ao.mpmn-digital.com
Novas receitas

Jamba Juice visa consumidores saudáveis

Jamba Juice visa consumidores saudáveis



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.


Com a iminente decisão sobre a proibição de Nova York de bebidas açucaradas maiores que 16 onças, o status de bebidas ambíguas, como Jamba Juice Smoothies e Starbucks Frappuccinos foi questionado. Quando o Jamba Juice foi lançado em 1990, os smoothies eram vistos como uma opção saudável no cenário frequentemente confuso e indulgente de fast-food, mas, recentemente, o alto teor de açúcar e calorias dessas guloseimas deu-lhes uma má reputação. Agora, a marca está tentando mudar isso.

Nos últimos dois anos, a Jamba Juice trabalhou para evoluir sua imagem para uma marca mais preocupada com a saúde. Neste verão, a Jamba Juice lançou uma opção Make It Light, semelhante ao spin-off light Frappuccino da Starbucks. A opção light reduz em um terço as calorias e o açúcar de 10 vitaminas populares. Mais recentemente, a Jamba Juice criou o Conselho de Vida Saudável, composto por nutricionistas e nutricionistas, para empurrar a marca para um território saudável.

Embora o conteúdo de calorias e açúcar dessas misturas de frutas congeladas tenha sido questionado, é importante manter alguns fatores em mente. "O que o prefeito Bloomberg pretendia era tentar fazer com que as pessoas parassem de beber bebidas açucaradas por causa das calorias vazias", disse a nutricionista e membro do Conselho de Vida Saudável Elizabeth Ward ao Nation’s Restaurant News. "Um smoothie de 16 onças da Jamba Juice é cabeça e ombros acima de uma limonada ou refrigerante de 16 onças."

Frappuccinos cheios de gordura são freqüentemente consumidos como bebidas, embora a maioria tenha tantas calorias quanto uma refeição completa. No entanto, nem tudo é ruim no mundo das bebidas misturadas: um dos All-Fruit Smoothies da Jamba Juice contém três porções de frutas e apenas 250 calorias em um refrigerante de 16 onças, que serve como um lanche saudável ou parte de uma refeição. Disse Ward, "Fazer algo com menos calorias é ótimo, mas você também precisa olhar o que mais há, como maior teor de proteína ou as vitaminas e minerais que são fornecidos nessas bebidas. O foco está no que posso conseguir aquela xícara, e é para lá que a Jamba está indo. "

Ward disse que duvida que a proibição afete negativamente os negócios da Jamba. "Se os sucos de frutas estiverem isentos, eu presumiria que os smoothies de frutas estariam isentos", disse ela. Portanto, se o seu Frappuccino favorito for excluído do menu, você ainda poderá encontrar uma alternativa mais saudável em um Jamba Juice All-Fruit Smoothie - ele só pode não satisfazer seu desejo de chocolate ou chantilly.


21 Estatísticas e tendências da indústria de sucos

Nos Estados Unidos, mais de 30% dos americanos não recebem o número recomendado de porções na categoria de frutas e vegetais. Apenas 2,7% dos americanos alcançam as quatro métricas críticas que fazem parte de um estilo de vida saudável: evitar drogas ou fumar, comer bem, fazer exercícios e manter um nível de gordura corporal saudável.

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar essa estatística é saborear os produtos oferecidos em uma lanchonete local de sucos naturais. Na última década, a indústria de sucos em barra cresceu e se tornou um mercado global avaliado em US $ 9 bilhões. Os Estados Unidos contribuem com US $ 2,2 bilhões para esse valor. Isso criou uma tendência em que a indústria está observando um crescimento consistente ano a ano de 7% ou mais.

No total, cerca de 971 milhões de caixas de sucos e drinks são vendidas a cada ano, muitas chegando à indústria de sucos.

Estatísticas interessantes da indústria de sucos

# 1. Existem mais de 5.200 lojas de sucos nos Estados Unidos no momento, lideradas por nomes como Jamba Juice e Smoothie King. Eles são responsáveis ​​por um total de 52.000 oportunidades de emprego direto. (IBIS World)

# 2. Mais de 215.000 toneladas de produção de suco de laranja ocorrem nos Estados Unidos a cada ano. O preço médio de varejo para uma caixa de sucos ou sucos é de US $ 10,53. (Estatista)

# 3. Cerca de 45.000 toneladas de suco de laranja são exportadas a cada ano, enquanto os EUA também importam 330.000 toneladas de suco para suprir a demanda interna. (Estatista)

# 4. Os sucos engarrafados respondem por US $ 7,1 bilhões em vendas a cada ano, com 23% dos americanos afirmando que bebem sucos pelo menos uma vez por dia. A pessoa média consome mais de 6,5 litros de suco ao longo de um ano. (Estatista)

# 5. Por conta própria, os limpadores de suco e produtos relacionados contribuem com US $ 3,4 bilhões para a indústria como um todo, tornando este produto um componente-chave da “revolução dos alimentos limpos” que está acontecendo atualmente. (Forbes)

# 6. Os sucos concentrados para bebidas tiveram a maior queda como segmento da indústria, perdendo 49% de seu volume e 24% de seu valor em dólares. Os sucos engarrafados têm forte desempenho para as barras de sucos, com valor acima de 2,2%, apesar de uma queda no volume de 0,5%. (Alimentos Preparados)

# 7. O suco de laranja representa 37% do volume de vendas fora do comércio nos Estados Unidos. Isso o torna a opção mais popular para os consumidores. (Alimentos Preparados)

# 8. As vendas de suco premium em dólares no atacado cresceram 11% desde 2000, passando de US $ 582 milhões para US $ 2,2 bilhões ao longo do tempo. (Alimentos Preparados)

# 9. A maioria das pessoas prefere consumir produtos com suco 100% ao visitar uma lanchonete, loja ou mercado. É responsável por dois terços do consumo de suco que ocorre nos EUA a cada ano. (Alimentos Preparados)

# 10. Quanto aos produtos de marca que são vendidos pela comunidade de bares de sucos, a PepsiCo domina a tendência de bebidas à base de sucos e produtos de suco, detendo 41% do mercado. A Coca-Cola vem em segundo lugar, mas controla apenas 12% do mercado americano. Na verdade, a sopa Campbell é a terceira, com uma participação de mercado de 8,5%. (Alimentos Preparados)

# 11. 68% dos americanos afirmam que pagariam mais por seus sucos se soubessem com vantagem que não contêm ingredientes indesejáveis. 61% disseram que pagariam mais por sucos com listas de ingredientes mais curtas. (Alimentos Preparados)

# 12. De 2010 a 2015, os smoothies cresceram 120%, gerando US $ 2 bilhões em vendas anuais. (IBIS World)

# 13. 23% dos consumidores nos Estados Unidos dizem que comeram um suco ou um smoothie no dia anterior. Outros 23% dizem que tiveram pelo menos um na semana passada. Apenas 17% dos consumidores dizem que não bebem sucos ou smoothies. (AYTM)

# 14. 60% dos consumidores dizem que compram seus sucos preferidos no supermercado. Apenas 1 em cada 5 pessoas nos EUA afirma que vai regularmente a uma lanchonete para obter sua bebida preferida. (AYTM)

# 15. Morango é o sabor mais popular de smoothie produzido, seguido por laranja, baga e maçã. (AYTM)

# 16. 61% das pessoas afirmam que tentam beber bebidas saudáveis ​​sempre que podem. 64% das pessoas afirmam considerar que um suco é uma bebida saudável. (AYTM)

# 17. Apenas 2% das pessoas se preocupam com a marca associada ao suco que estão bebendo. Em comparação, 40% das pessoas dizem que o sabor ou sabor do suco ou smoothie é sua prioridade. (AYTM)

# 18. 26% dos consumidores que bebem sucos dizem que têm “certa probabilidade” de ir a uma lanchonete no próximo ano para comprar um produto. Depois de fazer uma viagem, 48% das pessoas disseram que provavelmente iriam em outra época do ano. (AYTM)

