Novas receitas

Se sua tequila não for 100 por cento de agave azul, não vale a pena beber

Se sua tequila não for 100 por cento de agave azul, não vale a pena beber


Se você se considera um bebedor de tequila (além de apenas fazer qualquer dose aleatória que receba no bar), então existem alguns fatos básicos que você deve saber sobre o espírito. E dois, você nunca deve, sempre beba uma tequila que não diga "100 por cento de agave", "100 por cento de agave azul", "100 por cento de agave azul" ou algo semelhante no rótulo. Aqui está o porquê.

Vamos começar explicando exatamente o que é tequila. O processo usado para fazer tequila verdadeira começa com o agave azul, um parente da planta de aloe, e por lei deve ser cultivado no estado de Jalisco ou em alguns outros municípios mexicanos. As folhas afiadas da planta são cortadas, deixando apenas o coração da planta, chamado de piña, atrás. Essas piñas, que podem pesar até várias centenas de libras, são aquecidas e prensadas, e o suco resultante é destilado em tequila. E é isso. É 100% agave azul porque a tequila é feita apenas com o suco do agave azul. Bem direto.

Agora vamos ver como a tequila agave não 100% azul, chamada mixto, é feito (você nunca verá a palavra "mixto" na garrafa; apenas não dirá que é 100 por cento agave). As tequilas mixto têm permissão legal para serem fermentadas com até 49% de açúcar não agave, e a maioria dos produtores usa açúcar de cana barato. Então, quando você bebe uma mistura de tequila, você está essencialmente bebendo meia tequila, meio outra coisa. E pior ainda, para dar sabor aos mixtos e parecer mais com tequila 100 por cento agave, eles incluirão aditivos como xarope de açúcar, corante de caramelo, glicerina, extrato de carvalho e extrato de amêndoa, e ainda poderão chamá-lo "Tequila." É assim, meus amigos, como as ressacas vão de toleráveis ​​a mesmo mau.

Sim, as tequilas de agave 100% azul (como Patrón e Herradura) são mais caras do que as coisas mixto (a mais popular das quais é Jose Cuervo Especial). Mas se você vai beber tequila, você não deve perder seu tempo e dinheiro com coisas de baixa qualidade. A tequila 100 por cento agave é uma bebida espirituosa complexa, delicada e refinada que se destina a ser degustada. Mixto é, bem ... Há uma razão pela qual você tem que derrubá-lo com uma lambida de sal e uma rodela de limão.


12 coisas que você não sabia sobre a tequila

Acreditamos que sabemos muito sobre a tequila. Que sempre vai com limão e sal (não). Que a garrafa deve conter um verme (não). Que se mistura bem com uma variedade de coisas e pode ser degustado, agitado ou até mexido (não & # 8211 oh espere, sim, sim naquele). Mas, como outros licores transparentes onipresentes por aí, ainda há muitos que não sabemos sobre a tequila. E não queremos dizer apenas quantas fotos tiramos na noite passada.

Tequila tem muito mais peso e história do que a maioria de nós sabe. Tratamos o whisk (e) y, seja bourbon ou scotch ou, sim, quase qualquer uísque, com luvas de pelica & # 8211 como se & # 8217 não bebemos apenas álcool, mas a herança destilada de uma nação. A tequila, por sua vez, tende a sofrer a (lucrativa) indignidade de ser a & # 8220antes & # 8221 dose de uma noite fora, a coisa que colocamos no umbigo humano no final de um rastro de sal (e então, presumivelmente, lavamos nosso bocas intensamente?). É hora de devolver a tequila ao seu devido lugar nas prateleiras superiores de nossos armários mentais de bebidas, respeitar a história, o terroir e o processo incrivelmente laborioso por trás de algo que muitas vezes passa muito pouco tempo na ponta da língua. (Sim, especialmente quando aquela música tequila incrivelmente cativante, mas irritante toca apenas para sua informação, eles dizem apenas & # 8220tequila & # 8221 três vezes & # 8230)

Tequila usualmente vem de Jalisco, México.

Quase toda a tequila é produzida no estado mexicano de Jalisco. Mas a lei mexicana também permite que a tequila seja produzida em alguns municípios limitados nos estados de Tamaulipas, Nayarit, Michoacán e Guanajuato. (E sim, existe uma cidade chamada Tequila.)

Bebidas essenciais para pessoas que amam tequila

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila.

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila. A tequila só pode ser feita a partir do agave azul ou tequilana do agave, mas o mezcal pode ser feito a partir de mais de 30 variedades de agave (também conhecido como maguey). (A maioria dos mezcals é feita de espadinha de agave.)

Agave não é um cacto.

Agave não é um cacto. Tequila não tem absolutamente nada a ver com cactos. Isto é, a menos que você esteja sentado ao lado de um enquanto saboreia um pouco de joven. A planta agave é uma suculenta do deserto.

O agave azul normalmente leva oito anos para amadurecer.

Falando sobre o que a agave não é, não é fácil de cultivar. Você precisa ter as condições certas do deserto e, mesmo assim, a maioria dos agave-azul leva cerca de oito anos para amadurecer. E isso só permite que você colha. Se você deseja envelhecer sua tequila, acrescente mais um tempo!

A planta agave azul tem apenas uma vida para dar.

Não ajuda a eficiência que a agave azul seja uma planta de uso único. Quando finalmente estão prontas para a colheita, as plantas de agave têm seus piñas & # 8211 ou corações & # 8211 chamados assim porque acabam parecendo abacaxis & # 8211 arrancados. Essas são as partes que serão cozidas no vapor, trituradas e fermentadas em tequila.

Piñas são extremamente pesadas.

Essas piñas são incrivelmente pesadas. Eles podem pesar de 80 a algumas centenas de libras (mas, teoricamente, podem ficar um pouco maiores).

A tequila é legalmente obrigada a conter apenas 51% de agave azul.

A tequila é feita de agave azul, mas não precisa ser 100% agave. Muitas tequilas se anunciam como & # 8216100% Blue Agave & # 8217, mas a exigência legal é de 51%. O destilador pode preencher o restante com uma aguardente neutra feita com caldo de cana-de-açúcar, criando o que é conhecido como tequila “mixto”. Geralmente, sem surpresa, estes são considerados de qualidade inferior.

Sua garrafa de tequila não deve conter um verme.

Tequila, FYI, não terá absolutamente nenhum verme nele. A associação com tequila e vermes é (provavelmente) baseada no fato de que as plantas maguey são frequentemente mordiscadas por “gusano de maguey”, pequenas larvas que, se não interrompidas, se transformam em uma mariposa, ou uma espécie de borboleta. Quando eles são colocados em garrafas de licor como larvas, é mezcal, não tequila. Então, basicamente, não beba tequila se houver um verme nela. Se o produtor errou, quem sabe o que mais está errado na garrafa.

Tequila jovem é mesmo novo.

Bebemos muita tequila jovem. E os padrões de envelhecimento significam que é muito jovem: blanco / joven tem apenas 0 a 2 meses, reposado tem 2 meses a 1 ano e añejo tem 1 a 3 anos. Mas existe algo como "añejo extra", levando o envelhecimento da tequila a outro nível de maturidade (3 anos ou mais).

