired with mashed potatoes cratered with cream gravy.

The initial bear hug of hospitality, which includes a drop-off of fresh-baked, butter-brushed, slightly sweet rolls, can't mask some flaws, among them stiff catfish and dry pulled pork, the mass humiliated with a sweet barbecue sauce. (And my sticky plastic menu makes me wish more chains wiped their lists down, along with booths, after every use. No one wants to feel a stranger's fingerprints.) But this establishment does enough well to become your choice between like brands. Indeed, the most pleasant surprise is the Cactus Blossom, a whole deep-fried onion, each bronzed slice crunchy, peppery - and far less greasy - than the bloomin' draw at the place that pretends to take you Down Under.

Cuisine: Steaks with a Western theme.

Claim to fame: Steaks cut by hand and fresh-baked bread.

Slogan: "Legendary food, legendary service."

Best of the bunch: Most anything starring beef, mashed potatoes, Cactus Blossom.

Steer clear of: Pulled pork (dry) and catfish (stiff).

Tidbit: Each branch employs a butcher and a baker.

Defining moment: Looking for the restroom, I'm pointed to the "outhouse" sign.

2. Denny's

Breakfast at Denny's Photo: Alamy

The cheeseburger? It's a whopper. Bite down on the construction, built with a bun that's freckled with sesame seeds, and the crusty patty might squirt juices - you know, like a decent hamburger might. The piping-hot fries are memorable more for their churro-like ridges than any potato flavour, but that means you might have room for the brownielike chocolate lava cake, a knockoff of the molten chocolate cake made famous decades ago by the esteemed Jean-Georges Vongerichten in New York. (Chains are good at identifying fancy food trends and rethinking them for the masses.)

Breakfast is a 'round-the-clock option. I'm partial to the fluffy pancakes with their lacy edges, and I'd like the "loaded" breakfast sandwich more if its shaved ham was less salty and the swollen package was easier to tackle my scrambled eggs slipped out when I chomped down. My go-to entree is spaghetti and meatballs, offered with a sauce that bridges sweetness and tang, and a buttery cushion of garlic toast. Lighter options include a pleasing chicken soup, sweet with carrots, and a dish of fresh fruit that brought together strawberries, apples and grapes. "Lemon for your water?" a server asks, just as waiters do in more upscale settings. My Uber driver asks for my review when he picks me up at what he said was his favourite location in Washington. Turns out he likes to go on Sundays, when gospel music is part of the mix. Then and there, he tells me, "It feels like my grandfather's." Proof, in other words, that chains can be personal.

Claim to fame: The Grand Slam, starring pancakes, eggs, bacon strips and sausage links.

Slogan: "America's diner is always open."

Best of the bunch: Pancakes, hash browns, spaghetti and meatballs, warm chocolate lava cake.

Steer clear of: Seasonal specials such as pancakes smothered in what tastes like white chocolate with orange zest.

Tidbit: The chain made a special menu for several Hobbit movies.

Defining moment: Getting a Value Menu, with meals for as little as $4.

1. Cracker Barrel Old Country Store

Especially after eating a lot of food that tasted as if it came from a factory rather than a kitchen, it was clear: No other chain restaurant in my months-long survey comes as close to home cooking as this operation. If the chicken dumplings are a little doughy and the corn bread muffins prove a tad salty, just about everything else that crossed my lips in this barn-size dining room dressed with lanterns and license plates is something I'd be happy to try again. Seconds, please, of the tasty meatloaf streaked with vegetables, tender roast beef with peppery brown gravy, and lemony, skin-on trout fillets, a weekly special. You don't have to eat rich here a side of fruit brims with fresh pineapple, blackberries and blueberries, although the not-too-sweet pecan pie is worth the detour from any diet.

The all-American food is only part of Cracker Barrel's charm. To reach the restaurant proper, you cross a porch set with rocking chairs (they're for sale) and pass through a folksy retail store peddling candy, regional sodas, clothing, toys and Gwen Stefani's Christmas release. Country music and a crackling fire - you read that right, the restaurant comes with a hearth - right any wrong you may have suffered that day, and the service couldn't be more personable. Is the welcome mat out for everyone? An unfortunate history of corporate racism and discrimination has been addressed in recent years with inclusive declarations on the company's website. An imbiber's regret: no wine or beer to enjoy with my meals. Soda glasses are refilled without your having to ask, requests are met with "yes, sir" or "ma'am," and should staff members see you struggling with a bag of leftovers, they rush over to help. Yes, I take what I can't finish home with me. And every bite of those thin, well-seasoned pork chops, part of a "country boy" platter with fried apples and cheesy hash browns, makes me think of my grandmother - a feat matched by no other chain in my survey.

Cuisine: Southern-focused comfort food.

Claim to fame: Shopping and dining under one roof, and firing Brad's wife that time.

Slogan: "Pleasing People" reads the company's mission statement.

Best of the bunch: Meatloaf, pork chops, trout, macaroni and cheese, pecan pie.

Steer clear of: Pasty chicken and dumplings.

Tidbit: Every branch has an ox yoke and a horseshoe over the door and a traffic light over the restrooms.


Assista o vídeo: EP 49 ขายอาหารไทยบนรถ Food Truck ในหมบานคน#อาชพคนไทยในอเมรกา#foodtruck#ชวตคนไทยในอเมรกา