# 19. Para sucos premium, a faixa de preço se tornou um item premium, com alguns menus oferecendo produtos a US $ 12 por porção. Isso contrasta com o mercado de smoothies, onde os itens podem ser comprados por US $ 4 ou menos na maioria das circunstâncias. (Franquia Chatter)

# 20. Ter suco espremido na hora como parte de suas ofertas de menu fez com que a Jamba Juice relatasse uma vida de 4% nas vendas comparáveis ​​na loja ano após ano já em 2014. (Franchise Chatter)

# 21. Mais de US $ 500 milhões em vendas geradas pela Jamba Juice todos os anos. Ela domina o setor, com a maioria das outras grandes franquias gerando menos de US $ 50 milhões por ano em vendas. (Franquia Chatter)

Tendências e análises da indústria de sucos

Muitas tendências de saúde surgiram e desapareceram ao longo dos anos. Um dos poucos que conseguiu se manter é o desejo por sucos e smoothies feitos com ingredientes naturais. A indústria de sucos é capaz de fornecer ambos os produtos aos consumidores, junto com vitaminas e minerais adicionados quando desejado, para criar um estilo de vida alimentar mais saudável.

Os clientes que se envolvem com a indústria de sucos com frequência dizem que estão mais preocupados com a saúde do que antes, apreciam o maior teor de fibras dos alimentos e gostam do fato de os produtos serem prontos para uso.

Os Estados Unidos atualmente controlam até 40% da participação no mercado global em alguns dos segmentos de categoria da indústria. O potencial de crescimento futuro é enorme, com mais de US $ 650 milhões em receitas possíveis nos próximos 5 anos.

83% dos consumidores dizem que preferem um smoothie à base de frutas em vez de um smoothie à base de laticínios. Se essa tendência se mantiver, será uma ótima notícia para a indústria de sucos.


21 Estatísticas e tendências da indústria de sucos

Nos Estados Unidos, mais de 30% dos americanos não recebem o número recomendado de porções na categoria de frutas e vegetais. Apenas 2,7% dos americanos alcançam as quatro métricas críticas que fazem parte de um estilo de vida saudável: evitar drogas ou fumar, comer bem, fazer exercícios e manter um nível de gordura corporal saudável.

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar essa estatística é saborear os produtos oferecidos em uma lanchonete local de sucos naturais. Na última década, a indústria de sucos em barra cresceu e se tornou um mercado global avaliado em US $ 9 bilhões. Os Estados Unidos contribuem com US $ 2,2 bilhões para esse valor. Isso criou uma tendência em que a indústria está observando um crescimento consistente ano a ano de 7% ou mais.

No total, cerca de 971 milhões de caixas de sucos e drinks são vendidas a cada ano, muitas chegando à indústria de sucos.

Estatísticas interessantes da indústria de sucos

# 1. Existem mais de 5.200 lojas de sucos nos Estados Unidos no momento, lideradas por nomes como Jamba Juice e Smoothie King. Eles são responsáveis ​​por um total de 52.000 oportunidades de emprego direto. (IBIS World)

# 2. Mais de 215.000 toneladas de produção de suco de laranja ocorrem nos Estados Unidos a cada ano. O preço médio de varejo para uma caixa de sucos ou sucos é de US $ 10,53. (Estatista)

# 3. Cerca de 45.000 toneladas de suco de laranja são exportadas a cada ano, enquanto os EUA também importam 330.000 toneladas de suco para suprir a demanda interna. (Estatista)

# 4. Os sucos engarrafados respondem por US $ 7,1 bilhões em vendas a cada ano, com 23% dos americanos dizendo que bebem sucos pelo menos uma vez por dia. A pessoa média consome mais de 6,5 litros de suco ao longo de um ano. (Estatista)

# 5. Por conta própria, os limpadores de suco e produtos relacionados contribuem com US $ 3,4 bilhões para a indústria como um todo, tornando este produto um componente-chave da “revolução dos alimentos limpos” que está acontecendo atualmente. (Forbes)

# 6. Os sucos concentrados para bebidas tiveram a maior queda como segmento da indústria, perdendo 49% de seu volume e 24% de seu valor em dólares. Os sucos engarrafados têm forte desempenho para as barras de sucos, com valor acima de 2,2%, apesar de uma queda no volume de 0,5%. (Alimentos Preparados)

# 7. O suco de laranja representa 37% do volume de vendas fora do comércio nos Estados Unidos. Isso o torna a opção mais popular para os consumidores. (Alimentos Preparados)

# 8. As vendas de suco premium em dólares no atacado cresceram 11% desde 2000, passando de US $ 582 milhões para US $ 2,2 bilhões ao longo do tempo. (Alimentos Preparados)

# 9. A maioria das pessoas prefere consumir produtos com suco 100% ao visitar uma lanchonete, loja ou mercado. É responsável por dois terços do consumo de suco que ocorre nos EUA a cada ano. (Alimentos Preparados)

# 10. Quanto aos produtos de marca que são vendidos pela comunidade de bares de suco, a PepsiCo domina a tendência de bebidas e produtos de suco, detendo 41% do mercado. A Coca-Cola vem em segundo lugar, mas controla apenas 12% do mercado americano. Na verdade, a sopa Campbell é a terceira, com uma participação de mercado de 8,5%. (Alimentos Preparados)

# 11. 68% dos americanos afirmam que pagariam mais por seus sucos se soubessem com vantagem que não contêm ingredientes indesejáveis. 61% disseram que pagariam mais por sucos que tivessem listas de ingredientes mais curtas. (Alimentos Preparados)

# 12. De 2010 a 2015, os smoothies cresceram 120%, gerando US $ 2 bilhões em vendas anuais. (IBIS World)

# 13. 23% dos consumidores nos Estados Unidos dizem que comeram um suco ou um smoothie no dia anterior. Outros 23% dizem que tiveram pelo menos um na semana passada. Apenas 17% dos consumidores dizem que não bebem sucos ou smoothies. (AYTM)

# 14. 60% dos consumidores dizem que compram seus sucos preferidos no supermercado. Apenas 1 em cada 5 pessoas nos EUA afirma que vai regularmente a uma lanchonete para obter sua bebida preferida. (AYTM)

# 15. Morango é o sabor mais popular de smoothie produzido, seguido por laranja, baga e maçã. (AYTM)

# 16. 61% das pessoas afirmam que tentam beber bebidas saudáveis ​​sempre que podem. 64% das pessoas afirmam considerar que um suco é uma bebida saudável. (AYTM)

# 17. Apenas 2% das pessoas se preocupam com a marca associada ao suco que estão bebendo. Em comparação, 40% das pessoas dizem que o sabor ou sabor do suco ou smoothie é sua prioridade. (AYTM)

# 18. 26% dos consumidores que bebem sucos dizem que têm “certa probabilidade” de ir a uma lanchonete no próximo ano para comprar um produto. Depois de fazer uma viagem, 48% das pessoas disseram que provavelmente iriam em outra época do ano. (AYTM)

# 19. Para sucos premium, a faixa de preço se tornou um item premium, com alguns menus oferecendo produtos a US $ 12 por porção. Isso contrasta com o mercado de smoothies, onde os itens podem ser comprados por US $ 4 ou menos na maioria das circunstâncias. (Franquia Chatter)

# 20. Ter suco espremido na hora como parte de suas ofertas de menu fez com que a Jamba Juice relatasse uma vida de 4% nas vendas comparáveis ​​na loja ano após ano já em 2014. (Franchise Chatter)

# 21. Mais de US $ 500 milhões em vendas geradas pela Jamba Juice todos os anos. Ela domina o setor, com a maioria das outras grandes franquias gerando menos de US $ 50 milhões por ano em vendas. (Franquia Chatter)

Tendências e análises da indústria de sucos

Muitas tendências de saúde surgiram e desapareceram ao longo dos anos. Um dos poucos que conseguiu se manter é o desejo por sucos e smoothies feitos com ingredientes naturais. A indústria de sucos é capaz de fornecer ambos os produtos aos consumidores, junto com vitaminas e minerais adicionados quando desejado, para criar um estilo de vida alimentar mais saudável.