Você pode comprar tequila envelhecida por mais de uma década.

Três anos pode parecer um longo tempo de envelhecimento para a tequila, mas um dos mais antigos “añejos extras” à venda atualmente tem 11 anos e custará mais de $ 1000. É feito com 100% agave azul orgânico e envelhecido em carvalho francês. Um presente maravilhoso (realmente, maravilhoso) para o amante obsessivo de tequila em sua vida?

O nome tequila tem peso legal em todo o mundo.

Semelhante aos produtos da União Europeia com nomes protegidos (por exemplo, Champagne e Prosciutto di Parma), a tequila é protegida como denominação de origem mexicana em dezenas de países. Nos Estados Unidos e no Canadá, essa proteção está incluída no Nafta. Portanto, não tente fazer nada em sua banheira e chame isso de tequila.

O processo Tahona é o mais astuto possível.

Tequila pode ser tão artesanal quanto o espírito minúsculo mais astuto que existe. Mesmo que seja feito por um grande produtor. Veja, a tequila é feita fervendo e esmagando aquelas piñas enormes. Uma maneira pela qual essas piñas podem ser (e foram) esmagadas é o processo Tahona & # 8211 basicamente arrastando uma enorme roda vulcânica sobre os corações de agave cozidos no vapor. Tradicionalmente, e em pelo menos um lugar, ainda feito por burro. Se o uso de burro não é artesanal, não sabemos o que é.


12 coisas que você não sabia sobre a tequila

Acreditamos que sabemos muito sobre a tequila. Que sempre vai com limão e sal (não). Que a garrafa deve conter um verme (não). Que se mistura bem com uma variedade de coisas e pode ser degustado, agitado ou até mexido (não & # 8211 oh espere, sim, sim naquele). Mas, como outros licores transparentes onipresentes por aí, ainda há muitos que não sabemos sobre a tequila. E não queremos dizer apenas quantas fotos tiramos na noite passada.

Tequila tem muito mais peso e história do que a maioria de nós sabe. Tratamos o whisk (e) y, seja bourbon ou scotch ou, sim, quase qualquer uísque, com luvas de pelica & # 8211 como se & # 8217 não bebemos apenas álcool, mas a herança destilada de uma nação. A tequila, por sua vez, tende a sofrer a (lucrativa) indignidade de ser a & # 8220antes & # 8221 dose de uma noite fora, a coisa que colocamos no umbigo humano no final de um rastro de sal (e então, presumivelmente, lavamos nosso bocas intensamente?). É hora de devolver a tequila ao seu devido lugar nas prateleiras superiores de nossos armários mentais de bebidas, respeitar a história, o terroir e o processo incrivelmente laborioso por trás de algo que muitas vezes passa muito pouco tempo na ponta da língua. (Sim, especialmente quando aquela música tequila incrivelmente cativante, mas irritante toca apenas para sua informação, eles dizem apenas & # 8220tequila & # 8221 três vezes & # 8230)

Tequila usualmente vem de Jalisco, México.

Quase toda a tequila é produzida no estado mexicano de Jalisco. Mas a lei mexicana também permite que a tequila seja produzida em alguns municípios limitados nos estados de Tamaulipas, Nayarit, Michoacán e Guanajuato. (E sim, existe uma cidade chamada Tequila.)

Bebidas essenciais para pessoas que amam tequila

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila.

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila. A tequila só pode ser feita a partir do agave azul ou tequilana do agave, mas o mezcal pode ser feito a partir de mais de 30 variedades de agave (também conhecido como maguey). (A maioria dos mezcals é feita de espadinha de agave.)

Agave não é um cacto.

Agave não é um cacto. Tequila não tem absolutamente nada a ver com cactos. Isto é, a menos que você esteja sentado ao lado de um enquanto saboreia um pouco de joven. A planta agave é uma suculenta do deserto.

O agave azul normalmente leva oito anos para amadurecer.

Falando sobre o que a agave não é, não é fácil de cultivar. Você precisa ter as condições certas do deserto e, mesmo assim, a maioria dos agave-azul leva cerca de oito anos para amadurecer. E isso só permite que você colha. Se você deseja envelhecer sua tequila, acrescente mais um tempo!

A planta agave azul tem apenas uma vida para dar.

Não ajuda a eficiência que a agave azul seja uma planta de uso único. Quando finalmente estão prontas para a colheita, as plantas de agave têm seus piñas & # 8211 ou corações & # 8211 chamados assim porque acabam parecendo abacaxis & # 8211 arrancados. Essas são as partes que serão cozidas no vapor, trituradas e fermentadas em tequila.

Piñas são extremamente pesadas.

Essas piñas são incrivelmente pesadas. Eles podem pesar de 80 a algumas centenas de libras (mas, teoricamente, podem ficar um pouco maiores).

A tequila é legalmente obrigada a conter apenas 51% de agave azul.

A tequila é feita de agave azul, mas não precisa ser 100% agave. Muitas tequilas se anunciam como & # 8216100% Blue Agave & # 8217, mas a exigência legal é de 51%. O destilador pode preencher o restante com uma aguardente neutra feita com caldo de cana-de-açúcar, criando o que é conhecido como tequila “mixto”. Geralmente, sem surpresa, estes são considerados de qualidade inferior.

Sua garrafa de tequila não deve conter um verme.

Tequila, FYI, não terá absolutamente nenhum verme nele. A associação com tequila e vermes é (provavelmente) baseada no fato de que as plantas maguey costumam ser mordiscadas por “gusano de maguey”, pequenas larvas que, se não fossem interrompidas, se transformavam em mariposa, ou uma espécie de borboleta. Quando eles são colocados em garrafas de licor como larvas, é mezcal, não tequila. Então, basicamente, não beba tequila se houver um verme nela. Se o produtor errou, quem sabe o que mais está errado na garrafa.

Tequila jovem é mesmo novo.

Bebemos muita tequila jovem. E os padrões de envelhecimento significam que é muito jovem: blanco / joven tem apenas 0 a 2 meses, reposado tem 2 meses a 1 ano e añejo tem 1 a 3 anos. Mas existe algo como "añejo extra", levando o envelhecimento da tequila a outro nível de maturidade (3 anos ou mais).

Você pode comprar tequila envelhecida por mais de uma década.

Três anos pode parecer um longo tempo de envelhecimento para a tequila, mas um dos mais antigos “añejos extras” à venda atualmente tem 11 anos e custará mais de $ 1000. É feito com 100% agave azul orgânico e envelhecido em carvalho francês. Um presente maravilhoso (realmente, maravilhoso) para o amante obsessivo de tequila em sua vida?

O nome tequila tem peso legal em todo o mundo.

Semelhante aos produtos da União Europeia com nomes protegidos (por exemplo, Champagne e Prosciutto di Parma), a tequila é protegida como denominação de origem mexicana em dezenas de países. Nos Estados Unidos e no Canadá, essa proteção está incluída no Nafta. Portanto, não tente fazer nada em sua banheira e chame isso de tequila.

O processo Tahona é o mais astuto possível.

Tequila pode ser tão artesanal quanto o espírito minúsculo mais astuto que existe. Mesmo que seja feito por um grande produtor. Veja, a tequila é feita fervendo e esmagando aquelas piñas enormes. Uma maneira pela qual essas piñas podem ser (e foram) esmagadas é o processo Tahona & # 8211 basicamente arrastando uma enorme roda vulcânica sobre os corações de agave cozidos no vapor. Tradicionalmente, e em pelo menos um lugar, ainda feito por burro. Se o uso de burro não é artesanal, não sabemos o que é.


12 coisas que você não sabia sobre a tequila

Acreditamos que sabemos muito sobre a tequila. Que sempre vai com limão e sal (não). Que a garrafa deve conter um verme (não). Que se mistura bem com uma variedade de coisas e pode ser degustado, agitado ou até mexido (não & # 8211 oh espere, sim, sim naquele). Mas, como outros licores transparentes onipresentes por aí, ainda há muitos que não sabemos sobre a tequila. E não queremos dizer apenas quantas fotos tiramos na noite passada.

Tequila tem muito mais peso e história do que a maioria de nós sabe. Tratamos o whisk (e) y, seja bourbon ou scotch ou, sim, quase qualquer uísque, com luvas de pelica & # 8211 como se & # 8217 não bebemos apenas álcool, mas a herança destilada de uma nação. A tequila, por sua vez, tende a sofrer a (lucrativa) indignidade de ser a & # 8220antes & # 8221 dose de uma noite fora, a coisa que colocamos no umbigo humano no final de um rastro de sal (e então, presumivelmente, lavamos nosso bocas intensamente?). É hora de devolver a tequila ao seu devido lugar nas prateleiras superiores de nossos armários mentais de bebidas, respeitar a história, o terroir e o processo incrivelmente laborioso por trás de algo que muitas vezes passa muito pouco tempo na ponta da língua. (Sim, especialmente quando aquela música tequila incrivelmente cativante, mas irritante toca apenas para sua informação, eles dizem apenas & # 8220tequila & # 8221 três vezes & # 8230)

Tequila usualmente vem de Jalisco, México.

Quase toda a tequila é produzida no estado mexicano de Jalisco. Mas a lei mexicana também permite que a tequila seja produzida em alguns municípios limitados nos estados de Tamaulipas, Nayarit, Michoacán e Guanajuato. (E sim, existe uma cidade chamada Tequila.)

Bebidas essenciais para pessoas que amam tequila

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila.

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila. A tequila só pode ser feita a partir do agave azul ou tequilana do agave, mas o mezcal pode ser feito a partir de mais de 30 variedades de agave (também conhecido como maguey). (A maioria dos mezcals é feita de espadinha de agave.)

Agave não é um cacto.

Agave não é um cacto. Tequila não tem absolutamente nada a ver com cactos. Isto é, a menos que você esteja sentado ao lado de um enquanto saboreia algum joven. A planta agave é uma suculenta do deserto.

O agave azul normalmente leva oito anos para amadurecer.

Falando sobre o que a agave não é, não é fácil de cultivar. Você precisa ter as condições certas do deserto e, mesmo assim, a maioria dos agave-azul leva cerca de oito anos para amadurecer. E isso só permite que você colha. Se você deseja envelhecer sua tequila, acrescente mais um tempo!

A planta agave azul tem apenas uma vida para dar.

Não ajuda a eficiência que a agave azul seja uma planta de uso único. Quando finalmente estão prontas para a colheita, as plantas de agave têm seus piñas & # 8211 ou corações & # 8211 chamados assim porque acabam parecendo abacaxis & # 8211 arrancados. Essas são as partes que serão cozidas no vapor, trituradas e fermentadas em tequila.

Piñas são extremamente pesadas.

Essas piñas são incrivelmente pesadas. Eles podem pesar de 80 a algumas centenas de libras (mas, teoricamente, podem ficar um pouco maiores).

A tequila é legalmente obrigada a conter apenas 51% de agave azul.

A tequila é feita de agave azul, mas não precisa ser 100% agave. Muitas tequilas se anunciam como & # 8216100% Blue Agave & # 8217, mas a exigência legal é de 51%. O destilador pode preencher o restante com uma aguardente neutra feita com caldo de cana-de-açúcar, criando o que é conhecido como tequila “mixto”. Geralmente, sem surpresa, estes são considerados de qualidade inferior.

Sua garrafa de tequila não deve conter um verme.

Tequila, FYI, não terá absolutamente nenhum verme nele. A associação com tequila e vermes é (provavelmente) baseada no fato de que as plantas maguey são frequentemente mordiscadas por “gusano de maguey”, pequenas larvas que, se não interrompidas, se transformam em uma mariposa, ou uma espécie de borboleta. Quando eles são colocados em garrafas de licor como larvas, é mezcal, não tequila. Então, basicamente, não beba tequila se houver um verme nela. Se o produtor errou, quem sabe o que mais está errado na garrafa.

Tequila jovem é mesmo novo.

Bebemos muita tequila jovem. E os padrões de envelhecimento significam que é muito jovem: blanco / joven tem apenas 0 a 2 meses, reposado tem 2 meses a 1 ano e añejo tem 1 a 3 anos. Mas existe algo como "añejo extra", levando o envelhecimento da tequila a outro nível de maturidade (3 anos ou mais).

Você pode comprar tequila envelhecida por mais de uma década.

Três anos pode parecer um longo tempo de envelhecimento para a tequila, mas um dos mais antigos “añejos extras” à venda atualmente tem 11 anos e custará mais de $ 1000. É feito com 100% agave azul orgânico e envelhecido em carvalho francês. Um presente maravilhoso (realmente, maravilhoso) para o amante obsessivo de tequila em sua vida?

O nome tequila tem peso legal em todo o mundo.

Semelhante aos produtos da União Europeia com nomes protegidos (por exemplo, Champagne e Prosciutto di Parma), a tequila é protegida como denominação de origem mexicana em dezenas de países. Nos Estados Unidos e no Canadá, essa proteção está incluída no Nafta. Portanto, não tente fazer nada em sua banheira e chame isso de tequila.

O processo Tahona é o mais astuto possível.

Tequila pode ser tão artesanal quanto o espírito minúsculo mais astuto que existe. Mesmo que seja feito por um grande produtor. Veja, a tequila é feita fervendo e esmagando aquelas piñas enormes. Uma das maneiras pelas quais essas piñas podem ser (e foram) esmagadas é o processo Tahona & # 8211 basicamente arrastando uma enorme roda vulcânica sobre os corações de agave cozidos no vapor. Tradicionalmente, e em pelo menos um lugar, ainda feito por burro. Se o uso de burro não é artesanal, não sabemos o que é.


12 coisas que você não sabia sobre a tequila

Acreditamos que sabemos muito sobre a tequila. Que sempre vai com limão e sal (não). Que a garrafa deve conter um verme (não). Que se mistura bem com uma variedade de coisas e pode ser degustado, agitado ou até mexido (não & # 8211 oh espere, sim, sim nisso). Mas, como outros licores transparentes onipresentes por aí, ainda há muitos que não sabemos sobre a tequila. E não queremos dizer apenas quantas fotos tiramos na noite passada.