Os clientes que se envolvem com a indústria de sucos com frequência dizem que estão mais preocupados com a saúde do que antes, apreciam o maior teor de fibras dos alimentos e gostam do fato de os produtos serem prontos para uso.

Os Estados Unidos atualmente controlam até 40% da participação de mercado global em alguns dos segmentos de categoria da indústria. O potencial de crescimento futuro é enorme, com mais de US $ 650 milhões em receitas possíveis nos próximos 5 anos.

83% dos consumidores dizem que preferem um smoothie à base de frutas em vez de um smoothie à base de laticínios. Se essa tendência se mantiver, será uma ótima notícia para a indústria de sucos.


21 Estatísticas e tendências da indústria de sucos

Nos Estados Unidos, mais de 30% dos americanos não recebem o número recomendado de porções na categoria de frutas e vegetais. Apenas 2,7% dos americanos alcançam as quatro métricas críticas que fazem parte de um estilo de vida saudável: evitar drogas ou fumar, comer bem, fazer exercícios e manter um nível de gordura corporal saudável.

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar essa estatística é saborear os produtos oferecidos em uma lanchonete local de sucos naturais. Na última década, a indústria de sucos em barra cresceu e se tornou um mercado global avaliado em US $ 9 bilhões. Os Estados Unidos contribuem com US $ 2,2 bilhões para esse valor. Isso criou uma tendência em que a indústria está observando um crescimento consistente ano a ano de 7% ou mais.

No total, cerca de 971 milhões de caixas de sucos e drinks são vendidas a cada ano, muitas chegando à indústria de sucos.

Estatísticas interessantes da indústria de sucos

# 1. Existem mais de 5.200 lojas de sucos nos Estados Unidos no momento, lideradas por nomes como Jamba Juice e Smoothie King. Eles são responsáveis ​​por um total de 52.000 oportunidades de emprego direto. (IBIS World)

# 2. Mais de 215.000 toneladas de produção de suco de laranja ocorrem nos Estados Unidos a cada ano. O preço médio de varejo para uma caixa de sucos ou sucos é de US $ 10,53. (Estatista)

# 3. Cerca de 45.000 toneladas de suco de laranja são exportadas a cada ano, enquanto os EUA também importam 330.000 toneladas de suco para suprir a demanda interna. (Estatista)

# 4. Os sucos engarrafados respondem por US $ 7,1 bilhões em vendas a cada ano, com 23% dos americanos afirmando que bebem sucos pelo menos uma vez por dia. A pessoa média consome mais de 6,5 litros de suco ao longo de um ano. (Estatista)

# 5. Por conta própria, os limpadores de suco e produtos relacionados contribuem com US $ 3,4 bilhões para a indústria como um todo, tornando este produto um componente-chave da “revolução dos alimentos limpos” que está acontecendo atualmente. (Forbes)

# 6. Os sucos concentrados para bebidas tiveram a maior queda como segmento da indústria, perdendo 49% de seu volume e 24% de seu valor em dólares. Os sucos engarrafados têm forte desempenho para as barras de sucos, com valor acima de 2,2%, apesar de uma queda no volume de 0,5%. (Alimentos Preparados)

# 7. O suco de laranja representa 37% do volume de vendas fora do comércio nos Estados Unidos. Isso o torna a opção mais popular para os consumidores. (Alimentos Preparados)

# 8. As vendas de suco premium em dólares no atacado cresceram 11% desde 2000, passando de US $ 582 milhões para US $ 2,2 bilhões ao longo do tempo. (Alimentos Preparados)

# 9. A maioria das pessoas prefere consumir produtos com suco 100% ao visitar uma lanchonete, loja ou mercado. É responsável por dois terços do consumo de suco que ocorre nos EUA a cada ano. (Alimentos Preparados)

# 10. Quanto aos produtos de marca que são vendidos pela comunidade de bares de suco, a PepsiCo domina a tendência de bebidas e produtos de suco, detendo 41% do mercado. A Coca-Cola vem em segundo lugar, mas controla apenas 12% do mercado americano. Na verdade, a sopa Campbell é a terceira, com uma participação de mercado de 8,5%. (Alimentos Preparados)

# 11. 68% dos americanos afirmam que pagariam mais por seus sucos se soubessem com vantagem que não contêm ingredientes indesejáveis. 61% disseram que pagariam mais por sucos que tivessem listas de ingredientes mais curtas. (Alimentos Preparados)

# 12. De 2010 a 2015, os smoothies cresceram 120%, gerando US $ 2 bilhões em vendas anuais. (IBIS World)

# 13. 23% dos consumidores nos Estados Unidos dizem que comeram um suco ou um smoothie no dia anterior. Outros 23% dizem que tiveram pelo menos um na semana passada. Apenas 17% dos consumidores dizem que não bebem sucos ou smoothies. (AYTM)

# 14. 60% dos consumidores dizem que compram seus sucos preferidos no supermercado. Apenas 1 em cada 5 pessoas nos EUA afirma que vai regularmente a uma lanchonete para obter sua bebida preferida. (AYTM)

# 15. Morango é o sabor mais popular de smoothie produzido, seguido por laranja, baga e maçã. (AYTM)

# 16. 61% das pessoas afirmam que tentam beber bebidas saudáveis ​​sempre que podem. 64% das pessoas afirmam considerar que um suco é uma bebida saudável. (AYTM)

# 17. Apenas 2% das pessoas se preocupam com a marca associada ao suco que estão bebendo. Em comparação, 40% das pessoas dizem que o sabor ou sabor do suco ou smoothie é sua prioridade. (AYTM)

# 18. 26% dos consumidores que bebem sucos dizem que têm “certa probabilidade” de ir a uma lanchonete no próximo ano para comprar um produto. Depois de fazer uma viagem, 48% das pessoas disseram que provavelmente iriam em outra época do ano. (AYTM)

# 19. Para sucos premium, a faixa de preço se tornou um item premium, com alguns menus oferecendo produtos a US $ 12 por porção. Isso contrasta com o mercado de smoothies, onde os itens podem ser comprados por US $ 4 ou menos na maioria das circunstâncias. (Franquia Chatter)

# 20. Ter suco espremido na hora como parte de suas ofertas de menu fez com que a Jamba Juice relatasse uma vida de 4% nas vendas comparáveis ​​na loja ano após ano já em 2014. (Franchise Chatter)

# 21. Mais de US $ 500 milhões em vendas geradas pela Jamba Juice todos os anos. Ela domina o setor, com a maioria das outras grandes franquias gerando menos de US $ 50 milhões por ano em vendas. (Franquia Chatter)

Tendências e análises da indústria de sucos

Muitas tendências de saúde surgiram e desapareceram ao longo dos anos. Um dos poucos que conseguiu se manter é o desejo por sucos e smoothies feitos com ingredientes naturais. A indústria de sucos é capaz de fornecer ambos os produtos aos consumidores, junto com vitaminas e minerais adicionados quando desejado, para criar um estilo de vida alimentar mais saudável.

Os clientes que se envolvem com a indústria de sucos com frequência dizem que estão mais preocupados com a saúde do que antes, apreciam o maior teor de fibras dos alimentos e gostam do fato de os produtos serem prontos para uso.

Os Estados Unidos atualmente controlam até 40% da participação de mercado global em alguns dos segmentos de categoria da indústria. O potencial de crescimento futuro é enorme, com mais de US $ 650 milhões em receitas possíveis nos próximos 5 anos.

83% dos consumidores dizem que preferem um smoothie à base de frutas em vez de um smoothie à base de laticínios. Se essa tendência se mantiver, será uma ótima notícia para a indústria de sucos.