Tequila tem muito mais peso e história do que a maioria de nós sabe. Tratamos o whisk (e) y, seja bourbon ou scotch ou, sim, quase qualquer uísque, com luvas de pelica & # 8211 como se & # 8217 não bebemos apenas álcool, mas a herança destilada de uma nação. A tequila, por sua vez, tende a sofrer a (lucrativa) indignidade de ser a & # 8220antes & # 8221 dose de uma noite fora, a coisa que colocamos no umbigo humano no final de um rastro de sal (e então, presumivelmente, lavamos nosso bocas intensamente?). É hora de devolver a tequila ao seu devido lugar nas prateleiras superiores de nossos armários mentais de bebidas, respeitar a história, o terroir e o processo incrivelmente laborioso por trás de algo que muitas vezes passa muito pouco tempo na ponta da língua. (Sim, especialmente quando aquela música tequila incrivelmente cativante, mas irritante toca apenas para sua informação, eles dizem apenas & # 8220tequila & # 8221 três vezes & # 8230)

Tequila usualmente vem de Jalisco, México.

Quase toda a tequila é produzida no estado mexicano de Jalisco. Mas a lei mexicana também permite que a tequila seja produzida em alguns municípios limitados nos estados de Tamaulipas, Nayarit, Michoacán e Guanajuato. (E sim, existe uma cidade chamada Tequila.)

Bebidas essenciais para pessoas que amam tequila

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila.

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila. A tequila só pode ser feita a partir do agave azul ou tequilana do agave, mas o mezcal pode ser feito a partir de mais de 30 variedades de agave (também conhecido como maguey). (A maioria dos mezcals é feita de espadinha de agave.)

Agave não é um cacto.

Agave não é um cacto. Tequila não tem absolutamente nada a ver com cactos. Isto é, a menos que você esteja sentado ao lado de um enquanto saboreia um pouco de joven. A planta agave é uma suculenta do deserto.

O agave azul normalmente leva oito anos para amadurecer.

Falando sobre o que a agave não é, não é fácil de cultivar. Você precisa ter as condições certas do deserto e, mesmo assim, a maioria dos agave-azul leva cerca de oito anos para amadurecer. E isso só permite que você colha. Se você deseja envelhecer sua tequila, acrescente mais um tempo!

A planta agave azul tem apenas uma vida para dar.

Não ajuda a eficiência que a agave azul seja uma planta de uso único. Quando finalmente estão prontas para a colheita, as plantas de agave têm seus piñas & # 8211 ou corações & # 8211 chamados assim porque acabam parecendo abacaxis & # 8211 arrancados. Essas são as partes que serão cozidas no vapor, trituradas e fermentadas em tequila.

Piñas são extremamente pesadas.

Essas piñas são incrivelmente pesadas. Eles podem pesar de 80 a algumas centenas de libras (mas, teoricamente, podem ficar um pouco maiores).

A tequila é legalmente obrigada a conter apenas 51% de agave azul.

A tequila é feita de agave azul, mas não precisa ser 100% agave. Muitas tequilas se anunciam como & # 8216100% Blue Agave & # 8217, mas a exigência legal é de 51%. O destilador pode preencher o restante com uma aguardente neutra feita com caldo de cana-de-açúcar, criando o que é conhecido como tequila “mixto”. Geralmente, sem surpresa, estes são considerados de qualidade inferior.

Sua garrafa de tequila não deve conter vermes.

Tequila, FYI, não terá absolutamente nenhum verme nele. A associação com tequila e vermes é (provavelmente) baseada no fato de que as plantas maguey costumam ser mordiscadas por “gusano de maguey”, pequenas larvas que, se não fossem interrompidas, se transformavam em mariposa, ou uma espécie de borboleta. Quando eles são colocados em garrafas de licor como larvas, é mezcal, não tequila. Então, basicamente, não beba tequila se houver um verme nela. Se o produtor errou, quem sabe o que mais está errado na garrafa.

Tequila jovem é mesmo novo.

Bebemos muita tequila jovem. E os padrões de envelhecimento significam que é muito jovem: blanco / joven tem apenas 0 a 2 meses, reposado tem 2 meses a 1 ano e añejo tem 1 a 3 anos. Mas existe algo como "añejo extra", levando o envelhecimento da tequila a outro nível de maturidade (3 anos ou mais).

Você pode comprar tequila envelhecida por mais de uma década.

Três anos pode parecer um longo tempo de envelhecimento para a tequila, mas um dos mais antigos “añejos extras” à venda atualmente tem 11 anos e custará mais de $ 1000. É feito com 100% agave azul orgânico e envelhecido em carvalho francês. Um presente maravilhoso (realmente, maravilhoso) para o amante obsessivo de tequila em sua vida?

O nome tequila tem peso legal em todo o mundo.

Semelhante aos produtos da União Europeia com nomes protegidos (por exemplo, Champagne e Prosciutto di Parma), a tequila é protegida como denominação de origem mexicana em dezenas de países. Nos Estados Unidos e no Canadá, essa proteção está incluída no Nafta. Portanto, não tente fazer nada em sua banheira e chame isso de tequila.

O processo Tahona é o mais astuto possível.

Tequila pode ser tão artesanal quanto o espírito minúsculo mais astuto que existe. Mesmo que seja feito por um grande produtor. Veja, a tequila é feita fervendo e esmagando aquelas piñas enormes. Uma maneira pela qual essas piñas podem ser (e foram) esmagadas é o processo Tahona & # 8211 basicamente arrastando uma enorme roda vulcânica sobre os corações de agave cozidos no vapor. Tradicionalmente, e em pelo menos um lugar, ainda feito por burro. Se o uso de burro não é artesanal, não sabemos o que é.


12 coisas que você não sabia sobre a tequila

Acreditamos que sabemos muito sobre a tequila. Que sempre vai com limão e sal (não). Que a garrafa deve conter um verme (não). Que se mistura bem com uma variedade de coisas e pode ser degustado, agitado ou até mexido (não & # 8211 oh espere, sim, sim nisso). Mas, como outros licores transparentes onipresentes por aí, ainda há muitos que não sabemos sobre a tequila. E não queremos dizer apenas quantas fotos tiramos na noite passada.

Tequila tem muito mais peso e história do que a maioria de nós sabe. Tratamos o whisk (e) y, seja bourbon ou scotch ou, sim, quase qualquer uísque, com luvas de pelica & # 8211 como se & # 8217 não bebemos apenas álcool, mas a herança destilada de uma nação. A tequila, por sua vez, tende a sofrer a (lucrativa) indignidade de ser a & # 8220antes & # 8221 dose de uma noite fora, a coisa que colocamos no umbigo humano no final de um rastro de sal (e então, presumivelmente, lavamos nosso bocas intensamente?). É hora de devolver a tequila ao seu devido lugar nas prateleiras superiores de nossos armários mentais de bebidas, respeitar a história, o terroir e o processo incrivelmente laborioso por trás de algo que muitas vezes passa muito pouco tempo na ponta da língua. (Sim, especialmente quando aquela música tequila incrivelmente cativante, mas irritante toca apenas para sua informação, eles dizem apenas & # 8220tequila & # 8221 três vezes & # 8230)

Tequila usualmente vem de Jalisco, México.

Quase toda a tequila é produzida no estado mexicano de Jalisco. Mas a lei mexicana também permite que a tequila seja produzida em alguns municípios limitados nos estados de Tamaulipas, Nayarit, Michoacán e Guanajuato. (E sim, existe uma cidade chamada Tequila.)

Bebidas essenciais para pessoas que amam tequila

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila.

Toda tequila é mezcal, mas nem todo mezcal é tequila. A tequila só pode ser feita a partir do agave azul ou tequilana do agave, mas o mezcal pode ser feito a partir de mais de 30 variedades de agave (também conhecido como maguey). (A maioria dos mezcals é feita de espadinha de agave.)

Agave não é um cacto.

Agave não é um cacto. Tequila não tem absolutamente nada a ver com cactos. Isto é, a menos que você esteja sentado ao lado de um enquanto saboreia um pouco de joven. A planta agave é uma suculenta do deserto.

O agave azul normalmente leva oito anos para amadurecer.

Falando sobre o que a agave não é, não é fácil de cultivar. Você precisa ter as condições certas do deserto e, mesmo assim, a maioria dos agave-azul leva cerca de oito anos para amadurecer. E isso só permite que você colha. Se você deseja envelhecer sua tequila, acrescente mais um tempo!

A planta agave azul tem apenas uma vida para dar.

Não ajuda a eficiência que a agave azul seja uma planta de uso único. Quando finalmente estão prontas para a colheita, as plantas de agave têm seus piñas & # 8211 ou corações & # 8211 chamados assim porque acabam parecendo abacaxis & # 8211 arrancados. Essas são as partes que serão cozidas no vapor, trituradas e fermentadas em tequila.

Piñas são extremamente pesadas.

Essas piñas são incrivelmente pesadas. Eles podem pesar de 80 a algumas centenas de libras (mas, teoricamente, podem ficar um pouco maiores).

A tequila é legalmente obrigada a conter apenas 51% de agave azul.

A tequila é feita de agave azul, mas não precisa ser 100% agave. Muitas tequilas se anunciam como & # 8216100% Blue Agave & # 8217, mas a exigência legal é de 51%. O destilador pode preencher o restante com uma aguardente neutra feita com caldo de cana-de-açúcar, criando o que é conhecido como tequila “mixto”. Geralmente, sem surpresa, estes são considerados de qualidade inferior.

Sua garrafa de tequila não deve conter vermes.

Tequila, FYI, não terá absolutamente nenhum verme nele. A associação com tequila e vermes é (provavelmente) baseada no fato de que as plantas maguey são frequentemente mordiscadas por “gusano de maguey”, pequenas larvas que, se não interrompidas, se transformam em uma mariposa, ou uma espécie de borboleta. Quando eles são colocados em garrafas de licor como larvas, é mezcal, não tequila. Então, basicamente, não beba tequila se houver um verme nela. Se o produtor errou, quem sabe o que mais está errado na garrafa.

Tequila jovem é mesmo novo.

Bebemos muita tequila jovem. E os padrões de envelhecimento significam que é muito jovem: blanco / joven tem apenas 0 a 2 meses, reposado tem 2 meses a 1 ano e añejo tem 1 a 3 anos. Mas existe algo como "añejo extra", levando o envelhecimento da tequila a outro nível de maturidade (3 anos ou mais).

Você pode comprar tequila envelhecida por mais de uma década.

Três anos pode parecer um longo tempo de envelhecimento para a tequila, mas um dos mais antigos “añejos extras” à venda atualmente tem 11 anos e custará mais de $ 1000. É feito com 100% agave azul orgânico e envelhecido em carvalho francês. Um presente maravilhoso (realmente, maravilhoso) para o amante obsessivo de tequila em sua vida?

O nome tequila tem peso legal em todo o mundo.

Semelhante aos produtos da União Europeia com nomes protegidos (por exemplo, Champagne e Prosciutto di Parma), a tequila é protegida como denominação de origem mexicana em dezenas de países. Nos Estados Unidos e no Canadá, essa proteção está incluída no Nafta. Portanto, não tente fazer nada em sua banheira e chame isso de tequila.

O processo Tahona é o mais astuto possível.

Tequila pode ser tão artesanal quanto o espírito minúsculo mais astuto que existe. Mesmo que seja feito por um grande produtor. Veja, a tequila é feita fervendo e esmagando aquelas piñas enormes. One way those piñas can be (and have been) crushed is the Tahona process–basically dragging a massive volcanic wheel over the steamed agave hearts. Traditionally, and in at least one place, still done by donkey. If use of a donkey isn’t artisan, we don’t know what is.


12 Things You Didn’t Know About Tequila

There’s plenty we think we know about tequila. That it always goes with lime and salt (nope). That the bottle should contain a worm (nope). That it mixes well with a variety of things and can be sipped, shaken, or even stirred (nope – oh wait, yes, yes on that one). But like other ubiquitous clear liquors out there, there’s still plenty we don’t know about tequila. And we don’t just mean how many shots of it we had last night.

Tequila has a lot more heft and history to it than most of us know. We treat whisk(e)y, be it bourbon or Scotch or, yeah, almost any whiskey, with kid gloves–like we’re not just drinking alcohol but the distilled heritage of a nation. Tequila, meanwhile, tends to suffer the (lucrative) indignity of being the “before” shot of a night out, the stuff we pour into human belly buttons at the end of a trail of salt (and then, presumably, wash our mouths out intensely?). It’s time to return tequila to its rightful place on the upper shelves of our mental liquor cabinets, respect the history and terroir and incredibly laborious process behind something that too often spends too little time on the tip of our tongues. (Yes, especially when that incredibly catchy-but-annoying tequila song comes on just FYI they only say “tequila” three times…)

Tequila usually comes from Jalisco, Mexico.

Almost all tequila is produced in the Mexican state of Jalisco. But Mexican law also allows tequila to be produced in certain limited municipalities in the states of Tamaulipas, Nayarit, Michoacán, and Guanajuato. (And yes, there is a town called Tequila.)

Drinks Essentials For People Who Love Tequila

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila.

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila. Tequila can only be made from the blue agave, or agave tequilana, but mezcal can be made from over 30 varieties of agave (AKA maguey). (Most mezcals are made from agave espading.)

Agave is not a cactus.

Agave is not a cactus. Tequila has absolutely nothing to do with cacti. That is, unless you are sitting next to one while sipping on some joven. The agave plant is a desert succulent.

Blue agave typically takes eight years to mature.

Speaking of what agave isn’t, it isn’t easy to grow. You have to have the right desert conditions, and even then, most blue agave takes about eight years to mature. And that just gets you to harvest. If you have any desire to age your tequila, tack on some more time!

The blue agave plant only has one life to give.

It doesn’t help efficiency that blue agave is a one-time use plant. Once they’re finally ready to harvest, the agave plants have their piñas – or hearts – called that because they end up looking like pineapples – ripped out. Those are the parts that will be steamed, crushed, and fermented into tequila.

Piñas are extremely heavy.

Those piñas are incredibly heavy. They can weigh anywhere from 80 to a few hundred pounds (but, theoretically, they can get a bunch bigger).