21 Estatísticas e tendências da indústria de sucos

Nos Estados Unidos, mais de 30% dos americanos não recebem o número recomendado de porções na categoria de frutas e vegetais. Apenas 2,7% dos americanos alcançam as quatro métricas críticas que fazem parte de um estilo de vida saudável: evitar drogas ou fumar, comer bem, fazer exercícios e manter um nível de gordura corporal saudável.

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar essa estatística é saborear os produtos oferecidos em uma lanchonete local de sucos naturais. Na última década, a indústria de sucos em barra cresceu e se tornou um mercado global avaliado em US $ 9 bilhões. Os Estados Unidos contribuem com US $ 2,2 bilhões para esse valor. Isso criou uma tendência em que a indústria está observando um crescimento consistente ano a ano de 7% ou mais.

No total, cerca de 971 milhões de caixas de sucos e drinks são vendidas a cada ano, muitas chegando à indústria de sucos.

Estatísticas interessantes da indústria de sucos

# 1. Existem mais de 5.200 lojas de sucos nos Estados Unidos no momento, lideradas por nomes como Jamba Juice e Smoothie King. Eles são responsáveis ​​por um total de 52.000 oportunidades de emprego direto. (IBIS World)

# 2. Mais de 215.000 toneladas de produção de suco de laranja ocorrem nos Estados Unidos a cada ano. O preço médio de varejo para uma caixa de sucos ou sucos é de US $ 10,53. (Estatista)

# 3. Cerca de 45.000 toneladas de suco de laranja são exportadas a cada ano, enquanto os EUA também importam 330.000 toneladas de suco para suprir a demanda interna. (Estatista)

# 4. Os sucos engarrafados respondem por US $ 7,1 bilhões em vendas a cada ano, com 23% dos americanos afirmando que bebem sucos pelo menos uma vez por dia. A pessoa média consome mais de 6,5 litros de suco ao longo de um ano. (Estatista)

# 5. Por conta própria, os sucos limpadores e produtos relacionados contribuem com US $ 3,4 bilhões para a indústria em geral, tornando este produto um componente-chave da “revolução dos alimentos limpos” que está acontecendo atualmente. (Forbes)

# 6. Os sucos concentrados para bebidas tiveram a maior queda como segmento da indústria, perdendo 49% de seu volume e 24% de seu valor em dólares. Os sucos engarrafados têm forte desempenho para as barras de sucos, com valor acima de 2,2%, apesar de uma queda no volume de 0,5%. (Alimentos Preparados)

# 7. O suco de laranja representa 37% do volume de vendas fora do comércio nos Estados Unidos. Isso o torna a opção mais popular para os consumidores. (Alimentos Preparados)

# 8. As vendas de suco premium em dólares no atacado cresceram 11% desde 2000, passando de US $ 582 milhões para US $ 2,2 bilhões ao longo do tempo. (Alimentos Preparados)

# 9. A maioria das pessoas prefere consumir produtos com suco 100% ao visitar uma lanchonete, loja ou mercado. É responsável por dois terços do consumo de suco que ocorre nos EUA a cada ano. (Alimentos Preparados)

# 10. Quanto aos produtos de marca que são vendidos pela comunidade de bares de suco, a PepsiCo domina a tendência de bebidas e produtos de suco, detendo 41% do mercado. A Coca-Cola vem em segundo lugar, mas controla apenas 12% do mercado americano. Na verdade, a Campbell Soup é a terceira, com 8,5% do mercado. (Alimentos Preparados)

# 11. 68% dos americanos afirmam que pagariam mais por seus sucos se soubessem com vantagem que não contêm ingredientes indesejáveis. 61% disseram que pagariam mais por sucos com listas de ingredientes mais curtas. (Alimentos Preparados)

# 12. De 2010 a 2015, os smoothies cresceram 120%, gerando US $ 2 bilhões em vendas anuais. (IBIS World)

# 13. 23% dos consumidores nos Estados Unidos dizem que comeram um suco ou um smoothie no dia anterior. Outros 23% dizem que tiveram pelo menos um na semana passada. Apenas 17% dos consumidores dizem que não bebem sucos ou smoothies. (AYTM)

# 14. 60% dos consumidores dizem que compram seus sucos preferidos no supermercado. Apenas 1 em cada 5 pessoas nos EUA afirma que vai regularmente a uma lanchonete para obter sua bebida preferida. (AYTM)

# 15. Morango é o sabor mais popular de smoothie produzido, seguido por laranja, baga e maçã. (AYTM)

# 16. 61% das pessoas afirmam que tentam beber bebidas saudáveis ​​sempre que podem. 64% das pessoas afirmam considerar que um suco é uma bebida saudável. (AYTM)

# 17. Apenas 2% das pessoas se preocupam com a marca associada ao suco que estão bebendo. Em comparação, 40% das pessoas dizem que o sabor ou sabor do suco ou smoothie é sua prioridade. (AYTM)

# 18. 26% dos consumidores que bebem sucos dizem que têm “certa probabilidade” de ir a uma lanchonete no próximo ano para comprar um produto. Depois de fazer uma viagem, 48% das pessoas disseram que provavelmente iriam em outra época do ano. (AYTM)

# 19. Para sucos premium, a faixa de preço se tornou um item premium, com alguns menus oferecendo produtos a US $ 12 por porção. Isso contrasta com o mercado de smoothies, onde os itens podem ser comprados por US $ 4 ou menos na maioria das circunstâncias. (Franquia Chatter)

# 20. Ter suco espremido na hora como parte de suas ofertas de menu fez com que a Jamba Juice relatasse uma vida de 4% nas vendas comparáveis ​​na loja ano após ano já em 2014. (Franchise Chatter)

# 21. Mais de US $ 500 milhões em vendas geradas pela Jamba Juice todos os anos. Ela domina o setor, com a maioria das outras grandes franquias gerando menos de US $ 50 milhões por ano em vendas. (Franquia Chatter)

Tendências e análises da indústria de sucos

Muitas tendências de saúde surgiram e desapareceram ao longo dos anos. Um dos poucos que conseguiu se manter é o desejo por sucos e smoothies feitos com ingredientes naturais. A indústria de sucos é capaz de fornecer ambos os produtos aos consumidores, junto com vitaminas e minerais adicionados quando desejado, para criar um estilo de vida alimentar mais saudável.

Os clientes que se envolvem com a indústria de sucos com frequência dizem que estão mais preocupados com a saúde do que antes, apreciam o maior teor de fibras dos alimentos e gostam do fato de os produtos serem prontos para uso.

Os Estados Unidos atualmente controlam até 40% da participação de mercado global em alguns dos segmentos de categoria da indústria. O potencial de crescimento futuro é enorme, com mais de US $ 650 milhões em receitas possíveis nos próximos 5 anos.

83% dos consumidores dizem que preferem um smoothie à base de frutas em vez de um smoothie à base de laticínios. Se essa tendência se mantiver, será uma ótima notícia para a indústria de sucos.


21 Estatísticas e tendências da indústria de sucos

Nos Estados Unidos, mais de 30% dos americanos não recebem o número recomendado de porções na categoria de frutas e vegetais. Apenas 2,7% dos americanos alcançam as quatro métricas críticas que fazem parte de um estilo de vida saudável: evitar drogas ou fumar, comer bem, fazer exercícios e manter um nível de gordura corporal saudável.

Uma das maneiras mais fáceis de melhorar essa estatística é saborear os produtos oferecidos em uma lanchonete local de sucos naturais. Na última década, a indústria de sucos em barra cresceu e se tornou um mercado global avaliado em US $ 9 bilhões. Os Estados Unidos contribuem com US $ 2,2 bilhões para esse valor. Isso criou uma tendência em que a indústria está observando um crescimento consistente ano a ano de 7% ou mais.

No total, cerca de 971 milhões de caixas de sucos e drinks são vendidas a cada ano, muitas chegando à indústria de sucos.