Tequila is legally required to be only 51% blue agave.

Tequila is made from blue agave, but it does not have to be 100% agave. Many tequilas will advertise themselves as �% Blue Agave,’ but the legal requirement is 51%. Distillers are allowed to fill out the rest with a neutral spirit made from cane sugar juice, creating what is known as a “mixto” tequila. Generally, no surprise, these are thought to be lower quality.

Your tequila bottle should not have a worm in it.

Tequila, FYI, will have absolutely no worms in it. The association with tequila and worms is (probably) based on the fact that maguey plants are often nibbled on by “gusano de maguey,” little larvae that, if not interrupted, would turn into a mariposa, or a kind of butterfly. When they are put into bottles of liquor as larvae, it’s mezcal, not tequila. So basically don’t drink tequila if there’s a worm in it. If the producer got that wrong, who knows what else is wrong in the bottle.

Young tequila is mesmo young.

We drink a lot of young tequila. And the aging standards mean that’s pretty young: blanco/joven is just 0 to 2 months old reposado is 2 months to 1 year and añejo is 1 to 3 years. But there’s such a thing as “extra añejo,” taking tequila aging to another level of maturity (3 years or more).

You can buy tequila that has been aged for over a decade.

Three years might seem like a long aging time for tequila, but one of the oldest “extra añejos” currently for sale is actually 11 years old, and will run you upwards of $1000. It’s made from 100% organic blue agave and aged in French oak. A wonderful (really, wonderful) gift for the obsessive tequila lover in your life?

The name tequila carries legal weight around the globe.

Similar to European Union products with protected names (eg Champagne & Prosciutto di Parma), tequila is protected as a Mexican designation of origin in dozens of countries. In the United States and Canada, that protection is written into NAFTA. So don’t try to make anything in your bathtub and call it tequila.

The Tahona process is as crafty as it gets.

Tequila can be as artisan as the most artisany crafty tiny spirit out there. Even if it’s made by a big producer. See, tequila is made by steaming and crushing those massive piñas. One way those piñas can be (and have been) crushed is the Tahona process–basically dragging a massive volcanic wheel over the steamed agave hearts. Traditionally, and in at least one place, still done by donkey. If use of a donkey isn’t artisan, we don’t know what is.


12 Things You Didn’t Know About Tequila

There’s plenty we think we know about tequila. That it always goes with lime and salt (nope). That the bottle should contain a worm (nope). That it mixes well with a variety of things and can be sipped, shaken, or even stirred (nope – oh wait, yes, yes on that one). But like other ubiquitous clear liquors out there, there’s still plenty we don’t know about tequila. And we don’t just mean how many shots of it we had last night.

Tequila has a lot more heft and history to it than most of us know. We treat whisk(e)y, be it bourbon or Scotch or, yeah, almost any whiskey, with kid gloves–like we’re not just drinking alcohol but the distilled heritage of a nation. Tequila, meanwhile, tends to suffer the (lucrative) indignity of being the “before” shot of a night out, the stuff we pour into human belly buttons at the end of a trail of salt (and then, presumably, wash our mouths out intensely?). It’s time to return tequila to its rightful place on the upper shelves of our mental liquor cabinets, respect the history and terroir and incredibly laborious process behind something that too often spends too little time on the tip of our tongues. (Yes, especially when that incredibly catchy-but-annoying tequila song comes on just FYI they only say “tequila” three times…)

Tequila usually comes from Jalisco, Mexico.

Almost all tequila is produced in the Mexican state of Jalisco. But Mexican law also allows tequila to be produced in certain limited municipalities in the states of Tamaulipas, Nayarit, Michoacán, and Guanajuato. (And yes, there is a town called Tequila.)

Drinks Essentials For People Who Love Tequila

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila.

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila. Tequila can only be made from the blue agave, or agave tequilana, but mezcal can be made from over 30 varieties of agave (AKA maguey). (Most mezcals are made from agave espading.)

Agave is not a cactus.

Agave is not a cactus. Tequila has absolutely nothing to do with cacti. That is, unless you are sitting next to one while sipping on some joven. The agave plant is a desert succulent.

Blue agave typically takes eight years to mature.

Speaking of what agave isn’t, it isn’t easy to grow. You have to have the right desert conditions, and even then, most blue agave takes about eight years to mature. And that just gets you to harvest. If you have any desire to age your tequila, tack on some more time!

The blue agave plant only has one life to give.

It doesn’t help efficiency that blue agave is a one-time use plant. Once they’re finally ready to harvest, the agave plants have their piñas – or hearts – called that because they end up looking like pineapples – ripped out. Those are the parts that will be steamed, crushed, and fermented into tequila.

Piñas are extremely heavy.

Those piñas are incredibly heavy. They can weigh anywhere from 80 to a few hundred pounds (but, theoretically, they can get a bunch bigger).

Tequila is legally required to be only 51% blue agave.

Tequila is made from blue agave, but it does not have to be 100% agave. Many tequilas will advertise themselves as �% Blue Agave,’ but the legal requirement is 51%. Distillers are allowed to fill out the rest with a neutral spirit made from cane sugar juice, creating what is known as a “mixto” tequila. Generally, no surprise, these are thought to be lower quality.

Your tequila bottle should not have a worm in it.

Tequila, FYI, will have absolutely no worms in it. The association with tequila and worms is (probably) based on the fact that maguey plants are often nibbled on by “gusano de maguey,” little larvae that, if not interrupted, would turn into a mariposa, or a kind of butterfly. When they are put into bottles of liquor as larvae, it’s mezcal, not tequila. So basically don’t drink tequila if there’s a worm in it. If the producer got that wrong, who knows what else is wrong in the bottle.

Young tequila is mesmo young.

We drink a lot of young tequila. And the aging standards mean that’s pretty young: blanco/joven is just 0 to 2 months old reposado is 2 months to 1 year and añejo is 1 to 3 years. But there’s such a thing as “extra añejo,” taking tequila aging to another level of maturity (3 years or more).

You can buy tequila that has been aged for over a decade.

Three years might seem like a long aging time for tequila, but one of the oldest “extra añejos” currently for sale is actually 11 years old, and will run you upwards of $1000. It’s made from 100% organic blue agave and aged in French oak. A wonderful (really, wonderful) gift for the obsessive tequila lover in your life?

The name tequila carries legal weight around the globe.

Similar to European Union products with protected names (eg Champagne & Prosciutto di Parma), tequila is protected as a Mexican designation of origin in dozens of countries. In the United States and Canada, that protection is written into NAFTA. So don’t try to make anything in your bathtub and call it tequila.

The Tahona process is as crafty as it gets.

Tequila can be as artisan as the most artisany crafty tiny spirit out there. Even if it’s made by a big producer. See, tequila is made by steaming and crushing those massive piñas. One way those piñas can be (and have been) crushed is the Tahona process–basically dragging a massive volcanic wheel over the steamed agave hearts. Traditionally, and in at least one place, still done by donkey. If use of a donkey isn’t artisan, we don’t know what is.