Estatísticas interessantes da indústria de sucos

# 1. Existem mais de 5.200 lojas de sucos nos Estados Unidos no momento, lideradas por nomes como Jamba Juice e Smoothie King. Eles são responsáveis ​​por um total de 52.000 oportunidades de emprego direto. (IBIS World)

# 2. Mais de 215.000 toneladas de produção de suco de laranja ocorrem nos Estados Unidos a cada ano. O preço médio de varejo para uma caixa de sucos ou sucos é de US $ 10,53. (Estatista)

# 3. Cerca de 45.000 toneladas de suco de laranja são exportadas a cada ano, enquanto os EUA também importam 330.000 toneladas de suco para suprir a demanda interna. (Estatista)

# 4. Os sucos engarrafados respondem por US $ 7,1 bilhões em vendas a cada ano, com 23% dos americanos afirmando que bebem sucos pelo menos uma vez por dia. A pessoa média consome mais de 6,5 litros de suco ao longo de um ano. (Estatista)

# 5. Por conta própria, os limpadores de suco e produtos relacionados contribuem com US $ 3,4 bilhões para a indústria como um todo, tornando este produto um componente-chave da “revolução dos alimentos limpos” que está acontecendo atualmente. (Forbes)

# 6. Os sucos concentrados para bebidas tiveram a maior queda como segmento da indústria, perdendo 49% de seu volume e 24% de seu valor em dólares. Os sucos engarrafados têm forte desempenho para as barras de suco, com valor acima de 2,2%, apesar de uma queda no volume de 0,5%. (Alimentos Preparados)

# 7. O suco de laranja representa 37% do volume de vendas fora do comércio nos Estados Unidos. Isso o torna a opção mais popular para os consumidores. (Alimentos Preparados)

# 8. As vendas de suco premium em dólares no atacado cresceram 11% desde 2000, passando de US $ 582 milhões para US $ 2,2 bilhões ao longo do tempo. (Alimentos Preparados)

# 9. A maioria das pessoas prefere consumir produtos com suco 100% ao visitar uma lanchonete, loja ou mercado. É responsável por dois terços do consumo de suco que ocorre nos EUA a cada ano. (Alimentos Preparados)

# 10. Quanto aos produtos de marca que são vendidos pela comunidade de bares de sucos, a PepsiCo domina a tendência de bebidas à base de sucos e produtos de suco, detendo 41% do mercado. A Coca-Cola vem em segundo lugar, mas controla apenas 12% do mercado americano. Na verdade, a Campbell Soup é a terceira, com 8,5% do mercado. (Alimentos Preparados)

# 11. 68% dos americanos afirmam que pagariam mais por seus sucos se soubessem com vantagem que não contêm ingredientes indesejáveis. 61% disseram que pagariam mais por sucos que tivessem listas de ingredientes mais curtas. (Alimentos Preparados)

# 12. De 2010 a 2015, os smoothies cresceram 120%, gerando US $ 2 bilhões em vendas anuais. (IBIS World)

# 13. 23% dos consumidores nos Estados Unidos dizem que comeram um suco ou um smoothie no dia anterior. Outros 23% dizem que tiveram pelo menos um na semana passada. Apenas 17% dos consumidores dizem que não bebem sucos ou smoothies. (AYTM)

# 14. 60% dos consumidores dizem que compram seus sucos preferidos no supermercado. Only 1 in 5 people in the U.S. say that they regularly go to a juice bar to get their preferred beverage. (AYTM)

# 15. Strawberry is the most popular flavor of smoothie produced, followed by orange, berry, and apple. (AYTM)

# 16. 61% of people say that they try to drink healthy beverages whenever they can. 64% of people say that they consider a juice product to be a healthy beverage. (AYTM)

# 17. Only 2% of people care about the brand name that is associated with the juice product they are drinking. In comparison, 40% of people say that the taste or flavor of the juice or smoothie is their top priority. (AYTM)

# 18. 26% of consumers who drink juice products say that they are “somewhat likely” to go to a juice bar within the next year to purchase a product. After making one trip, 48% of people said that they are likely to go another time within the year. (AYTM)

#19. For premium juice products, the price point has become a premium item, with some menus offering products at $12 per serving. That is in contrast to the smoothie market, where items can be purchased for $4 or less in most circumstances. (Franchise Chatter)

# 20. Having fresh-squeezed juice as part of their menu offerings caused Jamba Juice to report a 4% life in year-over-year comparable store sales as early as 2014. (Franchise Chatter)

# 21. More than $500 million in sales in generated by Jamba Juice every year. It dominates the industry, with most other large franchises generating less than $50 million per year in sales. (Franchise Chatter)

Juice Bar Industry Trends and Analysis

Many health trends have come and gone over the years. One of the few that has managed to stick around is the desire for juices and smoothies that are made with natural ingredients. The juice bar industry is able to provide both products to consumers, along with added vitamins and minerals when desired, to create a healthier eating lifestyle.

Customers who engage with the juice bar industry on a frequent basis say that they are more health conscious then before, enjoy the higher fiber content of the foods, and enjoy the fact that the products are grab-and-go.

The United States currently controls up to 40% of the global market share in some of the industry’s category segments. The potential for future growth is hug, with more than $650 million in revenues possible in the next 5-year period.

83% of consumers say that they prefer a fruit-based smoothie instead of a dairy-based smoothie. If that trend holds, it will be great news for the juice bar industry.


21 Juice Bar Industry Statistics and Trends

In the United States, over 30% of Americans do not get their recommended number of servings in the fruits and vegetables category. Only 2.7% of Americans reach the four critical metrics that are a part of a healthy lifestyle: avoiding drugs or smoking, eating well, exercising, and maintaining a healthy body fat level.

One of the easiest ways to improve this statistic is to enjoy the products offered from a local raw juice bar. In the past decade, the juice bar industry has grown into a global market that is valued at $9 billion. The United States contributes $2.2 billion to that figure. That has created a trend where the industry is seeing consistent year-over-year growth of 7% or more.

In total, about 971 million cases of juices and juice drinks are sold each year, with many reaching the juice bar industry.

Interesting Juice Bar Industry Statistics

# 1. There are more than 5,200 juice bar locations in the United States right now, led by names like Jamba Juice and Smoothie King. They are responsible for a total of 52,000 direct employment opportunities. (IBIS World)

# 2. More than 215,000 tons of orange juice production occurs in the United States each year. The average retail price for a case of juice drinks or juices is $10.53. (Statista)

# 3. About 45,000 tons of orange juice are exported each year, while the U.S. also imports 330,000 tons of juice to supplement domestic demand. (Statista)

# 4. Bottled juice products account for $7.1 billion in sales each year, with 23% of Americans saying that they drink juice products at least once per day. The average person will consume more than 6.5 gallons of juice over the course of a year. (Statista)

# 5. On their own, juice cleanses and related products contribute $3.4 billion to the overall industry, making this product a key component of the “clean food revolution” that is currently happening. (Forbes)

# 6. Juice drink concentrates saw the steepest slide as an industry segment, losing 49% of their volume and 24% of their dollar value. Bottled juices are a strong performer for juice bars, with value up 2.2% despite a decline in volume of 0.5%. (Prepared Foods)

# 7. Orange juice represents 37% of off-trade volume sales in the United States. That makes it the most popular option for consumers. (Prepared Foods)

# 8. Premium juice wholesale dollar sales grew by 11% since 2000, rising from $582 million to $2.2 billion over the time. (Prepared Foods)

# 9. Most people prefer to consume 100% juice products when they visit a juice bar, store, or market. It is responsible for two-thirds of the juice consumption which occurs in the U.S. each year. (Prepared Foods)

#10. As for name-brand products that are sold by the juice bar community, PepsiCo dominates the juice drinks and juice product trend, holding a 41% share of the market. Coca-Cola comes in second, but they only control 12% of the U.S. market. Campbell Soup is actually third, with an 8.5% market share. (Prepared Foods)