12 Things You Didn’t Know About Tequila

There’s plenty we think we know about tequila. That it always goes with lime and salt (nope). That the bottle should contain a worm (nope). That it mixes well with a variety of things and can be sipped, shaken, or even stirred (nope – oh wait, yes, yes on that one). But like other ubiquitous clear liquors out there, there’s still plenty we don’t know about tequila. And we don’t just mean how many shots of it we had last night.

Tequila has a lot more heft and history to it than most of us know. We treat whisk(e)y, be it bourbon or Scotch or, yeah, almost any whiskey, with kid gloves–like we’re not just drinking alcohol but the distilled heritage of a nation. Tequila, meanwhile, tends to suffer the (lucrative) indignity of being the “before” shot of a night out, the stuff we pour into human belly buttons at the end of a trail of salt (and then, presumably, wash our mouths out intensely?). It’s time to return tequila to its rightful place on the upper shelves of our mental liquor cabinets, respect the history and terroir and incredibly laborious process behind something that too often spends too little time on the tip of our tongues. (Yes, especially when that incredibly catchy-but-annoying tequila song comes on just FYI they only say “tequila” three times…)

Tequila usually comes from Jalisco, Mexico.

Almost all tequila is produced in the Mexican state of Jalisco. But Mexican law also allows tequila to be produced in certain limited municipalities in the states of Tamaulipas, Nayarit, Michoacán, and Guanajuato. (And yes, there is a town called Tequila.)

Drinks Essentials For People Who Love Tequila

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila.

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila. Tequila can only be made from the blue agave, or agave tequilana, but mezcal can be made from over 30 varieties of agave (AKA maguey). (Most mezcals are made from agave espading.)

Agave is not a cactus.

Agave is not a cactus. Tequila has absolutely nothing to do with cacti. That is, unless you are sitting next to one while sipping on some joven. The agave plant is a desert succulent.

Blue agave typically takes eight years to mature.

Speaking of what agave isn’t, it isn’t easy to grow. You have to have the right desert conditions, and even then, most blue agave takes about eight years to mature. And that just gets you to harvest. If you have any desire to age your tequila, tack on some more time!

The blue agave plant only has one life to give.

It doesn’t help efficiency that blue agave is a one-time use plant. Once they’re finally ready to harvest, the agave plants have their piñas – or hearts – called that because they end up looking like pineapples – ripped out. Those are the parts that will be steamed, crushed, and fermented into tequila.

Piñas are extremely heavy.

Those piñas are incredibly heavy. They can weigh anywhere from 80 to a few hundred pounds (but, theoretically, they can get a bunch bigger).

Tequila is legally required to be only 51% blue agave.

Tequila is made from blue agave, but it does not have to be 100% agave. Many tequilas will advertise themselves as �% Blue Agave,’ but the legal requirement is 51%. Distillers are allowed to fill out the rest with a neutral spirit made from cane sugar juice, creating what is known as a “mixto” tequila. Generally, no surprise, these are thought to be lower quality.

Your tequila bottle should not have a worm in it.

Tequila, FYI, will have absolutely no worms in it. The association with tequila and worms is (probably) based on the fact that maguey plants are often nibbled on by “gusano de maguey,” little larvae that, if not interrupted, would turn into a mariposa, or a kind of butterfly. When they are put into bottles of liquor as larvae, it’s mezcal, not tequila. So basically don’t drink tequila if there’s a worm in it. If the producer got that wrong, who knows what else is wrong in the bottle.

Young tequila is mesmo young.

We drink a lot of young tequila. And the aging standards mean that’s pretty young: blanco/joven is just 0 to 2 months old reposado is 2 months to 1 year and añejo is 1 to 3 years. But there’s such a thing as “extra añejo,” taking tequila aging to another level of maturity (3 years or more).

You can buy tequila that has been aged for over a decade.

Three years might seem like a long aging time for tequila, but one of the oldest “extra añejos” currently for sale is actually 11 years old, and will run you upwards of $1000. It’s made from 100% organic blue agave and aged in French oak. A wonderful (really, wonderful) gift for the obsessive tequila lover in your life?

The name tequila carries legal weight around the globe.

Similar to European Union products with protected names (eg Champagne & Prosciutto di Parma), tequila is protected as a Mexican designation of origin in dozens of countries. In the United States and Canada, that protection is written into NAFTA. So don’t try to make anything in your bathtub and call it tequila.

The Tahona process is as crafty as it gets.

Tequila can be as artisan as the most artisany crafty tiny spirit out there. Even if it’s made by a big producer. See, tequila is made by steaming and crushing those massive piñas. One way those piñas can be (and have been) crushed is the Tahona process–basically dragging a massive volcanic wheel over the steamed agave hearts. Traditionally, and in at least one place, still done by donkey. If use of a donkey isn’t artisan, we don’t know what is.


12 Things You Didn’t Know About Tequila

There’s plenty we think we know about tequila. That it always goes with lime and salt (nope). That the bottle should contain a worm (nope). That it mixes well with a variety of things and can be sipped, shaken, or even stirred (nope – oh wait, yes, yes on that one). But like other ubiquitous clear liquors out there, there’s still plenty we don’t know about tequila. And we don’t just mean how many shots of it we had last night.

Tequila has a lot more heft and history to it than most of us know. We treat whisk(e)y, be it bourbon or Scotch or, yeah, almost any whiskey, with kid gloves–like we’re not just drinking alcohol but the distilled heritage of a nation. Tequila, meanwhile, tends to suffer the (lucrative) indignity of being the “before” shot of a night out, the stuff we pour into human belly buttons at the end of a trail of salt (and then, presumably, wash our mouths out intensely?). It’s time to return tequila to its rightful place on the upper shelves of our mental liquor cabinets, respect the history and terroir and incredibly laborious process behind something that too often spends too little time on the tip of our tongues. (Yes, especially when that incredibly catchy-but-annoying tequila song comes on just FYI they only say “tequila” three times…)

Tequila usually comes from Jalisco, Mexico.

Almost all tequila is produced in the Mexican state of Jalisco. But Mexican law also allows tequila to be produced in certain limited municipalities in the states of Tamaulipas, Nayarit, Michoacán, and Guanajuato. (And yes, there is a town called Tequila.)

Drinks Essentials For People Who Love Tequila

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila.

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila. Tequila can only be made from the blue agave, or agave tequilana, but mezcal can be made from over 30 varieties of agave (AKA maguey). (Most mezcals are made from agave espading.)

Agave is not a cactus.

Agave is not a cactus. Tequila has absolutely nothing to do with cacti. That is, unless you are sitting next to one while sipping on some joven. The agave plant is a desert succulent.

Blue agave typically takes eight years to mature.

Speaking of what agave isn’t, it isn’t easy to grow. You have to have the right desert conditions, and even then, most blue agave takes about eight years to mature. And that just gets you to harvest. If you have any desire to age your tequila, tack on some more time!

The blue agave plant only has one life to give.

It doesn’t help efficiency that blue agave is a one-time use plant. Once they’re finally ready to harvest, the agave plants have their piñas – or hearts – called that because they end up looking like pineapples – ripped out. Those are the parts that will be steamed, crushed, and fermented into tequila.

Piñas are extremely heavy.

Those piñas are incredibly heavy. They can weigh anywhere from 80 to a few hundred pounds (but, theoretically, they can get a bunch bigger).