#11. 68% of Americans say that they would pay more for their juice products if they knew in advantage that it was free from undesirable ingredients. 61% said that they would pay more for juice products that had shorter ingredient lists. (Prepared Foods)

# 12. From 2010 to 2015, smoothies have grown by 120%, generating $2 billion in annual sales. (IBIS World)

#13. 23% of consumers in the United States say that they have had either a juice product or a smoothie in the past day. Another 23% say that they’ve had at least one in the past week. Only 17% of consumers say that they don’t drink juice or smoothie products. (AYTM)

#14. 60% of consumers say that they purchase their preferred juice products from the grocery store. Only 1 in 5 people in the U.S. say that they regularly go to a juice bar to get their preferred beverage. (AYTM)

# 15. Strawberry is the most popular flavor of smoothie produced, followed by orange, berry, and apple. (AYTM)

# 16. 61% of people say that they try to drink healthy beverages whenever they can. 64% of people say that they consider a juice product to be a healthy beverage. (AYTM)

# 17. Only 2% of people care about the brand name that is associated with the juice product they are drinking. In comparison, 40% of people say that the taste or flavor of the juice or smoothie is their top priority. (AYTM)

# 18. 26% of consumers who drink juice products say that they are “somewhat likely” to go to a juice bar within the next year to purchase a product. After making one trip, 48% of people said that they are likely to go another time within the year. (AYTM)

#19. For premium juice products, the price point has become a premium item, with some menus offering products at $12 per serving. That is in contrast to the smoothie market, where items can be purchased for $4 or less in most circumstances. (Franchise Chatter)

# 20. Having fresh-squeezed juice as part of their menu offerings caused Jamba Juice to report a 4% life in year-over-year comparable store sales as early as 2014. (Franchise Chatter)

# 21. More than $500 million in sales in generated by Jamba Juice every year. It dominates the industry, with most other large franchises generating less than $50 million per year in sales. (Franchise Chatter)

Juice Bar Industry Trends and Analysis

Many health trends have come and gone over the years. One of the few that has managed to stick around is the desire for juices and smoothies that are made with natural ingredients. The juice bar industry is able to provide both products to consumers, along with added vitamins and minerals when desired, to create a healthier eating lifestyle.

Customers who engage with the juice bar industry on a frequent basis say that they are more health conscious then before, enjoy the higher fiber content of the foods, and enjoy the fact that the products are grab-and-go.

The United States currently controls up to 40% of the global market share in some of the industry’s category segments. The potential for future growth is hug, with more than $650 million in revenues possible in the next 5-year period.

83% of consumers say that they prefer a fruit-based smoothie instead of a dairy-based smoothie. If that trend holds, it will be great news for the juice bar industry.


21 Juice Bar Industry Statistics and Trends

In the United States, over 30% of Americans do not get their recommended number of servings in the fruits and vegetables category. Only 2.7% of Americans reach the four critical metrics that are a part of a healthy lifestyle: avoiding drugs or smoking, eating well, exercising, and maintaining a healthy body fat level.

One of the easiest ways to improve this statistic is to enjoy the products offered from a local raw juice bar. In the past decade, the juice bar industry has grown into a global market that is valued at $9 billion. The United States contributes $2.2 billion to that figure. That has created a trend where the industry is seeing consistent year-over-year growth of 7% or more.

In total, about 971 million cases of juices and juice drinks are sold each year, with many reaching the juice bar industry.

Interesting Juice Bar Industry Statistics

# 1. There are more than 5,200 juice bar locations in the United States right now, led by names like Jamba Juice and Smoothie King. They are responsible for a total of 52,000 direct employment opportunities. (IBIS World)

# 2. More than 215,000 tons of orange juice production occurs in the United States each year. The average retail price for a case of juice drinks or juices is $10.53. (Statista)

# 3. About 45,000 tons of orange juice are exported each year, while the U.S. also imports 330,000 tons of juice to supplement domestic demand. (Statista)

# 4. Bottled juice products account for $7.1 billion in sales each year, with 23% of Americans saying that they drink juice products at least once per day. The average person will consume more than 6.5 gallons of juice over the course of a year. (Statista)

# 5. On their own, juice cleanses and related products contribute $3.4 billion to the overall industry, making this product a key component of the “clean food revolution” that is currently happening. (Forbes)

# 6. Juice drink concentrates saw the steepest slide as an industry segment, losing 49% of their volume and 24% of their dollar value. Bottled juices are a strong performer for juice bars, with value up 2.2% despite a decline in volume of 0.5%. (Prepared Foods)

# 7. Orange juice represents 37% of off-trade volume sales in the United States. That makes it the most popular option for consumers. (Prepared Foods)

# 8. Premium juice wholesale dollar sales grew by 11% since 2000, rising from $582 million to $2.2 billion over the time. (Prepared Foods)

# 9. Most people prefer to consume 100% juice products when they visit a juice bar, store, or market. It is responsible for two-thirds of the juice consumption which occurs in the U.S. each year. (Prepared Foods)

#10. As for name-brand products that are sold by the juice bar community, PepsiCo dominates the juice drinks and juice product trend, holding a 41% share of the market. Coca-Cola comes in second, but they only control 12% of the U.S. market. Campbell Soup is actually third, with an 8.5% market share. (Prepared Foods)

#11. 68% of Americans say that they would pay more for their juice products if they knew in advantage that it was free from undesirable ingredients. 61% said that they would pay more for juice products that had shorter ingredient lists. (Prepared Foods)

# 12. From 2010 to 2015, smoothies have grown by 120%, generating $2 billion in annual sales. (IBIS World)

#13. 23% of consumers in the United States say that they have had either a juice product or a smoothie in the past day. Another 23% say that they’ve had at least one in the past week. Only 17% of consumers say that they don’t drink juice or smoothie products. (AYTM)

#14. 60% of consumers say that they purchase their preferred juice products from the grocery store. Only 1 in 5 people in the U.S. say that they regularly go to a juice bar to get their preferred beverage. (AYTM)

# 15. Strawberry is the most popular flavor of smoothie produced, followed by orange, berry, and apple. (AYTM)

# 16. 61% of people say that they try to drink healthy beverages whenever they can. 64% of people say that they consider a juice product to be a healthy beverage. (AYTM)

# 17. Only 2% of people care about the brand name that is associated with the juice product they are drinking. In comparison, 40% of people say that the taste or flavor of the juice or smoothie is their top priority. (AYTM)

# 18. 26% of consumers who drink juice products say that they are “somewhat likely” to go to a juice bar within the next year to purchase a product. After making one trip, 48% of people said that they are likely to go another time within the year. (AYTM)

#19. For premium juice products, the price point has become a premium item, with some menus offering products at $12 per serving. That is in contrast to the smoothie market, where items can be purchased for $4 or less in most circumstances. (Franchise Chatter)

# 20. Having fresh-squeezed juice as part of their menu offerings caused Jamba Juice to report a 4% life in year-over-year comparable store sales as early as 2014. (Franchise Chatter)

# 21. More than $500 million in sales in generated by Jamba Juice every year. It dominates the industry, with most other large franchises generating less than $50 million per year in sales. (Franchise Chatter)

Juice Bar Industry Trends and Analysis

Many health trends have come and gone over the years. One of the few that has managed to stick around is the desire for juices and smoothies that are made with natural ingredients. The juice bar industry is able to provide both products to consumers, along with added vitamins and minerals when desired, to create a healthier eating lifestyle.

Customers who engage with the juice bar industry on a frequent basis say that they are more health conscious then before, enjoy the higher fiber content of the foods, and enjoy the fact that the products are grab-and-go.

The United States currently controls up to 40% of the global market share in some of the industry’s category segments. The potential for future growth is hug, with more than $650 million in revenues possible in the next 5-year period.

83% of consumers say that they prefer a fruit-based smoothie instead of a dairy-based smoothie. If that trend holds, it will be great news for the juice bar industry.


21 Juice Bar Industry Statistics and Trends

In the United States, over 30% of Americans do not get their recommended number of servings in the fruits and vegetables category. Only 2.7% of Americans reach the four critical metrics that are a part of a healthy lifestyle: avoiding drugs or smoking, eating well, exercising, and maintaining a healthy body fat level.

One of the easiest ways to improve this statistic is to enjoy the products offered from a local raw juice bar. In the past decade, the juice bar industry has grown into a global market that is valued at $9 billion. The United States contributes $2.2 billion to that figure. That has created a trend where the industry is seeing consistent year-over-year growth of 7% or more.

In total, about 971 million cases of juices and juice drinks are sold each year, with many reaching the juice bar industry.

Interesting Juice Bar Industry Statistics

# 1. There are more than 5,200 juice bar locations in the United States right now, led by names like Jamba Juice and Smoothie King. They are responsible for a total of 52,000 direct employment opportunities. (IBIS World)

# 2. More than 215,000 tons of orange juice production occurs in the United States each year. The average retail price for a case of juice drinks or juices is $10.53. (Statista)

# 3. About 45,000 tons of orange juice are exported each year, while the U.S. also imports 330,000 tons of juice to supplement domestic demand. (Statista)

# 4. Bottled juice products account for $7.1 billion in sales each year, with 23% of Americans saying that they drink juice products at least once per day. The average person will consume more than 6.5 gallons of juice over the course of a year. (Statista)

# 5. On their own, juice cleanses and related products contribute $3.4 billion to the overall industry, making this product a key component of the “clean food revolution” that is currently happening. (Forbes)

# 6. Juice drink concentrates saw the steepest slide as an industry segment, losing 49% of their volume and 24% of their dollar value. Bottled juices are a strong performer for juice bars, with value up 2.2% despite a decline in volume of 0.5%. (Prepared Foods)

# 7. Orange juice represents 37% of off-trade volume sales in the United States. That makes it the most popular option for consumers. (Prepared Foods)

# 8. Premium juice wholesale dollar sales grew by 11% since 2000, rising from $582 million to $2.2 billion over the time. (Prepared Foods)

# 9. Most people prefer to consume 100% juice products when they visit a juice bar, store, or market. It is responsible for two-thirds of the juice consumption which occurs in the U.S. each year. (Prepared Foods)

#10. As for name-brand products that are sold by the juice bar community, PepsiCo dominates the juice drinks and juice product trend, holding a 41% share of the market. Coca-Cola comes in second, but they only control 12% of the U.S. market. Campbell Soup is actually third, with an 8.5% market share. (Prepared Foods)

#11. 68% of Americans say that they would pay more for their juice products if they knew in advantage that it was free from undesirable ingredients. 61% said that they would pay more for juice products that had shorter ingredient lists. (Prepared Foods)

# 12. From 2010 to 2015, smoothies have grown by 120%, generating $2 billion in annual sales. (IBIS World)

#13. 23% of consumers in the United States say that they have had either a juice product or a smoothie in the past day. Another 23% say that they’ve had at least one in the past week. Only 17% of consumers say that they don’t drink juice or smoothie products. (AYTM)

#14. 60% of consumers say that they purchase their preferred juice products from the grocery store. Only 1 in 5 people in the U.S. say that they regularly go to a juice bar to get their preferred beverage. (AYTM)

# 15. Strawberry is the most popular flavor of smoothie produced, followed by orange, berry, and apple. (AYTM)

# 16. 61% of people say that they try to drink healthy beverages whenever they can. 64% of people say that they consider a juice product to be a healthy beverage. (AYTM)

# 17. Only 2% of people care about the brand name that is associated with the juice product they are drinking. In comparison, 40% of people say that the taste or flavor of the juice or smoothie is their top priority. (AYTM)

# 18. 26% of consumers who drink juice products say that they are “somewhat likely” to go to a juice bar within the next year to purchase a product. After making one trip, 48% of people said that they are likely to go another time within the year. (AYTM)

#19. For premium juice products, the price point has become a premium item, with some menus offering products at $12 per serving. That is in contrast to the smoothie market, where items can be purchased for $4 or less in most circumstances. (Franchise Chatter)

# 20. Having fresh-squeezed juice as part of their menu offerings caused Jamba Juice to report a 4% life in year-over-year comparable store sales as early as 2014. (Franchise Chatter)

# 21. More than $500 million in sales in generated by Jamba Juice every year. It dominates the industry, with most other large franchises generating less than $50 million per year in sales. (Franchise Chatter)

Juice Bar Industry Trends and Analysis

Many health trends have come and gone over the years. One of the few that has managed to stick around is the desire for juices and smoothies that are made with natural ingredients. The juice bar industry is able to provide both products to consumers, along with added vitamins and minerals when desired, to create a healthier eating lifestyle.

Customers who engage with the juice bar industry on a frequent basis say that they are more health conscious then before, enjoy the higher fiber content of the foods, and enjoy the fact that the products are grab-and-go.

The United States currently controls up to 40% of the global market share in some of the industry’s category segments. The potential for future growth is hug, with more than $650 million in revenues possible in the next 5-year period.

83% of consumers say that they prefer a fruit-based smoothie instead of a dairy-based smoothie. If that trend holds, it will be great news for the juice bar industry.


21 Juice Bar Industry Statistics and Trends

In the United States, over 30% of Americans do not get their recommended number of servings in the fruits and vegetables category. Only 2.7% of Americans reach the four critical metrics that are a part of a healthy lifestyle: avoiding drugs or smoking, eating well, exercising, and maintaining a healthy body fat level.

One of the easiest ways to improve this statistic is to enjoy the products offered from a local raw juice bar. In the past decade, the juice bar industry has grown into a global market that is valued at $9 billion. The United States contributes $2.2 billion to that figure. That has created a trend where the industry is seeing consistent year-over-year growth of 7% or more.

In total, about 971 million cases of juices and juice drinks are sold each year, with many reaching the juice bar industry.

Interesting Juice Bar Industry Statistics

# 1. There are more than 5,200 juice bar locations in the United States right now, led by names like Jamba Juice and Smoothie King. They are responsible for a total of 52,000 direct employment opportunities. (IBIS World)

# 2. More than 215,000 tons of orange juice production occurs in the United States each year. The average retail price for a case of juice drinks or juices is $10.53. (Statista)

# 3. About 45,000 tons of orange juice are exported each year, while the U.S. also imports 330,000 tons of juice to supplement domestic demand. (Statista)

# 4. Bottled juice products account for $7.1 billion in sales each year, with 23% of Americans saying that they drink juice products at least once per day. The average person will consume more than 6.5 gallons of juice over the course of a year. (Statista)

# 5. On their own, juice cleanses and related products contribute $3.4 billion to the overall industry, making this product a key component of the “clean food revolution” that is currently happening. (Forbes)

# 6. Juice drink concentrates saw the steepest slide as an industry segment, losing 49% of their volume and 24% of their dollar value. Bottled juices are a strong performer for juice bars, with value up 2.2% despite a decline in volume of 0.5%. (Prepared Foods)

# 7. Orange juice represents 37% of off-trade volume sales in the United States. That makes it the most popular option for consumers. (Prepared Foods)

# 8. Premium juice wholesale dollar sales grew by 11% since 2000, rising from $582 million to $2.2 billion over the time. (Prepared Foods)

# 9. Most people prefer to consume 100% juice products when they visit a juice bar, store, or market. It is responsible for two-thirds of the juice consumption which occurs in the U.S. each year. (Prepared Foods)

#10. As for name-brand products that are sold by the juice bar community, PepsiCo dominates the juice drinks and juice product trend, holding a 41% share of the market. Coca-Cola comes in second, but they only control 12% of the U.S. market. Campbell Soup is actually third, with an 8.5% market share. (Prepared Foods)