Tequila is legally required to be only 51% blue agave.

Tequila is made from blue agave, but it does not have to be 100% agave. Many tequilas will advertise themselves as �% Blue Agave,’ but the legal requirement is 51%. Distillers are allowed to fill out the rest with a neutral spirit made from cane sugar juice, creating what is known as a “mixto” tequila. Generally, no surprise, these are thought to be lower quality.

Your tequila bottle should not have a worm in it.

Tequila, FYI, will have absolutely no worms in it. The association with tequila and worms is (probably) based on the fact that maguey plants are often nibbled on by “gusano de maguey,” little larvae that, if not interrupted, would turn into a mariposa, or a kind of butterfly. When they are put into bottles of liquor as larvae, it’s mezcal, not tequila. So basically don’t drink tequila if there’s a worm in it. If the producer got that wrong, who knows what else is wrong in the bottle.

Young tequila is mesmo young.

We drink a lot of young tequila. And the aging standards mean that’s pretty young: blanco/joven is just 0 to 2 months old reposado is 2 months to 1 year and añejo is 1 to 3 years. But there’s such a thing as “extra añejo,” taking tequila aging to another level of maturity (3 years or more).

You can buy tequila that has been aged for over a decade.

Three years might seem like a long aging time for tequila, but one of the oldest “extra añejos” currently for sale is actually 11 years old, and will run you upwards of $1000. It’s made from 100% organic blue agave and aged in French oak. A wonderful (really, wonderful) gift for the obsessive tequila lover in your life?

The name tequila carries legal weight around the globe.

Similar to European Union products with protected names (eg Champagne & Prosciutto di Parma), tequila is protected as a Mexican designation of origin in dozens of countries. In the United States and Canada, that protection is written into NAFTA. So don’t try to make anything in your bathtub and call it tequila.

The Tahona process is as crafty as it gets.

Tequila can be as artisan as the most artisany crafty tiny spirit out there. Even if it’s made by a big producer. See, tequila is made by steaming and crushing those massive piñas. One way those piñas can be (and have been) crushed is the Tahona process–basically dragging a massive volcanic wheel over the steamed agave hearts. Traditionally, and in at least one place, still done by donkey. If use of a donkey isn’t artisan, we don’t know what is.


12 Things You Didn’t Know About Tequila

There’s plenty we think we know about tequila. That it always goes with lime and salt (nope). That the bottle should contain a worm (nope). That it mixes well with a variety of things and can be sipped, shaken, or even stirred (nope – oh wait, yes, yes on that one). But like other ubiquitous clear liquors out there, there’s still plenty we don’t know about tequila. And we don’t just mean how many shots of it we had last night.

Tequila has a lot more heft and history to it than most of us know. We treat whisk(e)y, be it bourbon or Scotch or, yeah, almost any whiskey, with kid gloves–like we’re not just drinking alcohol but the distilled heritage of a nation. Tequila, meanwhile, tends to suffer the (lucrative) indignity of being the “before” shot of a night out, the stuff we pour into human belly buttons at the end of a trail of salt (and then, presumably, wash our mouths out intensely?). It’s time to return tequila to its rightful place on the upper shelves of our mental liquor cabinets, respect the history and terroir and incredibly laborious process behind something that too often spends too little time on the tip of our tongues. (Yes, especially when that incredibly catchy-but-annoying tequila song comes on just FYI they only say “tequila” three times…)

Tequila usually comes from Jalisco, Mexico.

Almost all tequila is produced in the Mexican state of Jalisco. But Mexican law also allows tequila to be produced in certain limited municipalities in the states of Tamaulipas, Nayarit, Michoacán, and Guanajuato. (And yes, there is a town called Tequila.)

Drinks Essentials For People Who Love Tequila

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila.

All tequila is mezcal, but not all mezcal is tequila. Tequila can only be made from the blue agave, or agave tequilana, but mezcal can be made from over 30 varieties of agave (AKA maguey). (Most mezcals are made from agave espading.)

Agave is not a cactus.

Agave is not a cactus. Tequila has absolutely nothing to do with cacti. That is, unless you are sitting next to one while sipping on some joven. The agave plant is a desert succulent.

Blue agave typically takes eight years to mature.

Speaking of what agave isn’t, it isn’t easy to grow. You have to have the right desert conditions, and even then, most blue agave takes about eight years to mature. And that just gets you to harvest. If you have any desire to age your tequila, tack on some more time!

The blue agave plant only has one life to give.

It doesn’t help efficiency that blue agave is a one-time use plant. Once they’re finally ready to harvest, the agave plants have their piñas – or hearts – called that because they end up looking like pineapples – ripped out. Those are the parts that will be steamed, crushed, and fermented into tequila.

Piñas are extremely heavy.

Those piñas are incredibly heavy. They can weigh anywhere from 80 to a few hundred pounds (but, theoretically, they can get a bunch bigger).

Tequila is legally required to be only 51% blue agave.

Tequila is made from blue agave, but it does not have to be 100% agave. Many tequilas will advertise themselves as �% Blue Agave,’ but the legal requirement is 51%. Distillers are allowed to fill out the rest with a neutral spirit made from cane sugar juice, creating what is known as a “mixto” tequila. Generally, no surprise, these are thought to be lower quality.

Your tequila bottle should not have a worm in it.

Tequila, FYI, will have absolutely no worms in it. The association with tequila and worms is (probably) based on the fact that maguey plants are often nibbled on by “gusano de maguey,” little larvae that, if not interrupted, would turn into a mariposa, or a kind of butterfly. When they are put into bottles of liquor as larvae, it’s mezcal, not tequila. So basically don’t drink tequila if there’s a worm in it. If the producer got that wrong, who knows what else is wrong in the bottle.

Young tequila is mesmo young.

We drink a lot of young tequila. And the aging standards mean that’s pretty young: blanco/joven is just 0 to 2 months old reposado is 2 months to 1 year and añejo is 1 to 3 years. But there’s such a thing as “extra añejo,” taking tequila aging to another level of maturity (3 years or more).

You can buy tequila that has been aged for over a decade.

Three years might seem like a long aging time for tequila, but one of the oldest “extra añejos” currently for sale is actually 11 years old, and will run you upwards of $1000. It’s made from 100% organic blue agave and aged in French oak. A wonderful (really, wonderful) gift for the obsessive tequila lover in your life?

The name tequila carries legal weight around the globe.

Similar to European Union products with protected names (eg Champagne & Prosciutto di Parma), tequila is protected as a Mexican designation of origin in dozens of countries. In the United States and Canada, that protection is written into NAFTA. So don’t try to make anything in your bathtub and call it tequila.

The Tahona process is as crafty as it gets.

Tequila can be as artisan as the most artisany crafty tiny spirit out there. Even if it’s made by a big producer. See, tequila is made by steaming and crushing those massive piñas. One way those piñas can be (and have been) crushed is the Tahona process–basically dragging a massive volcanic wheel over the steamed agave hearts. Traditionally, and in at least one place, still done by donkey. If use of a donkey isn’t artisan, we don’t know what is.


Assista o vídeo: Isso é o que acontece se você tomar uma dose de tequila todos os dias