#11. 68% of Americans say that they would pay more for their juice products if they knew in advantage that it was free from undesirable ingredients. 61% said that they would pay more for juice products that had shorter ingredient lists. (Prepared Foods)

# 12. From 2010 to 2015, smoothies have grown by 120%, generating $2 billion in annual sales. (IBIS World)

#13. 23% of consumers in the United States say that they have had either a juice product or a smoothie in the past day. Another 23% say that they’ve had at least one in the past week. Only 17% of consumers say that they don’t drink juice or smoothie products. (AYTM)

#14. 60% of consumers say that they purchase their preferred juice products from the grocery store. Only 1 in 5 people in the U.S. say that they regularly go to a juice bar to get their preferred beverage. (AYTM)

# 15. Strawberry is the most popular flavor of smoothie produced, followed by orange, berry, and apple. (AYTM)

# 16. 61% of people say that they try to drink healthy beverages whenever they can. 64% of people say that they consider a juice product to be a healthy beverage. (AYTM)

# 17. Only 2% of people care about the brand name that is associated with the juice product they are drinking. In comparison, 40% of people say that the taste or flavor of the juice or smoothie is their top priority. (AYTM)

# 18. 26% of consumers who drink juice products say that they are “somewhat likely” to go to a juice bar within the next year to purchase a product. After making one trip, 48% of people said that they are likely to go another time within the year. (AYTM)

#19. For premium juice products, the price point has become a premium item, with some menus offering products at $12 per serving. That is in contrast to the smoothie market, where items can be purchased for $4 or less in most circumstances. (Franchise Chatter)

# 20. Having fresh-squeezed juice as part of their menu offerings caused Jamba Juice to report a 4% life in year-over-year comparable store sales as early as 2014. (Franchise Chatter)

# 21. More than $500 million in sales in generated by Jamba Juice every year. It dominates the industry, with most other large franchises generating less than $50 million per year in sales. (Franchise Chatter)

Juice Bar Industry Trends and Analysis

Many health trends have come and gone over the years. One of the few that has managed to stick around is the desire for juices and smoothies that are made with natural ingredients. The juice bar industry is able to provide both products to consumers, along with added vitamins and minerals when desired, to create a healthier eating lifestyle.

Customers who engage with the juice bar industry on a frequent basis say that they are more health conscious then before, enjoy the higher fiber content of the foods, and enjoy the fact that the products are grab-and-go.

The United States currently controls up to 40% of the global market share in some of the industry’s category segments. The potential for future growth is hug, with more than $650 million in revenues possible in the next 5-year period.

83% of consumers say that they prefer a fruit-based smoothie instead of a dairy-based smoothie. If that trend holds, it will be great news for the juice bar industry.


21 Juice Bar Industry Statistics and Trends

In the United States, over 30% of Americans do not get their recommended number of servings in the fruits and vegetables category. Only 2.7% of Americans reach the four critical metrics that are a part of a healthy lifestyle: avoiding drugs or smoking, eating well, exercising, and maintaining a healthy body fat level.

One of the easiest ways to improve this statistic is to enjoy the products offered from a local raw juice bar. In the past decade, the juice bar industry has grown into a global market that is valued at $9 billion. The United States contributes $2.2 billion to that figure. That has created a trend where the industry is seeing consistent year-over-year growth of 7% or more.

In total, about 971 million cases of juices and juice drinks are sold each year, with many reaching the juice bar industry.

Interesting Juice Bar Industry Statistics

# 1. There are more than 5,200 juice bar locations in the United States right now, led by names like Jamba Juice and Smoothie King. They are responsible for a total of 52,000 direct employment opportunities. (IBIS World)

# 2. More than 215,000 tons of orange juice production occurs in the United States each year. The average retail price for a case of juice drinks or juices is $10.53. (Statista)

# 3. About 45,000 tons of orange juice are exported each year, while the U.S. also imports 330,000 tons of juice to supplement domestic demand. (Statista)

# 4. Bottled juice products account for $7.1 billion in sales each year, with 23% of Americans saying that they drink juice products at least once per day. The average person will consume more than 6.5 gallons of juice over the course of a year. (Statista)

# 5. On their own, juice cleanses and related products contribute $3.4 billion to the overall industry, making this product a key component of the “clean food revolution” that is currently happening. (Forbes)

# 6. Juice drink concentrates saw the steepest slide as an industry segment, losing 49% of their volume and 24% of their dollar value. Bottled juices are a strong performer for juice bars, with value up 2.2% despite a decline in volume of 0.5%. (Prepared Foods)

# 7. Orange juice represents 37% of off-trade volume sales in the United States. That makes it the most popular option for consumers. (Prepared Foods)

# 8. Premium juice wholesale dollar sales grew by 11% since 2000, rising from $582 million to $2.2 billion over the time. (Prepared Foods)

# 9. Most people prefer to consume 100% juice products when they visit a juice bar, store, or market. It is responsible for two-thirds of the juice consumption which occurs in the U.S. each year. (Prepared Foods)

#10. As for name-brand products that are sold by the juice bar community, PepsiCo dominates the juice drinks and juice product trend, holding a 41% share of the market. Coca-Cola comes in second, but they only control 12% of the U.S. market. Campbell Soup is actually third, with an 8.5% market share. (Prepared Foods)

#11. 68% of Americans say that they would pay more for their juice products if they knew in advantage that it was free from undesirable ingredients. 61% said that they would pay more for juice products that had shorter ingredient lists. (Prepared Foods)

# 12. From 2010 to 2015, smoothies have grown by 120%, generating $2 billion in annual sales. (IBIS World)

#13. 23% of consumers in the United States say that they have had either a juice product or a smoothie in the past day. Another 23% say that they’ve had at least one in the past week. Only 17% of consumers say that they don’t drink juice or smoothie products. (AYTM)

#14. 60% of consumers say that they purchase their preferred juice products from the grocery store. Only 1 in 5 people in the U.S. say that they regularly go to a juice bar to get their preferred beverage. (AYTM)

# 15. Strawberry is the most popular flavor of smoothie produced, followed by orange, berry, and apple. (AYTM)

# 16. 61% of people say that they try to drink healthy beverages whenever they can. 64% of people say that they consider a juice product to be a healthy beverage. (AYTM)

# 17. Only 2% of people care about the brand name that is associated with the juice product they are drinking. In comparison, 40% of people say that the taste or flavor of the juice or smoothie is their top priority. (AYTM)

# 18. 26% of consumers who drink juice products say that they are “somewhat likely” to go to a juice bar within the next year to purchase a product. After making one trip, 48% of people said that they are likely to go another time within the year. (AYTM)

#19. For premium juice products, the price point has become a premium item, with some menus offering products at $12 per serving. That is in contrast to the smoothie market, where items can be purchased for $4 or less in most circumstances. (Franchise Chatter)

# 20. Having fresh-squeezed juice as part of their menu offerings caused Jamba Juice to report a 4% life in year-over-year comparable store sales as early as 2014. (Franchise Chatter)

# 21. More than $500 million in sales in generated by Jamba Juice every year. It dominates the industry, with most other large franchises generating less than $50 million per year in sales. (Franchise Chatter)

Juice Bar Industry Trends and Analysis

Many health trends have come and gone over the years. One of the few that has managed to stick around is the desire for juices and smoothies that are made with natural ingredients. The juice bar industry is able to provide both products to consumers, along with added vitamins and minerals when desired, to create a healthier eating lifestyle.

Customers who engage with the juice bar industry on a frequent basis say that they are more health conscious then before, enjoy the higher fiber content of the foods, and enjoy the fact that the products are grab-and-go.

The United States currently controls up to 40% of the global market share in some of the industry’s category segments. The potential for future growth is hug, with more than $650 million in revenues possible in the next 5-year period.

83% of consumers say that they prefer a fruit-based smoothie instead of a dairy-based smoothie. If that trend holds, it will be great news for the juice bar industry.


Assista o vídeo: Jamba Juice Franchise Profitable? jambajuice